Último livro do padre Léo será lançado durante encontro na Canção Nova

Livro Pe. Léo Pertencemos a DeusO lançamento da obra será no encontro da Comunidade Bethânia na CN

Alessandra Borges
Da redação

Neste fim de semana, de 23 a 24 de agosto, a Comunidade Bethânia vai promover o encontro “Na trilha da cura”, na sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), com o tema “Pertencemos a Deus”.

A grande novidade – e um presente aos peregrinos que participarem do encontro e a todos que amam o padre Léo – é o lançamento do último livro do saudoso padre Léo, intitulado “Pertencemos a Deus”, tema do evento deste fim de semana. A obra foi escrita pelo fundador da Comunidade Bethânia ao longo dos quase 10 meses em que esteve hospitalizado para o tratamento contra o câncer.

Segundo padre Elinton Costa, sacerdote da Comunidade Bethânia, esta obra descreve muito bem o anseio do padre Léo de viver segundo o Espírito Santo e de ser instrumento nas mãos de Deus.

“Mesmo sofrendo dores terríveis e com todas as dificuldades provocadas por essa doença cruel, padre Léo, em sua sabedoria, nos deixa esse presente reafirmando a nossa pertença total a Deus. O título nos faz refletir: ‘A quem pertencemos?’. Padre Léo é enfático e não nos deixa dúvidas, responde a essa pergunta, por meio de exemplos concretos, tirados do nosso cotidiano, usando de uma linguagem profunda, algumas vezes polêmica, mas sem deixar de lado a alegria e a irreverência que lhe são próprios”, afirma padre Elinton.

Na sua última obra, padre Léo deixa uma reflexão aos leitores sobre os diversos desafios que vão surgindo ao longo de nossas vidas e os ajuda a compreender que, quando pertencemos a Deus, somos mais fortes diante das dificuldades e dos pecados que cometemos.

“Padre Léo conduz sua reflexão ressaltando a necessidade de imitarmos a Deus, pois nossos gestos, palavras, atitudes e ações reproduzem o que somos e a quem pertencemos. Ele dizia que todas as vezes que desobedecemos a Deus reproduzimos o homem terreno e deixamos de lado o Homem celestial, que é Jesus”, alertou o sacerdote.

Por isso o autor do livro “Pertencemos a Deus” é enfático ao afirmar: “Pecar é imitar o ‘encardido’. Reproduzimos as feições do homem terreno quando reproduzimos violência, palavrões, quando acendemos um cigarro. Como o artista na televisão. E em tantas outras situações: ao tomar aquele copinho de cachaça, fumar um baseado, ao encher a vida de pornografia e prostituição. Em tudo isso reproduzimos as feições do homem terreno”.

Seguindo os ensinamentos deixados por esse grande sacerdote, que nos deixou incontáveis testemunhos de fé e esperança com sua obra e vida, devemos declarar, com todas as forças, que pertencemos a Deus, por isso precisamos ter a coragem de viver como filhos de Deus.

.: ‘Encontro na Trilha da Cura’ – Com. Bethânia
.: Adquira o livro  ‘Pertencemos a Deus’

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo