Fiéis contemplam os passos de Jesus durante Via-Sacra

Este ano a Via-Sacra na Canção Nova foi conduzida num misto de oração, louvor e contemplação, em que os fiéis presentes na Chácara de Santa Cruz e aqueles que acompanharam pelo Sistema Canção Nova de Comunicação puderam seguir e rezar cada passo da agonia de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

A Via-Crúcis, que foi narrada por Eugênio Jorge, padre Wagner Ferreira e Luzia Santiago, ressaltou, nas cenas do Evangelho, os detalhes dos últimos momentos de Jesus na Terra durante Sua subida ao calvário, ao mesmo tempo em que conformou os acontecimentos atuais às Chagas do Redentor.

Fiéis contemplam os passos de Cristo na Via-Sacra
Foto: Natalino Ueda

Para Luzia Santiago, a expectativa era de permitir que a imaginação de todos fosse conduzida pelo Espírito Santo e que a contemplação fosse fruto da espiritualidade do dia. Ressaltando que rezar a Paixão do Senhor era o mais importante. “Na Canção Nova não se pode fazer nada de conta, por isso, trilhamos o caminho das dores de Jesus [na oração da Via-Sacra]”, recordou a cofundadora da comunidade.  E convidou os internautas que não puderam acompanhar os passos do Senhor, nas 15 estações, a seguirem a voz do Papa Francisco e a rezarem com um crucifixo ainda que seja pequeno. “Bastam alguns instantes diante da cruz do Senhor, para que Deus faça uma obra nova em seu coração”, afirmou.

O repertório musical preparado por Juliana Moraes, missionária da Comunidade Canção Nova e produtora musical do evento, teve papel primordial para promover a mística da noite. Segundo Juliana o clima para a oração dependeu muito da música. “A trilha musical leva a pessoa a visualizar a cena através da música”, enfatiza a musicista.

Luzia Santiago, padre Wagner Ferreira e Eugênio Jorge, juntamente com o coral CN, meditam passagens bíblicas da Via-Crúcis
Foto: Natalino Ueda

A trilha musical, interpretada em sua maioria pelo coral Canção Nova, também contou com a interpretação de músicas conhecidas por cantores católicos, como: “Diário de Maria” interpretada por Adriana Arydes; “Bendita árvore da cruz” por Lanciano; “Não Desista do Amor” e “Seu Nome é Jesus” por Emanuel Stênio.

Após terem percorrido todas as estações de Sua Paixão e Morte e orado com Aquele que nos amou até o extremo, a ponto de nos dar a vida na cruz, os fiéis e todos os que acompanharam esse momento emocionante pelo Sistema CN de Comunicação voltaram para casa com o coração contrito e repleto de paz e esperança, à espera do raiar do terceiro dia para entoar o “Aleluia” ao Cristo que venceu a morte e ressuscitou! 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo