A árvore do mal

Padre José Antoneo Fortea
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

Hoje começaremos esta reflexão com um texto bíblico muito conhecido, mas que talvez vocês nunca pararam para refletir com profundidade este tema.

Utilizaremos o livro dos Gênesis capítulo 2 e 3. Falaremos da árvore do conhecimento Bem e do Mal que estava no centro do Jardim do Edem.

Deus deu uma ordem a Adão e a Eva “Não comais, nem sequer o toqueis, do fruto da árvore que está no centro do jardim, contrário morrereis".

Veja a ordem de Deus foi bem clara, porem, bem sabemos que o que tem de atrativo para o mal é o bem que ele tem dentro.

O bem que existe no mal é o que nos atrai. Foi isso que atraiu Adão e Eva, e esse bem foi a tentação do conhecimento. Eles sabiam o que era o mal, mas não tinham experimentado o mal. Apenas sabiam que ele poderia existir.

No jardim do Edem, não estava somente a árvore do bem e do mal, mas também a serpente, que é símbolo do demônio. Ele se utilizou da serpente para atrair Eva para si, porque, se o demônio mostrasse o seu rosto verdadeiro, ele nos assustaria e e ao invés de nos atrair , se o vissemos, buscaríamos cada vez mais a oração.

A serpende tentou Eva com um objeto deste mundo: o fruto da árvore. Assim, também acontece quando as pessoas caem no pecado. Elas são atraídas pelas coisas boas que o pecado pode te dar, o prazer por exemplo. Por causa da busca de um bem que podemos obter através do pecado, passamos a dar desculpas para cometer o pecado.

O que faz com que saibamos que estamos em pecado é a nossa consciência. Se uma pessoa faz o mal ela é automaticamente advertida pela sua consciência.

Não se pode transgredir a lei de Deus e não receber suas consequências.

Continuando a leitura do livro dos Genesis 3,6: “ A mulher viu que seria bom comer da árvore, pois era atraente para os olhos e desejável para obter conhecimento. Colheu o fruto, comeu dele e deu a seu esposo, que também comeu.”

"Nós temos que evitar as situações de pecado, pois o pecado nos afasta de Deus"
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

 :: Veja fotos no Flickr
:: Veja + fotos também no Facebook

 

Saiba que o pecado não acontece de repente. Veja que primeiro Eva viu o fruto. Depois, ela se sentiu atraída por ele, em seguida ela tocou o fruto, e esse foi o pecado de Eva. Certamente, ela foi tocando aos poucos, passo a passo ela foi se aproximando do pecado, e isso aconteceu ao longo de alguns dias. Primeiro ela o observava, depois começou a tocar e a acariciar o fruto. Sentimentos muitos fortes a atraíram até esta fruta.

Antes de pecar, levemente caímos em pequenas imperfeições. Depois que Eva tocou a fruta, ela a apanhou do pé, comeu, e foi oferecer a Adão.

Existem pecados que ficam fora e pecados que ficam dentro do ser humano. Uma boa comparação para o pecado que acontece fora do ser humano é uma pessoa que fica em frente ao computador vendo pornografia, que é bem diferenta da pessoa que está com outra para realizar o ato sexual. Esse sim, é um pecado que acontece dentro do ser humano. É esse, justamente, que é o comer a fruta. Por isso, Deus em sua sabedoria, diz: "não toqueis no fruto, se não morrereis"Gn3,3. Quando Eva toca e come esse fruto, as substâncias tóxicas do mal que havia naquele fruto passam a contaminá-la.

O fruto do pecado tem o mesmo efeitos em nossa alma. A mesma coisa acontece no mundo material, quanto comemos uma fruta que contém veneno. Esse veneno entra pela nossa boca e envenena todo o nosso corpo. O mesmo acontece com a nossa alma.

Essa árvore era apontada por Deus como a árvore do mal. Antes de tocarem o fruto, Adão e Eva não conheciam o mal, eles só conheciam o bem e o conceito do mal. Eles estavam rodeados pelo amor de Deus, tudo estava em harmonia.

Mas, Eva descide comer a fruta para ter o conhecimento do mal e o seu veneno entra nela. E ela, não estando satisfeita, quer que Adão também o prove. Assim, também hoje uma pessoa que peca, quer que outras pessoas pequem.

A partir desta queda de Eva, o pecado entrou no mundo. Porem, nem tudo esta perdido, porque temos a árvore da Vida que é Jesus e seu fruto é saudável e gera a vida nova em nós. Quanto mais comemos desta árvore da Vida, mais benefícios teremos para a nossa alma.

Ela é o contrário da árvore do mal.

Esta árvore da Vida, que é Cristo, tem o antídoto contra a árvore do mal. Quando comemos estes frutos com amor, pouco a pouco, somos transformados por Jesus. Podemos e temos o privilégio de nos aproximar dela todos os dias, porque o fruto da árvore da Vida é a Eucarístia, e é o que nós precisamos buscar e este fruto, que está plantado dentro de nossas Igrejas, no sacrário.

O simples fato de tocar na árvore, que é Cristo, isso já produz um fruto de vida em nossa alma.

Quanto mais nos aproximamos e tocamos na árvore do mal, mais essas toxinas vão envenenando a nossa alma e vamos morrendo interiormente.

Se a árvore do mal nos leva a morte, a árvore da Vida nos enche de vida.

Transcrição e Adaptação: Mariana Lazarin Gabriel



Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600

 


 


Padre José Antonio Fortea


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo