Cardeal do Rio de Janeiro é a voz do Papa Bento XVI no 15º CEN

O Papa Bento XVI quebrou a tradição, não enviando mensagem aos congressistas do 15º CEN, em Florianópolis. Enviou uma Carta somente a Dom Eusébio Oscar Scheid, cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, conferindo a ele a responsabilidade de ser a palavra do Sumo Pontífice neste evento que vai até o próximo domingo, dia 21.

Dom Eusébio já está em terras catarinenses. O enviado especial do Papa chegou às 15h55min desta quarta-feira, dia 17, no aeroporto Hercílio Luz, na capital. Foi recebido por Dom Murilo Krieger, arcebispo de Florianópolis, pelo governador de Santa Catarina e outras autoridades civis e eclesiásticas.

.: Leia Carta do Papa Bento XVI ao Cardeal do Rio de Janeiro, por ocasião do 15º CEN

O Cardeal não adiantou à imprensa o conteúdo de suas declarações no CEN, mas se referiu à onda de violência que ocorre em São Paulo, afirmando que \”é triste que tenha havido todos esses momentos de turbulência e a Eucaristia é o maior fato que nos incute a paz, a serenidade, a tranqüilidade. Então, nesse sentido, pode até ser providencial que a Eucaristia venha a dar uma resposta\”. Disse também que a Eucaristia sempre esteve no centro da vida da Igreja.

Segundo Dom Murilo, \”o Papa disse [a Dom Eusébio]: \’O senhor vai ser a minha palavra\’. O Papa foi muito ousado. Aquilo que ele falar vai ser o Papa falando\”.

Dom Eusébio Scheid presidirá todas as Missas solenes do CEN e na Celebração de abertura, nesta quinta-feira, às 20h, no estádio Orlando Scarpelli, lerá a mensagem que o Papa Bento XVI o enviou. O Cardeal já foi arcebispo de Florianópolis durante 10 anos, de 1991 a 2001.

Os acompanhantes do enviado do Papa são o monsenhor Francisco De Sales Bianchini, assistente eclesiástico do Movimento Emmaus e padre Alvino Introvini Milani, de Itajaí, cidade de Santa Catarina.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo