A imagem de Deus que nos criou para o bem

Padre Elinton Costa

Padre Elinton Costa. Crédito da foto: Wesley Almeida

Nós pertencermos a Deus. Dizer que pertencemos a Deus significa que viemos de Deus, que pertencemos ao amor eterno. Somos imagem do amor de Deus. Ao pertencer a Deus, somos chamados a olhar para dentro de nós e descobrirmos de fato quem somos!

“Considerai com que amor nos amou o Pai, para que sejamos chamados filhos de Deus. E nós o somos de fato. Por isso, o mundo não nos conhece, porque não o conheceu. Caríssimos, desde agora somos filhos de Deus, mas não se manifestou ainda o que havemos de ser. Sabemos que, quando isto se manifestar, seremos semelhantes a Deus, porquanto o veremos como ele é” (1 João 3 1,2).

Ser imagem e semelhança de Deus é um dom e uma tarefa. Isso significa que devemos reproduzir Deus uns para com os outros, por meio do nosso olhar e das nossas palavras.

Quando a gente abre o coração e olha para além daquilo que nós podemos tocar, nós percebemos que tem algo a mais no irmão e na minha irmã. Nós somos chamados a ser semelhança de Deus, ou seja, colocar em prática as atitudes que vem do próprio Deus.
Se Deus permanece em nosso coração, iremos procurar ser cada vez mais aquilo que Deus é. Talvez você se pergunte: “Mas como saber se sou imagem e semelhança de Deus se eu nunca vi Deus?”. Para saber se somos a imagem semelhança de Deus, basta olharmos para Jesus que é a imagem e semelhança do Pai. Como Jesus vai dizer para Felipe: “Quem vê a mim, vê o Pai” (João 14,9).

Quem quer se conhecer melhor deve olhar para Jesus. Em Jesus nós temos a realização plena do Pai. Em Cristo, nós descobrimos o caminho que também somos chamados a seguir. João diz para nós que ‘Deus é amor’. Nós somos chamados a responder ao amor de Deus.

Deus Pai é glorificado em cada uma das suas criaturas. Todas as vezes que tentamos traduzir os nossos gestos aos de Jesus, ficamos mais semelhantes a Deus.

Se não olharmos para Jesus, se não nos identificarmos com Ele, viveremos neste mundo sem saber quem somos e a quem pertencemos, além disso, dentro de nós crescerá o sentimento de solidão.

Somos imagem de Deus, somos templos vivos do Espírito Santo, o que estamos fazendo com esse presente de Deus? Precisamos fazer a Sua vontade para não esquecermos quem somos. Temos a graça de poder revelar o amor de Deus para os outros, por isso, precisamos transcender em nossas atitudes.

"Nós somos chamados a responder ao amor de Deus", disse padre Elinton. Crédito da foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

“Nós somos chamados a responder ao amor de Deus”, disse padre Elinton. Crédito da foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Certo dia, o padre Vicente, que foi meu formador na Comunidade Bethânia, perguntou-me o que eu estava vivendo. Eu estava com medo porque não queria falar para ele que eu queria casar. Eu queria terminar o curso de filosofia e ir trabalhar. Tomei coragem e falei tudo para ele, e vejam o que ele me disse: “Que bom que você está com essas dúvidas, eu tenho certeza que se você sair do seminário será muito feliz. Mas nesse tempo todo, você viveu aqui dentro pensando em sair. Será que agora não está na hora de parar e ver se não é Deus que colocou você aqui dentro?”. E o padre me deu a passagem do jovem rico para meditar: “Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me” (Mateus 19, 21). Depois disso, ele disse: Reze, medite e me dê a sua resposta. Eu meditei e vi que na verdade todos aqueles desejos de me entregar a Deus já estavam dentro de mim, mas eu tinha medo de dar uma resposta. Quando eu comecei a assumir, eu fui me descobrindo a imagem e semelhança de Deus.

Para quem nós estamos entregando o nosso coração? Se pegarmos a nossa história em nossas mãos, o que diríamos dela? O que diríamos de nossas atitudes?
Ser imagem e semelhança de Deus é ter fé e agir como Deus agiria.

Hoje somos convidados a experimentar esse Jesus por meio dos irmãos que estão a nossa volta, e o grande desafio é conseguir entregar para Deus as nossas fraquezas.

A grande experiência que eu faço em Bethânia é do amor que Deus tem para dar a cada um de nós. Mas o que estamos fazendo conosco? O que estamos fazendo com a imagem e semelhança de Deus que está em nós? Onde estamos colocando a nossa confiança? Em Deus que nos ama? Ou no mundo que nos afasta de Deus?

Não deixe nada e nem ninguém te afastar de Deus. O Senhor é a resposta dos nossos anseios e Ele sabe que não somos perfeitos, por isso sempre nos espera no caminho.

 Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio


Padre Elinton Costa


Sacerdote da Comunidade Bethânia

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo