Adoradores em ação

Colocar os talentos a serviço dos outros, pede Papa

Eugênio Jorge – Foto:Daniel Mafra/cancaonova.com

“Oração de Davi. Inclinai, Senhor, vossos ouvidos e atendei-me, porque sou pobre e miserável. Protegei minha alma, pois vos sou fiel; salvai o servidor que em vós confia. Vós sois meu Deus; tende compaixão de mim, Senhor, pois a vós eu clamo sem cessar. Consolai o coração de vosso servo, porque é para vós, Senhor, que eu elevo minha alma. 

Porquanto vós sois, Senhor, clemente e bom, cheio de misericórdia para quantos vos invocam. Escutai, Senhor, a minha oração; atendei à minha suplicante voz. Neste dia de angústia é para vós que eu clamo, porque vós me atendereis. Não há entre os deuses um que se vos compare, Senhor; não existe obra semelhante à vossa. Todas as nações que criastes virão adorar-vos, e glorificar o vosso nome, ó Senhor. Porque vós sois grande e operais maravilhas, só vós sois Deus. Ensinai-me vosso caminho, Senhor, para que eu ande na vossa verdade. Dirigi meu coração para que eu tema o vosso nome. De todo o coração eu vos louvarei, ó Senhor, meu Deus, e glorificarei o vosso nome eternamente.

Porque vossa misericórdia foi grande para comigo, arrancastes minha alma das profundezas da região dos mortos.” (Salmo 85, 1-13)

No antigo testamento podemos constatar que para o povo adorar ao Senhor dependiam de um sacerdote, porque no templo havia uma divisão. Existia uma cortina que separava o povo do santos dos santos. Para que se colocassem na presença de Deus dependiam de um sacerdote, eles entregavam ao sacerdote seus pedidos, este levava aos santos dos santos, para que o Senhor recebesse.

Deus em sua infinita bondade nos mandou seu Filho, que na hora de sua morte o véu se rasgou, portanto foi dada a todos a liberdade de adorar a Deus face a face. Foi Jesus quem nos permitiu isto: “abriu a porta e ninguém mais pode fechá-la”. Para nós que cremos a cruz são portas escancaradas que nos dão livre acesso ao Pai. Jesus está nos dizendo: “Vinde, amados meus entrem. A porta está aberta pode adorar”.

Um dia veremos face a face o Senhor, não mais com este corpo, mas com um corpo glorioso livre de pecados. Sujeitos a realidade de pecadores, adorar a Deus com a nossa realidade humana, não somos dignos e nunca seremos. Então como vamos adorar a Deus? Como vamos adorá-lo em Espírito em verdade? Deus enquanto Pai sabe que não temos nada, nem sabemos como orar. O que Deus faz? Vem em socorro as nossas fraquezas.

Músicos adoradores participam da pregação realizada por Eugênio - Foto: Daniel Mafra

Músicos adoradores participam da pregação realizada por Eugênio – Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Deus quer nos ouvir, Ele não se cansa de nos ouvir. Não se cansa de nos ouvir dizer que o amamos. Ele sabe que não conseguiríamos, muitas vezes, orar como precisamos, como nos convém. Mas Deus vem em nosso auxílio nos ensinando como rezar.

Deus sabe daquilo que não somos capazes, por isto ele mesmo aplica em nós primeiro para que possamos devolver a ele com a nossa marca. Ele envia o Espírito Santo para cada um de nós, assim como fez com Jesus. Sem o Espírito Santo não somos capazes de agradar o Pai. Não podemos oferecer a Deus uma adoração perfeita se não for pela ação do Paráclito em nós. E Deus já enviou o Espírito Santo sobre nós.

Queremos respirar a adoração e isto é próprio Deus quem coloca em nosso coração.

“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu; e enviou-me para anunciar a boa nova aos pobres, para sarar os contritos de coração, para anunciar aos cativos a redenção, aos cegos a restauração da vista, para pôr em liberdade os cativos, para publicar o ano da graça do Senhor.” (Lucas 4, 18 – 19)

“A prova de que sois filhos é que Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai! Portanto já não és escravo, mas filho. E, se és filho, então também herdeiro por Deus.” (Gálatas 4,6-7 )

Estas duas Palavras se concretizam hoje na vida de cada um de nós. É isto que o Senhor quer que vivamos.

Assim como há uma potência em uma semente, há uma potência em nossos corações porque ali habita o Espírito Santo. E se a semente for plantada, e você der as costas para ela, por si só ela vai brotar, dar flores e frutos. Você pode até afirmar quando ver os frutos: “Tudo isto estava naquela sementinha?”.

Com o Espírito Santo somos uma potência nas mãos de Deus. Com Ele somos capazes de realizar coisas lindas. A música mais bela que um músico pode cantar é pedir uma porção redobrada do Espírito Santo, para que possa adorar a Deus em espírito e em verdade.

Estejamos convencidos de que o Espírito está em nós e que, muitas vezes, somos nós mesmos quem não lançamos a semente na terra, e não permitimos que ela brote.

Vivemos um tempo difícil em que avança violentamente uma onda de iniquidade que é como um tsunami. O mundo está em um adiantado estado de putrefação. Cristãos estão sendo aniquilados. Avança o mistério da iniquidade, veja a guerra travada contra as Adoradores em açãofamílias, não se faça de desentendido. Sabemos que a cada dia tem sido assim. Ligamos o jornal e ficamos estarrecidos.

O Senhor nos diz que esta luta não é nossa, mas Dele. Quanto a nós devemos orar sem cessar. Quando colocamos Deus em primeiro lugar todas as outras realidades vão encontrando seu lugar e seu equilíbrio, mas nós temos rezado muito pouco.

Pregação Eugênio Jorge - 800x300

“Então já não mais cantaremos para adorar, adoraremos e por isto cantamos”, afirma Eugênio – Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Adoradores em ação

Lembro-me do tempo em que diziam que a Renovação Carismática só rezava, e muitos acreditaram que rezavam demais, quando na verdade não rezavam nada e o pouco que rezavam ainda diminuiu. Mais que estarmos na presença de Deus, devemos estar entranhados em Deus. Quando na Missa o sacerdote diz: O Senhor esteja convosco respondemos: “Ele está no meio de nós”. Mas não pára por aí, continuamos afirmando que o nosso coração está em Deus.

Se o nosso coração está em Deus não somos meros fazedores de adoração. Se o nosso coração está em Deus, ele não sai da presença de Deus, quem está em Deus é adorador. A trajetória que estamos trilhando não é para aprendermos fazer adoração, mas para sermos adoradores.

“Mas vem a hora, e já chegou, em que os verdadeiros adoradores hão de adorar o Pai em espírito e verdade, e são esses adoradores que o Pai deseja. Deus é espírito, e os seus adoradores devem adorá-lo em espírito e verdade.” (João 4, 23 – 24)

Depois que nosso coração estiver em Deus, já não mais será necessário ficar procurando um lugar para adorar, porque o nosso coração estará sempre em adoração. Como nos disse o padre Jonas: “Onde você estiver aí estará a adoração, você transpira adoração”. Porque quem esteve diante do Senhor, como Moisés, traz o brilho de Deus no rosto.

Quem é adorador traz um brilho diferente na vida, resplandece Deus. Mas isso só é possível se for pelo Espírito Santo. Não podemos nada se não for pela ação do Espírito Santo. Realize o seu ministério com muito mais compromisso, com muito mais intensidade, se você acha que deu muito ainda não deu nada!

Uma música de adoração muda a vida das pessoas. Sou fruto de um ensaio, cantavam a Adoradores em açãomúsica do Filho pródigo, por causa do zelo, da entrega, do amor que eles faziam aquele ensaio tive meu encontro com Deus.

Estamos no começo da empreitada. Somos músicos adoradores? Então estamos apenas começando. Precisamos ser adoradores músicos, quando a adoração estiver em primeiro lugar teremos chegado lá. Então já não mais cantaremos para adorar, adoraremos e por isto cantamos. A música brotará da adoração.

Adaptação e transcrição: Rogéria Nair


Eugênio Jorge


Músico e pregador da Missão Mensagem Brasil

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo