Vida nova em Cristo: o que você precisa deixar para trás?

Durante a pregação das 9h15 desta segunda-feira (23), no Acampamento de Carnaval da Canção Nova, o padre Roger Luís pediu aos fiéis que se ajoelhassem e tocassem o chão do Centro de Evangelização Dom João Hipólito de Moraes, para deixar, naquele lugar, tudo que era do homem e da mulher velhos.

:: Leia a pregação do padre Roger

O sacerdote afirmou que, a partir daquele momento, Deus estava recolhendo tudo o que não convém mais a um cristão de forma a transformá-lo em alguém renovado no Espírito Santo. Depois da pregação, o cancaonova.com conversou com algumas pessoas para saber o que elas deixaram para trás. Confira:

“A partir de hoje, eu deixei as tristezas, a raiva, o rancor para trás. Principalmente, deixei uma mágoa muito forte pela qual eu passei e que me machucou demais. Eu nasci de novo nesta manhã e quero, cada vez mais, seguir Jesus agora”.
Neuza Mendonça, 59 anos, Itajaí (SC), voluntária

“Eu deixei aqui tudo que foi de ruim na minha vida: os meus preconceitos, a minha desconfiança nas pessoas, as coisas erradas que eu fiz no meu trabalho. A partir de hoje, eu sou um homem novo, restaurado em Cristo. Eu tenho convicção de que Ele existe e se faz novo na minha vida”.
Reginaldo Cândido Pereira, 41 anos, São João Del Rei (MG), vendedor

“Eu deixei neste solo Eucarístico os meus medos, as minhas angústias, o meu receio de fracassar na caminhada. Deixei também a minha falta de paciência com as pessoas”.
Ana Paula Novaes, 25 anos, Condeúba (BA), auxiliar administrativa

“Eu deixei o meu vício das drogas, eu estava na recaída, mas em nome de Jesus, nesta manhã, esse vício ficou aqui para sempre. Deixei aqui também a minha falta de amor para com os meus pais, pois às vezes a gente não dá valor à família. Eu deixei também o meu coração ferido para que Deus cuide, a minha soberba e o meu orgulho”.
Gustavo Versiani Motta, 22 anos, Unaí (MG), estudante

“Eu deixo aqui toda a minha impaciência, porque eu sou uma pessoa extremamente nervosa: tanto no trabalho como na família e com os amigos. Eu sou casado há 11 anos e o meu nervosismo estava atrapalhando o meu matrimônio”.
José Carlos Lescano, 34 anos, Ponta Porã (MS), vigilante


E você? O que precisa deixar no passado para se transformar num cristão renovado em Deus? Deixe o seu testemunho nos 'comentários' desta matéria.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo