PHN

Eu sou um jovem PHN

Toda vez que você diz “PHN”, um sim é dado ao Céu!

Eu sou um jovem PHN

Padre Adriano Zandoná. Paula Dizaró/cancaonova.com

Ninguém vive o PHN sozinho! O PHN é uma espiritualidade profundamente mariana. E o que é espiritualidade? É um modo de se relacionar com Deus que nos dá meios de conversão; de comunhão; de santidade e espiritualidade mariana. Você não vive só o “não”, mas toda vez que você, jovem PHN, diz um “não”, um sim é dado a Deus. Em todo “sim” está enraizado o “sim” que Nossa Senhora deu.

Deus tem um projeto para você! Ele te criou com um propósito lindo e sonha com você. Talvez, você não goste de si mesmo, pode ser que você não goste do seu cabelo, do seu jeito, do seu temperamento, mas Deus é apaixonado por você. Cada pedacinho seu foi feito por Deus.

Veja bem: existe um propósito sobre sua vida. Você não pediu para nascer, você é fruto do pensamento amoroso de Deus e Ele te quis do jeito que você é. Ele sonhou com você do jeito que você é.

Existe um propósito para a sua vida

Viktor Frankl, um médico psiquiatra austríaco, fundador da escola da logoterapia, na condição de prisioneiro de um campo de concentração nazista, escreveu um livro chamado “Em Busca de Sentido”. Ele afirmou que: “quem tem um “porquêenfrenta qualquer“como”.

Deus escolheu você! Não aceite quem não te respeita como Aquele que te criou. Tem gente que não aprendeu a se respeitar e aceita qualquer um. Não namore uma pessoa carente, porque ela vai sugar até a sua alma. Sua história pode ser difícil, mas duvido que você tenha sido crucificado numa cruz.

Dizem por aí que o amor tem forma de coração, mas a verdade é que ele tem forma de cruz. Na Cruz de Cristo é possível afirmar: “te amo tanto que suporto tudo por você!”.

Você faz escolhas e as escolhas fazem você

Dom Bosco tem uma frase: “Nossa vida é um presente de Deus e o que fazemos dela é o nosso presente a Ele”. Escolha é a segunda palavra. Deus quer viver um amor esponsal com você.

Leia mais:
.: Feliz na prova
.: Jovem, viva o PHN como um comportamento de vida
.: Confira as fotos do #PHN20anos

A identidade de Deus para você é a santidade

São João Paulo II falava na Teologia do Corpo sobre a identidade. Você tem uma identidade no coração de Deus, segundo São João Paulo II:

Você foi criado por amor e para amar;

Você foi criado à imagem e semelhança de Deus;

Você foi criado e separado para ser santo.

E “santo” quer dizer: “separado”. O santo era aquele separado para viver o amor com Deus. No hebraico e no grego comum, as formas verbais (em hebraico: hhatá; em grego hamartáno) significam “errar”, no sentido de errar o alvo. O pecado quer dizer: errar o alvo.

“Eu sou um jovem PHN”

Quero testemunhar que sou um jovem PHN e que, por muito tempo eu errei o alvo, mas três pessoas me ajudaram muito a acertar: monsenhor Jonas Abib, padre Marcelo Rossi e o Dunga. A eles sou imensamente grato.

Só quem esteve no fundo do poço sabe a força que alguém teve que ter pra sair de lá. Com 11 anos de idade, fumei meu primeiro cigarro, com 13 conheci a cocaína, etc. Resumindo: usei muita droga. Eu jogava handebol, mas fui escolhendo mal.

Quando escuto uma afirmação como essa: “Maconha não faz mal”, logo penso: “Vai falar isso para quem não conhece, porque eu fui no fundo do poço por causa dela”. Eu cheguei ao ponto de não conseguir dar conta da minha vida. Fui expulso da escola, depois, fui para uma segunda escola e queriam me expulsar também.

“Eu quero falar de Deus”

Mas, quando eu abria a porta da sala de casa, encontrava minha mãe rezando. Minha mãe rezava, e minha mãe pedia para que eu assistisse um programa de um tal Dunga chamado “Resgate Já”, na TV Canção Nova. Mas eu não queria dar o braço a torcer, porque era roqueiro. No entanto, comecei a ouvir e comecei a mudar.

Eu me recordava, ali, de alguns amigos que haviam morrido: um assassinado, outro de overdose, etc. Cada um que eu me lembrava era uma dor, porque eles poderiam estar aqui hoje. Deus sabe que minhas lágrimas são honestas, porque quando eu olho para você aqui, eu penso que eles poderiam estar também.

Chamaram-me para ir num encontro da Igreja. Eu fui por causa de uma menina. Até que “um cara” foi dar um testemunho, ele havia sido traficante; eu também estava vendendo drogas na minha região. E, naquele encontro, com 30 pessoas, ouvia um ex-traficante falando de Deus, então eu pensei: “Eu quero falar de Deus como esse cara!”.

Foi então que recebi de uma menina uma fita k7 do Dunga, que dizia sobre o homem velho e o homem novo. 

A geração da santidade já existe

Eu não tinha nenhuma noção de Igreja. Nem sabia que o Santíssimo era Jesus Sacramentado. Na adoração, naquele encontro, disseram que o Santíssimo entraria, mas entrou um homem com o Ostensório e eu pensava que ele era o Santíssimo. Para você ter uma ideia de como eu não conhecia nada.

Talvez, você esteja aqui querendo morrer, pode ser que você seja um pecador se sentindo um nada, se sentido inadequado, sem esperança, sem alegria. Eu digo: “Deus acredita em você e ele pode te tirar desse buraco!”.

Quando, hoje, eu rezava, pedia para Deus duas graças. A primeira era para eu  não chorar na pregação, mas essa falhou. A segunda, era que Deus levantasse aqui uma geração de santos, de curados e de profetas. E, Ele me disse: “Essa geração já existe!”. Perguntei: “Mas, onde ela está?”. E Deus me respondeu: “Diante de você!”.

Transcrição e adaptação: Maria Pinheiro

Veja pregação completa:

Banner do canal PlayCancaonova no Youtube

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo