Eis que faço nova todas as coisas

Só o Senhor faz nova todas as coisas

Eisquefaconovatodasas_coisas

Padre Reginaldo Manzotti. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

“Porei em vós o meu Espírito para que revivais!” Só o Senhor pode fazer a diferença em nossa vida.

“Vi, então, um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra desapareceram e o mar já não existia. Eu vi descer do céu, de junto de Deus, a Cidade Santa, a nova Jerusalém, como uma esposa ornada para o esposo.  Ao mesmo tempo, ouvi do trono uma grande voz que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens. Habitará com eles e serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles. Enxugará toda lágrima de seus olhos e já não haverá morte, nem luto, nem grito, nem dor, porque passou a primeira condição. Então o que está assentado no trono disse: Eis que eu renovo todas as coisas. Disse ainda: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras.” (Apocalipse 21, 1-5)

Estamos diante de uma proposta urgente, um abraço urgente e evangelizador. Eu me preocupo e vejo a necessidade de deixar Deus fazer nova todas as coisas. Eu vejo aqui um cenáculo, um areópago, homens e mulheres que desejam viver e testemunhar a vida nova. Só Ele pode mudar, só Ele pode restaurar. Quando eu canto, só Ele pode curar, só Ele pode restaurar. A pior ferida não é econômica, mas moral, espiritual. O Senhor diz: “Eu renovo todas as coisas!”.

Eu vejo como preocupante uma cidade como São Paulo cheia de igrejas, cheia de pessoas católicas; no entanto, a vida de Igreja não existe. Pessoas que acordam cinco horas da manhã para trabalhar, mas isso não pode ser um obstáculo para a vivência da fé. Quando a Canção Nova chega, é para não deixar apagar a chama que ainda fumega. Reze: “Senhor, eu tenho muitos trabalhos para fazer, mas não permita que a chama da fé se apague em mim. Ao contrário, Senhor, faz de mim uma nova criatura sedenta de Deus!”.

O Senhor nos quer afervorados no Espírito

Ter fé é questão de atitude, não um mero instrumento cego e descomprometido. Aqui, podemos formar um exército de reavivamento na fé se formos multiplicadores nas nossas comunidades. O teu vizinho de baixo e de cima precisam ser evangelizados. Evangelize nos metrôs com seu terço na mão e sem vergonha de dizer: “Eu amo Nossa Senhora!”. Evangelizar São Paulo não é outra coisa que não seja valorizar aquilo que nós temos, valorizar as nossas raízes.

Filhos queridos, evangelizar São Paulo, essa grande metrópole, um lugar de convergência, deveria ter um único caminho: chegar a ter Jesus Cristo como centro. Muitos saem de manhã sem saber se voltam vivos para casa. É por isso que precisamos, todos os dias, de estar em paz com Deus e com o próximo. Deus perdoa sempre, mas não temos o sempre para pedir perdão. Hoje, o Senhor faz nova todas as coisas, a começar por você e por mim.

O Senhor quer que você vá para casa reconciliado com Ele, lavado e purificado. Faça deste encontro um abrir-se para a misericórdia divina. Filhos, existe uma saída! São Paulo, há saída! Lutemos com vereadores e políticos católicos; eles têm a obrigação de fazer o novo. Nós precisamos exigir isso deles, não cruzemos nossos braços, porque o Senhor quer fazer nova todas as coisas. Não somos alienados, porque um cristão não pode ser alienado. Lutemos! Alienados, aqui não! Afervorados no Espírito e comprometidos com amor ao próximo!

Eisquefaconovatodasascoisas

“Não somos alienados, porque um cristão não pode ser alienado. Lutemos!”, disse padre Reginaldo Manzotti. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

A transformação começa em nós

A partir desse macro “eis que faço nova todas as coisas”, vamos puxando para outro menor, nossa família. Você, que nos acompanha, sua cidade tem conserto a partir da sua casa, de você.

Por que precisamos voltar para os grupos de oração? Porque Deus pode fazer nova todas as coisas e Ele faz. Por que precisamos de encontros, kairos e retiros de cura e libertação? Porque temos possibilidade de querer o bem.

Temos capacidade e possibilidade de fazer o bem. Porém, dentro de nós, por várias razões, inclinamo-nos para as coisas erradas. Mas preste atenção: eu disse que Deus pode operar milagres de forma única, contudo, Ele é delicado, sereno e espera a nossa natureza humana estar preparada para receber a graça. Por isso, a vida de Igreja, a vida de comunidade, a intercessão e a adoração ao Santíssimo nos levam aquilo que é um galho torto, que Ele não quer quebrar a ser transformado. Deus, na Sua bondade, vai soprando o Espírito Santo, soprando a graça para que nos voltemos para as coisas de Deus de forma gradual e serena.

Às vezes, nos entortamos praticando o que não convém a Deus, agindo segundo os instintos da carne. Quando eu digo “o Senhor quer fazer nova todas as coisas”, Ele vai serenamente soprando o Espírito, para que eu busque o que é reto, o que é santo e divino.

Gostaria que você rezasse comigo diante dessa verdade, dessa proposta ‘Canção Nova Abraça São Paulo’, para que todos os que se abrirem, o Espírito Santo concerte e faça nova todas as coisas. Então diga: Agora, Senhor, eu me coloco na Tua presença e peço a misericórdia, faça em mim uma obra nova, faça em mim o Teu querer. Senhor, perdoe as minhas mágoas, cura minhas mágoas, eu quero sair daqui renovado. Senhor, transforma-me, eu vim aqui no Morumbi, porque eu tenho fé. Então, agora Senhor, cura as minhas mágoas, faça em mim uma obra nova!

O que você quer que o Senhor tire da sua vida agora? Peça ao Senhor para curar as enfermidades da alma. Não pare de rezar, interceda a Deus, é o Senhor agindo, colocando-o no eixo. Que ninguém saia daqui saciado, mas saia com gosto de quero mais. Diga: “Eu quero mais, Senhor!”.

Agora, com as mãos para o céu, diga: “Eu creio Senhor, em nome de Jesus; e neste momento eu tomo posse da minha graça! Amém!”

Transcrição e adaptação: Marcela Martins

contribuicaocn1


Padre Reginaldo Manzotti


Reitor do Santuário Nossa Senhora de Guadalupe – Curitiba (PR)

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo