"Não temas, Eu te resgato", veja como foi o acampamento

Entre os dias 15 a 18 de novembro, aconteceu o Acampamento de Cura e Libertação na sede da Comunidade Católica Canção Nova, em Cachoeira Paulista. O encontro que teve como tema “Não temas, eu te resgato”, contou com presenças de pregadores internacionais como padre Jhon Batist, sacerdote ministeriado em cura e libertação da Unganda e o padre José Fortea, exorcista e autor do Tratado de demoniologia da Espanha, além do padre Adriano Zandoná e padre Roger Luís da Comunidade Canção Nova, Roberto Tannus, pregador Internacional da RCC e padre Alexandre Paciolli, missionário dos Legionários de Cristo.


O evento que se iniciou, na quinta-feira, dia 15, teve como a primeira pregação: “Basta um ordem de Jesus para que aconteça a cura”, do Roberto Tannus, que relatou as dez frases que Jesus pronunciou nos quatro evangelhos e que manifestam a cura e a salvação que vem de Deus.

Na parte da tarde, o padre Alexandre Paciolli, falou da importância de estarmos unidos a Cristo pois “aquele que não é fixado nas coisas de Deus é levado a qualquer vento, não possui a firmeza necessária para enfrentar as tribulações,” alertou o sacerdote que logo em seguida celebrou a Santa Missa, nos alertando em sua homilia que “se Deus é importante para você, Ele deve ter um lugar especial na sua vida.”

Durante as três noites do acampamento aconteceram adorações ao Santíssimo Sacramento, sendo cada noite conduzida por um ou dois pregadores.

.: Clique aqui e veja fotos desses e de outros momentos deste acampamento

No segundo dia do encontro, foi a vez dos dois pregadores internacionais conduzirem as pregações, confira cada uma:

.: A palavra é semente que fecunda, padre John Baptist
.: Jesus expulsa o demônio e cura, padre John Baptist

.: A glória de Deus que existe no Vaticano, padre José Fortea

.: Centralizados no essencial, a Santa Missa, padre José Fortea


No penúltimo dia do evento, o padre Fortea, respondeu a uma das questões mais intrigantes sobre a existência do demônio:
“Por que Deus permite a ação do demônio?” Essa foi uma das pregações mais esperadas pois nela o exorcista falaria da sua função de expulsar os demônios. Logo em seguida, em sua segunda pregação do dia o exorcista falou de como devemos reagir diante à ação extraordinária do demônio.

Na parte da tarde, o padre John Baptist falou da importância de clamarmos Deus em nossa vida, pois
“a medida que nós falamos com Jesus Cristo, nos ligamos ao Pai.” Em seguida, na Santa Missa presidida pelo padre Adriano Zandoná.

No último dia do evento, padre Jhon Batist pregou na parte da manhã sobre o processo de cura que se dá na caminhada de Cristo, “meus irmãos, caminhe com Jesus, Ele quer que todos os dias de nossa vida ouçamos sua voz, e nos coloquemos no seu caminho, e na medida que vamos louvando, vamos sendo curados.”

Para o padre Fortea, esse acampamento pôde libertar e curar a muitos que estavam oprimidos elo maligno e em sua última pregação, contou-nos da experiência pessoal que fez: “pessoalmente, quero dizer algo para vocês: quando estive na Adoração do Santíssimo Sacramento nas noites desse acampamento, numa das noites, eu estava em adoração de olhos fechados e, num momento, quando abri os olhos, junto ao Altar, vi que existia uma nuvem de incenso. Eu pensei que alguém estivesse com um turíbulo ali, mas depois eu vi que a nuvem de incenso havia sumido. Fechei os olhos, e ao abri-los novamente, vi com clareza que não havia nenhum tipo de turíbulo. ”

Na homilia de encerramento, o padre Roger Luís, motivou a todos a clamar a volta de Jesus: “Que sejamos uma Igreja que espera a segunda vinda de Jesus.”

Este foi o Acampamento de Cura e Libertação, você que esteve conosco, seja aqui na sede da comunidade ou em casa, acompanhando pelo Sistema Canção Nova de Comunicação, envie para nós seu testemunho, para que possamos glorificar juntos os milagres e prodígios que o Senhor realizou.

 
 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo