Confira como foi o Acampamento de Semana Santa

Nestes dias de preparação para a Páscoa do Senhor fiéis de todas as regiões do país estiveram na sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), para viver a profunda espiritualidade da Semana Santa.

Fiéis participam da Semana Santa na Canção Nova
Foto: Arquivo CN

O evento iniciou-se na Quarta-Feira com a Procissão do Encontro de Nossa Senhora das Dores e Nosso Senhor dos Passos, momento emocionante em que os presentes puderam conformar suas dores às do Cristo e, principalmente, às de Sua Mãe. Muitos aproveitaram o momento para interceder por seus familiares e agradecer a Deus pelas vitórias já alcançadas.

Durante a Quinta-Feira Maior os peregrinos puderam participar de pregações, adoração a Jesus Eucarístico e momentos de louvor. O dia culminou com a Santa Missa do Lava-Pés presidida por padre Wagner Ferreira, que convidou os participantes a viverem com alegria o sacerdócio comum aos fiéis, concedido-nos no batismo.

A Sexta-Feira Santa, dia penitencial em memória à Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo, foi vivida em clima de profunda meditação, recolhimento e respeito. A celebração das funções deste dia foi presidida por monsenhor Jonas Abib, fundador da Comunidade Canção Nova, que convidou a assembléia a se alegrar com a plenitude do amor de Jesus por nós. À noite os fiéis participaram da Via-Sacra meditada e cantada, na qual puderam contemplar e orar, a cada estação, os passos do Salvador rumo ao sacrifício do calvário. Em um profundo clima de recolhimento os peregrinos aguardavam o terceiro dia.

Após quarenta dias de jejum, oração e penitência, podemos exclamar:Jesus Cristo ressuscitou! Aleluia!
Foto: Arquivo CN

Durante o Sábado Santo padre Roger Luís exortou os presentes a aguardarem com vigilância a vinda do Senhor.  O missionário Márcio Mendes refletiu sobre o silêncio que calou a Terra após a Morte de Jesus e convidou os fiéis a confiarem em Deus, ainda que no momento presente não consigam cmpreender o que estão vivendo. Padre Fabrício comparou o sepulcro a um ventre que se prepara para o nascimento de uma vida nova.

Depois de quarenta dias de jejum, penitência e oração e uma semana de intensa preparação para a Ressurreição de Cristo, o Acampamento da Semana Santa chegou a seu ápice com a celebração da Páscoa do Senhor, em que todos puderam cantar "Glória ao Cristo ressuscitado" e bradar "Aleluia Àquele que venceu a morte e retirou o pecado da humanidade". Durante o rito, o presidente da celebração, padre Roger Luís, recordou o amor de Deus pela humanidade a ponto de entregar  Seu Filho à morte para a nossa salvação. “Não somos frutos do acaso, mas do pensamento de Deus, que é Amor”, conclui o sacerdote.

Após este tempo de profunda espiritualidade a Igreja entra no tempo pascal, no qual se pode celebrar a maior das vitórias, a de Nosso Senhor Jesus Cristo, a quem a morte não pôde deter. E todos aqueles que creem no mistério de nossa salvação podem encher-se de alegria e bradar: Cristo ressuscitou, o túmulo está vazio. Ele vive e está no meio de nós. ALELUIA!

 

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo