Confira como foi o Acampamento no Combate da Oração

"Sede vigilantes na oração" foi o tema do Acampamento no "Combate da Oração", promovido neste fim de semana na sede da Comunidade Canção Nova em Cachoeira Paulista (SP). Os peregrinos participaram de momentos de adoração ao Santíssimo Sacramento, louvor, pregações e da Santa Missa.

Os participantes deste evento, tanto os que vieram à Chácara de Santa Cruz como os que acompanharam pelo Sistema Canção Nova de Comunicação, são chamados pelos pregadores do evento de "combatentes", pois receberam de Deus a graça de combater, com a ajuda da oração e dos sacramentos, contra tudo o que se opõe à vontade do Senhor.

O evento iniciou-se na sexta-feira, 1º de agosto, com a Celebração Eucarística presidida por padre Roger Luís. O sacerdote convidou os combatentes a serem simples e obedientes, mas sobretudo a ficarem atentos aos ataques do inimigo, cujo objetivo é enfraquê-los na fé para que eles não sejam fiéis aos sacramentos e aos Mandamentos de Deus.

Peregrinos participam do encontro na Canção Nova
Foto: Natalino Ueda

Um momento de oração, conduzido por Salette Ferreira, deu início às atividades do sábado, 2. A seguir, o diácono Fábio Camargos, durante a pregação da Palavra, convidou os participantes a se deixarem iluminar pelo Espírito de Deus para que sejam luz para sua geração. O diácono afirmou que: "[Espírito Santo] Ilumina a nossa vida, ilumina as situações pelas quais passamos e sabe a razão de nossas lágrimas".

Padre Bruno Costa refletiu sobre as bênçãos que Jesus tem para cada um de nós e exortou os combatentes a não desistirem da vida nova que o Senhor lhes oferece. E afirmou que as situações da vida não são problemas, mas desafios a serem enfrentados. "Somos guerreiros, somos combatentes e nãos podemos esmorecer!", incentivou o sacerdote da Canção Nova.

Na tarde de sábado, padre Roger Luís ressaltou que Deus está convocando intercessores, para que vivam como sentinelas, pois, satanás tem a Igreja como seu alvo de ataque. O sacerdote também nos recordou de que não podemos esquecer que já existe um vencedor, Jesus Cristo.

As atividades do segundo dia de encontro chegaram ao ápice com a Santa Eucaristia presidida por padre Edimilson Lopes, em cuja homilia abordou a postura do combatente e aconselhou o intercessor a viver deste modo: "Comigo o máximo de exigência, com o outro o máximo de misericórdia". E alertou sobre o fato de não nos esquecermos de que quem serve a Deus, em qualquer que seja o ministério, não é funcionário do sagrado. Convidando-nos a fazer tudo por amor a Jesus Cristo e aos irmãos na fé.

As atividades do domingo, 3, tiveram início com um momento de adoração ao Santíssimo Sacramento em que os fiéis se prostraram diante da presença do Senhor, intercedendo, como é próprio de um combatente, por pessoas e situações.

 “Quem tem visão espiritual tem o conhecimento para discernir de onde vem o ataque do maligno”, afirma padre Roger
Foto: Natalino Ueda

No dia do Senhor, padre Roger disse aos intercessores que Deus conta com cada um e os exortou dizendo que é o poder de Deus que deve vencer e não o de satanás. “Quem tem visão espiritual tem o conhecimento para discernir de onde vem o ataque do maligno”.

Durante a reflexão da Palavra, padre Edimilson Lopes se recordou de alguns testemunhos de pessoas que alcançaram a vitória pela perseverança na oração.

A Santa Eucaristia deste domingo foi presidida por padre Bruno Costa, que refletiu com a assembleia sobre a vigilância no amor, pedindo-nos que não sejamos negligentes e nos deixemos amar por Deus. “Agora é a hora da decisão. É hora de dizer para todo o mundo ouvir: 'Nada poderá me separar do amor de Deus!'", animou padre Bruno.

"O alvo direto do ataque de satanás são os cristãos, por isso devemos estar atentos e vigilantes. O alvo somos nós: a Igreja, o Cristianismo", afirmou padre Roger, por isso os combatentes devem voltar para casa prontos para a luta com a ajuda do Espírito Santo de Deus e animados a seguir em frente auxiliados pelos sacramentos e pelos irmãos, com fé, disciplina e perseverança.
 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo