Perdoar a si mesmo

Otacílio Martins / crédito da foto: Wesley Almeida

Otacílio Martins / crédito da foto: Wesley Almeida

A Palavra de Deus que vai nos nortear nesta pregação está em Efésios 4, 29: “Nenhuma palavra má saia da vossa boca, mas só a que for útil para a edificação, sempre que for possível, e benfazeja aos que ouvem”.

O tema que iremos partilhar neste momento, está na sequência de tudo o que já foi falado neste encontro: “perdoar a si mesmo”. Meus irmãos, quantas vezes temos a dificuldade de perdoar a nós mesmos e nem queremos mexer em lembranças que ficaram para trás.

Meus irmãos, só conseguiremos seguir adiante se nos libertamos das coisas a que estamos presos do nosso passado. Quantas coisas buscamos em nossas lembranças que não nos fazem bem? É necessário que nós façamos um caminho de autoconhecimento.

É importante que cremos Naquele que nos trouxe aqui. Não estamos aqui por acaso, ninguém o convenceu a estar aqui, somos frutos do querer de Deus.

Estamos num processo lindo de cura, seja do ressentimento ou familiar. Meus irmãos, vamos acordar! O Senhor que fazer muito em nós e precisamos estar abertos, pois Ele quer falar conosco. Deus vai usar de todos os meios para curar o nosso coração.

"Permita que o Senhor cure a sua história", disse Otacílio / crédito da foto: Wesley Almeida

“Permita que o Senhor cure a sua história”, disse Otacílio / crédito da foto: Wesley Almeida

A Palavra de Deus nos diz que “devemos fazer bem aos ouvintes”. Quem são os nossos ouvintes? Será que tudo que sai da nossa boca tem edificado nossos irmãos? Se o nosso interior necessita de cura nós não vamos construir a vida das pessoas que estão a nossa volta. Se há situações que ainda não conseguimos superar ou vencer, são situações que nos causam traumas. O Senhor quer voltar ao passado com você, Ele não nos trouxe aqui simplesmente para curar e pronto. Não! Ele quer caminhar conosco.

Não podemos viver do passado e nem do jugo do que já passou. Necessitamos da cura do nosso coração e para isso devemos nos exercitar no perdão a nós mesmos.

Neste momento, pare e pense naquelas situações que você não gosta de lembrar. Situações que você viveu e não foram boas para você. Busque conhecer o seu íntimo e sob o olhar de Jesus vá àquelas situações em que você está acorrentado, sejam elas atitudes ou palavras que você ouviu. Tudo isso tem prejudicado a nossa vida e impede-nos de ser, até mesmo, uma pessoa feliz.

Pense nas situações que você vivenciou em sua família e hoje fazem com que você não consiga nem mesmo tratá-los bem. Temos a graça de contar com o Senhor. Ele nos guia. Não estamos fazendo este processo sozinho.

Não deixe que a razão seja um obstáculo para você, ou mesmo por maus sentimentos que lhe impedem de seguir em frente. Segure as mãos de Deus, pois a iniciativa partiu Dele. Mais do que nós, Ele quer isto! Por isso, acorda! Deixa que Ele coloque o dedo em sua história.

Na Sagrada Escritura, por diversas vezes, Jesus escolhia a casa dos pecadores para fazer suas refeições ou descansar. Em nenhum destes momentos Ele questionou sobre o que tais pessoas viveram em seu passado, pelo contrário, as acolhia. Ao entrar na casa de cada um, Jesus trazia-os para perto e os santificava. É exatamente isto que Ele deseja fazer conosco, o Senhor quer dignificar a nossa vida através do acolhimento.

Peregrinos participam da pregação no Encontro Ágape / crédito da foto: Wesley Almeida

Peregrinos participam da pregação no Encontro Ágape / crédito da foto: Wesley Almeida

A quantas pessoas o Senhor foi capaz de entregar uma folha em branco para que elas pudessem, a partir daquele momento, escrever uma nova história? Ele fez isto comigo, mas muitas pessoas não aceitam esta proposta que Ele faz para nós. Ficam presas e não assumem a oportunidade que Jesus nos deu. Há pessoas que além de ficarem presas em seu passado, fazem questão de entrar na história de outra pessoa e ainda as acusam ou fazem fofoca sobre a vida dos outros. Estas pessoas não tem a coragem de assumir sua própria história.

Existem alguns sintomas que nos ajudam a identificar que estamos doentes espiritualmente: medo de chegar até outras pessoas, preocupados no que elas pensarão sobre você; Há pessoas que fizeram alguma coisa errado no passado e até hoje fogem das pessoas envolvidas; Outras pessoas escutaram palavras duras de seus pais e carregam o peso destas palavras.

O Senhor quer curar você! Por isso, não tenha medo. Abra-se ao processo de cura que se inicia dentro de você!

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira


Otacílio Martins


Missionário da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo