"Sois meus santos eleitos"

Dom Alberto Taveira, arcebispo de Palmas (TO)
Foto: Robson Siqueira

"Sois meus santos eleitos". Com este tema, o arcebispo de Palmas (TO), Dom Alberto Taveira, fez, hoje dia 8, sua primeira pregação no Renasem (Retiro Nacional de Seminaristas), que acontece de 7 a 11 de janeiro de 2008 na sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP). Baseado no item de número 17 do documento elaborado, no ano passado, em Aparecida (SP), durante a "V Conferência Episcopal da América Latina e do Caribe", evento que contou com a honrosa presença de sua santidade o Papa Bento XVI, o Arcebispo de Palmas falou aos 480 seminaristas presentes sobre a vocação ao sacerdócio e a importância da objetividade ao vivê-la.

Segundo o pregador, para ser sacerdote é preciso ter disponibilidade e disposição, pois se este não estiver disposto a viver a vida na pobreza, vai começar, de forma triste, o seu sacerdócio. Ele também afirma que a Igreja precisa de homens que busquem as coisas do Alto, pois "se os padres não encontrarem a gratuidade no seu chamado, se não encontrarem o sentido da sua existência nele, encontrarão o individualismo", ressalta.

Ao citar o Documento de Aparecida, Dom Alberto destaca a necessidade da Igreja Católica ter padres alegres, sentimento que deve ser um "distintivo" na vida dos sacerdotes de hoje em sua opinião. Acrescentando: "Uma vocação bem sucedida traz consigo o encontro da própria existência. E esta alegria não é passageira, mas um amor que não passa, pois ela é objetiva".

Para ser sacerdote é preciso ter disponibilidade e disposição
Foto: Robson Siqueira

Outro ponto abordado por ele foi a homilia de João Paulo II intitulada "Virgem Fiel", baseada em quatro atitudes de Nossa Senhora:

Fidelidade – busca, procura, desejo de saber. Só é fiel quem é capaz de dizer "Meu coração andava inquieto até repousar em Deus". Pessoas insaciadas não conseguem ser fiéis.

Aceitação – é preciso render-se à objetividade de Deus, pois Ele é mais real e objetivo do que você. "Faça-se em mim, segundo a sua Palavra".

Coerência – viver de acordo com o que se crê. Ser objetivo elimina a duplicidade de entendimento.

Constância – é fácil ser fiel no momento; mas e na vida toda? Nossa Senhora é a Virgem da duração.

Ao final, Dom Alberto reafirmou aos sacerdotes a necessidade de viver a vocação da gratuidade, olhar para Maria e entender a vocação dela como um sacerdócio e pedir que Ela os ajude a acolher o dom que vem do Pai das Luzes.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo