Acampamento Mães que oram pelos filhos

Fica conosco Senhor, Teu amor nos sustenta
16 a 18 ABR 2021

Evento para mães terá show com Adriana Arydes e Eliana Ribeiro
 

De 16 a 18 de abril, a Comunidade Canção Nova sediará o Acampamento “Mães que Oram pelos Filhos”, na cidade de Cachoeira Paulista (SP). O evento será realizado sem a presença do público.
 

Com o tema “Fica conosco Senhor, Teu amor nos sustenta” (Lc 24,29) o encontro terá a presença do Cardeal do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta; do bispo de Uruguaiana, (RS) Dom José Mário Scalon; dos missionários da Canção Nova padre Wagner Ferreira, padre Adriano Zandoná, diácono Nelsinho Corrêa, Paula Guimarães e Salette Ferreira; e da Coordenadora Nacional e Internacional do Movimento Mães que Oram pelos Filhos, Ângela Abdo.
 

Na noite de sábado, acontecerá o Show ‘Mães que Oram’ com as cantoras Adriana Arydes, Eliana Ribeiro e Suely Façanha. Será uma noite de graça e unção.
 

Toda a programação do evento é destinada às mães que intercedem por seus filhos, para que estes sejam homens e mulheres de Deus, cheios do Espírito Santo.
 

Diante da pandemia do coronavírus, a Canção Nova aguarda o posicionamento do governo para liberar a participação do público para os eventos. Enquanto isso, acompanhe os encontros pelo Sistema Canção Nova de Comunicação.
 

Sobre o movimento 'Mães que oram pelos Filhos'  

O movimento 'Mães que oram pelos Filhos', cuja sede se encontra em Vitória (ES), tem como objetivo orientar, formar e direcionar a criação e o funcionamento de outros grupos de mães que querem orar pelos filhos em um movimento específico.
 

O Movimento se tornou reconhecido pela Arquidiocese de Vitória (ES), em dezembro de 2014, tendo como orientador espiritual padre Anderson Gomes, que solicitou a organização do respectivo manual e regimento. 
 

Inicialmente, o objetivo era voltado para as necessidades próprias das mães. Ao longo do tempo, o movimento avançou pelas mídias sociais e alcançou pessoas de fora não somente com obras espirituais, mas com ajuda nas necessidades materiais da Igreja e instituições em obras de caridade. Por isso, foi criada a Associação de Mães que Oram pelos Filhos (AMO), pessoa jurídica de direito privado, constituída na forma de sociedade civil de fins não lucrativos, com autonomia administrativa e financeira, regida por um estatuto próprio (anexo Declaração).

↑ topo