A alegria da amizade em Cristo

Dom Altieri
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

A cada tempo, Deus nos concede uma graça necessária para superar as dificuldades que temos em nossa vida. Todos nós precisamos levar, com fé, a cruz que temos, na certeza de que Cristo nos sustentará. Precisamos buscar a vontade de Deus em tudo o que fazemos e termos o Reino dos Céus como nosso objetivo. Estamos celebrando os 50 anos do Concílio Vaticano II. Nesse documento, fala-se das alegrias e sofrimentos que todos nós temos, mas também nos ensina que devemos colocar Jesus como centro de nossas vidas, pois, desse modo, Ele nos ajudará.

Jesus nos amou por primeiro, como diz São João; e é Ele quem se revela a nós. O tempo de Deus é um Kairos, é a eternidade, é o presente que se renova, a cada dia, e é diferente do nosso. Somos convidados a vivê-lo bem, dando ao Senhor o nosso sim ou o nosso não, pois somos livres diante d'Ele.

O Senhor, em Seu infinito amor, não nos permite ter consciência de todas às vezes que O negamos, pois isso seria para nós motivo de um remorso eterno. Devemos, ao exemplo de Maria, dizer 'sim' a Ele em tudo, pois é n'Ele que precisamos colocar a nossa confiança.

O menino que entregou os cinco pães e os dois peixes, na multiplicação ao Senhor, não sabia que este milagre aconteceria, mas foi dócil à voz do Deus.

O Pai nos concede dons e devemos colocá-los ao Seu serviço. Muitas vezes, somos chamados a negar a nossa vontade e aceitar a de Deus, mas temos buscado viver isso?

"Deus nos concede dons e devemos colocá-los ao Seu serviço."
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

: Veja + fotos no Flickr

Temos muitos meios de chegar ao Senhor. O povo hebreu, que vivia na Lei, pensava que somente por ela alcançariam a salvação, ou seja, a mesma Lei que foi feita para libertar o povo, o aprisionou. Jesus veio não para abolir a Lei, mas para dar novo sentido a ela. Deus nos quer livres e não prisioneiros. Os cristãos devem viver na alegria de Cristo, mesmo diante das dificuldades.

Alegremo-nos em viver a amizade em Cristo, abracemos a nossa cruz e sigamos firmes na fé que vem d'Ele! O amor é uma decisão que vem de dentro para fora. Jesus quer que a abertura do nosso coração seja de forma livre, pois Ele não nos obrigará a nada.

O projeto de vida do Senhor para nós é que sejamos adeptos à vida e não à morte. Diante d'Ele, a vida é mais importante do que o lucro. Não basta amar, é preciso demonstrar, de forma concreta, principalmente aos pobres e os marginalizados, que eles são amados.

Se ouvirmos a Palavra de Deus, mas não a colocarmos em prática, viveremos na mentira. Busquemos viver na verdade, dê a Deus uma resposta concerta e verdadeira.

 

Transcrição e Adaptação: Luana Oliveira

 

OBS: Esta homilia não será vendida.

 


Dom Antonio Carlos Altieri


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo