Depressão: Um sinal de esperança

Dr. Roque Savioli
Foto: Wesley/CN

Muitos pensam: como a depressão pode ser um sinal de esperança (referindo-se ao livro “Depressão: Um sinal de esperança” escrito por ele)?

A depressão é uma doença muito comum, muitas pessoas acham que essa enfermidade é frescura ou é uma forma de chamar a atenção. Contudo, a depressão é algo muito antigo e sério.

As pessoas com depressão têm mais chances de ter doenças cardiovasculares; e é a patologia que mais afasta as pessoas do trabalho. A incidência desta enfermidade é 5% a 10% da população mundial.

Existe uma explicação clínica para a depressão devido à formação genética. A depressão é uma doença mental, por isso a pessoa depressiva fica sem disposição porque não tem serotonina para responder aos estímulos.

Existem vários tipos de depressão, mas o pior é quando a pessoa não aceita a doença, pois aí existe uma grande armadilha do inimigo de Deus. Um depressivo tem coragem de se matar, se você convive com alguém que vive dizendo que quer morrer leve-o ao médico.

Existem pessoas que têm o gene da depressão, então elas vão conviver com a doença e sempre vão precisar tomar o remédio. Também há a depressão circunstancial, muitas vezes, ela ocorre quando há uma perda familiar ou financeira, então nesse tipo de depressão a pessoa faz tratamento e geralmente é curada.

Na semana passada atendi uma pessoa que ficou deprimida porque Michael Jackson morreu. Isso, para nós, parece uma bobeira, mas talvez ela tenha o gene para isso.

Outro tipo é a depressão crônica, quando a pessoa, desde criança, é triste. Muitas pessoas que sofreram traumas na vida uterina também desenvolvem essa enfermidade. Isso pode acontecer quando os pais brigam e o bebê, ainda no ventre materno, interpreta que a briga é por causa dele. O trauma da vida uterina e da infância pode marcar a pessoa para vida toda. Sintomas da depressão crônica são: o humor deprimido, pessoas constantemente de mau humor, pessoas que não conseguem acabar uma atividade, que gostam agradar os amigos com presentes, etc. Esse tipo de depressão leva a pessoa a ficar mal.

“Uma pessoa deprimida traz em si um grande sentimento de culpa. E precisa se sentir perdoada”, afirma Dr. Roque
Foto: Wesley/CN

Atendi uma freira que não conseguia dormir, não conseguia rezar e fazer seus afazeres, e as pessoas a cobravam, ela sentia dor no peito e palpitação. Ao conversar com ela, percebi que ela foi assediada sexualmente quando tinha 4 anos. Veja: um quadro na infância que levou a uma doença crônica. E ali descobrimos que ela foi ser religiosa na Igreja para esconder os traumas, porque ela se sentia culpada e impura.

A Palavra de Deus diz que um homem prudente não deve se descuidar e deve procurar os médicos:

 

Honre os médicos por seus serviços, pois também o médico foi criado pelo Senhor. Do Altíssimo vem a cura, e o médico recebe do rei o pagamento. A ciência do médico o faz levantar a cabeça e ser admirado pelos grandes. Da terra, o Senhor criou os remédios, e o homem de bom senso não os despreza. Não foi para manifestar o poder do Senhor que as águas foram adoçadas com um pedaço de madeira? O Senhor deu aos homens a ciência para que pudessem glorificá-lo por causa das maravilhas dele. Com elas, o médico cura e elimina a dor, e o farmacêutico prepara as fórmulas. Dessa maneira, as obras de Deus não têm fim, e dele vem o bem-estar para a terra. Meu filho, se você ficar doente, não se descuide. Suplique ao Senhor, e ele o curará. Evite as faltas, lave as mãos e purifique o coração de todo pecado. Ofereça incenso e um memorial de flor de farinha, e faça gordas ofertas, conforme suas possibilidades. Depois, consulte o médico, pois também ele foi criado pelo Senhor. Não o afaste, porque você precisa dele. Há casos em que a cura depende só dele. Ele também suplica ao Senhor, a fim de que lhe conceda aliviar a doença e curar seus pacientes” (Eclesiástico 38, 1-14).
Uma pessoa deprimida traz em si um grande sentimento de culpa. E precisa se sentir perdoada. A depressão deixa a pessoa paralisada, sem prazer nem força para nada. Por isso não obrigue as pessoas depressivas a fazer as coisas, não fique falando coisas do tipo: “Você tem filhos maravilhosos”, isso não adianta, porque elas querem sair da situaçao, mas não conseguem. Leve-as ao médico e a um diretor espiritual.

Existe também a depressão espiritual, pessoas que acham que Deus as abandonou e não se perdoam. O perdão é o melhor remédio para curar várias doenças. Depressão não é falta de fé. A sensação de culpa só Deus pode curar, pois a palpitação e a dor no coração o remédio os cura, mas o sentimento de culpa somente Deus perdoa, por isso vá à Missa todos os dias e comungue, reze o terço, confesse-se, jejue e medite a Palavra de Deus e viva seus ensinamentos. Só com as “5 pedrinhas da oração” podemos vencer essa batalha.


Dr. Roque Savioli


Cardiologista e escritor de vários livros pela Editora Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo