Conheça as características da ação de Deus

Conheça as características da ação de Deus

Padre Adriano Zandoná. Foto: Arquivo/cancaonova.com

 

“Agindo Deus, quem o impedirá?”(Isa 43,13). 

Este Salmo nada mais é que a constatação e o reconhecimento da nossas limitações. Ele nos mostra que somos frágeis e necessitados de Deus. Davi, de maneira muito madura, reconhece isso: “Senhor, eu sei do barro, sei do que sou feito. E sei dos pecados que trago comigo. Mas eu te suplico: não me abandoneis a mim mesmo”. O Salmista está nos fazendo reconhecer esta verdade: “Senhor, não me abandone a mim mesmo, porque eu sei que sou pó e irei cair sem Ti”. Precisamos de Deus para redespertar esta fagulha do bem que existe em nós.

Eu sei que não sou capaz de muitas coisas, mas sei que Deus, em mim, é capaz. Nós precisamos deixar que Ele crie em nós um coração novo. A Primeira Leitura nos revela algo muito importante: Enquanto eles estavam no Exílio da Babilônia, o Senhor disse: “…imprimirei minha lei em suas entranhas, e hei de escrevê-la em seu coração; serei seu Deus e eles serão o meu povo”, (Jr 31, 33). Quantas vezes a nossa família não é melhor, porque trazemos alguns defeitos da infância! Mas o Senhor nos diz: “…imprimirei minha lei em suas entranhas e hei de escrevê-la em seu coração; serei seu Deus e eles serão o meu povo”,”.

Nós somos fracos, mas a iniciativa é do Senhor. O Papa Francisco, em sua homilia, na casa Santa Marta, dizia que ‘precisamos nos deixar ser surpreendidos por Deus’. Jesus vai surpreender você na sua vida, no seu trabalho e no seus problemas. Deus não faz mágica, mas Ele é presença. Deus não é um mago, mas Ele é Pai e faz com o filho aquilo que precisa ser feito.

Você tem enfrentado lutas e dificuldades? Saiba que não caminha sozinho, pois tem a presença de Pai que o sustenta, que está disposto a abrir as portas da sua vida pra você. Hoje, Jesus está disposto a construir esta nova aliança contigo.

A carta dos Hebreus diz que Jesus venceu o pecado pela humildade. “O sofrimento ofertado com amor é um instrumento profundo de salvação” (João Paulo II). Deus é obediente e o diabo é o desobediente. No mundo de hoje, nós vivemos muito a desobediência. Uma pessoa madura na vida é aquela que apresenta uma crítica e logo mostra uma solução. Muitas vezes, nós temos dificuldades de obedecer. Jesus viveu Sua humanidade na obediência.

O Evangelho é muito bonito, mas muito forte também. Jesus fala do grão de trigo que, se não morre, não produz frutos. Quantas vezes, em nossa vida, nós morremos? Jesus está nos ensinando, neste Evangelho, que nem sempre a dor vem para nos destruir. Esse sofrimento pelo qual você está passando vai amadurecê-lo lá na frente. Não que Deus queira nos fazer sofrer, porque Ele é bom! Mas há coisas na vida que nós precisamos viver. Saiba que você não está sozinho! É preciso confiar. Às vezes, o grão de trigo precisa morrer.

“Agindo Deus, quem o impedirá?”( Isa 43, 13). O Senhor age como quer.

Fiz um estudo para compreender de forma mais acertada essa Palavra, e encontrei quatro personagens na Sagrada Escritura: Moisés, Davi, Elias e Paulo.

Moisés era gago, era assassino, porque matou um egípcio (Êx 2). Moisés era um fugitivo e cheio de complexos desde criança. Se você tivesse uma empresa, contrataria-o? Ele estava em uma terra estrangeira; Deus apareceu para ele e o escolheu. A pessoa, quando tem um complexo de inferioridade, sempre se vê pior. Moisés, com certeza, não tinha uma autoestima muito elevada, mas o Senhor o escolheu.
Primeira característica da ação de Deus: Ele nos escolhe mesmo sem merecermos. É por isso que precisamos aceitar a escolha de Deus em nossa vida. O Seu chamado é irrevogável. Você, que está no pecado, Deus o escolhe. Tire a poeira que está no solo do seu coração e acolha o chamado do Senhor.

Moisés conduziu um povo rebelde, mesmo sendo gago e perseguido pelo Faraó. Deus disse para Moisés: “E tu, levanta a tua vara, estende a mão sobre o mar e fere-o, para que os israelitas possam atravessá-lo a pé enxuto” (Exo 14,13).
Segunda característica: Deus realiza aquilo que é impossível na vida dos seus escolhidos.

Davi era um pastor de ovelhas e lutou com o gigante Golias. Davi mal conseguia se mexer na armadura que ganhara, por isso a tirou e pegou as cinco pedrinhas. Ele disse: “Todos os que estão aqui saberão que não é por espada ou por lança que o Senhor concede a vitória; pois a batalha é do Senhor, e ele entregará todos vocês em nossas mãos”(1Sm 17).
A terceira característica: Deus não depende dos recursos humanos. Quanto maior for a sua fraqueza, mais ele age e faz acontecer. Ele não depende somente dos seus dons.

“A Palavra do Senhor foi-lhe dirigida nestes termos: Vai-te daqui; retira-te para as bandas do oriente e vai esconder-te na torrente de Carit, que está defronte do Jordão. Beberás da torrente, e ordenei aos corvos que te alimentem acabe e disse que não iria chover. E Elias sendo dócil a Deus e foi para a corrente Carit e os corvos alimentava ele todos os dias” (1Reis 17).
Quarta característica: Ele só age, de verdade, quando dependemos totalmente d’Ele. No dia em que dependermos totalmente do Senhor, ninguém vai nos segurar.

Em Atos 9,4, Jesus derrubou Paulo do cavalo.
A quinta característica: Em muitos momentos da nossa vida, Deus vai nos derrubar do cavalo do orgulho para nos fazer ver a vontade d’Ele. O Senhor destronou Paulo do cavalo, porque ele tinha um temperamento difícil. Paulo precisou aprender a lutar com si mesmo. Deus vai nos derrubar do cavalo, não para nos fazer sofrer, mas porque Ele nos ama. Em que você está tão apegado?

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio.

ADQUIRA ESTA PREGAÇÃO PELO TELEFONE
 (12) 3186 2600
                                        

contribuicaocn

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo