A cruz redentora

Professor Felipe Aquino
Foto: Eliziane Alves

Hoje a Igreja celebra a 'Exaltação à Santa Cruz'. Queremos nesta manhã, refletir um pouco sobre esta realidade.

A cruz redentora da humanidade. A cruz que se tornou sinal da salvação e de vitória. Por isso gostamos de carregar a cruz sobre o peito, e ter o crucifixo em nossas casas. Um dos Concílios Ecumênicos, no ano 800, ensinou que devemos usar os sinais sagrados, porque são sinais da presença de Deus.

No rito do exorcismo, a primeira coisa que o padre usa é a cruz do Cristo. O demônio tem pavor da cruz porque ele foi vencido por Cristo através da Cruz. Por isso a cruz passou a ser um grande sinal dos cristãos.

Desde o século I a Igreja aprendeu a venerar a Santa Cruz. Na sexta-feira Santa, quando tem a 'adoração à santa cruz' , não é adoração ao madeiro, e sim ao Cristo pregado na cruz. O Cristo morreu em forma de cruz, de braços abertos.

A cruz era aparente símbolo de derrota e maldição, porque era a pior morte naquele tempo, a forma mais terrível. Mas, Deus a transformou no sinal da salvação.

Os Evangelhos e Cartas dos apóstolos enaltecem a Santa Cruz. O próprio Cristo diz: “Em seguida, Jesus disse a seus discípulos: Se alguém quiser vir comigo, renuncie-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-me” S. Mateus 16,24

São Paulo em sua carta aos Gálatas nos ensina: “Quanto a mim, não pretendo, jamais, gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.” Gl 6,14

Não sei de onde tiraram a idéia de que não se pode venerar a santa cruz.

Todas as nossas orações começam com o sinal da cruz e assim invocamos a Santíssima trindade sobre nós.

Deus tinha muitas maneiras de salvar a humanidade. Mas se Deus escolheu esta via de salvação [a morte de Seu filho na Cruz], é porque Ele achou que era o melhor. Jesus não deixa dúvidas de que Ele estava pronto e disposto para abraçar a cruz.

"O sinal da cruz é o nosso sinal, é o sinal da vitória"
Foto: Eliziane Alves

Jesus nunca fugiu da cruz. Na tentação do deserto o demônio queria tirá-lo do caminho da cruz. E Jesus o respondeu com a Palavra. Quando a tentação vier, use a Palavra de Deus.

O sinal da cruz é o nosso sinal, é o sinal da vitória.

Porque Deus quis vencer o demônio a custa da morte de seu filho na cruz?
Deus não age pela violência nem pela força. Age pela justiça e pelo direito. No mesmo campo em que o demônio venceu o homem, o homem precisava vencer o demônio. Então Jesus, o verbo, a segunda pessoa da Santíssima Trindade se ofereceu para nascer como homem e vencer o demônio, pagando o preço que precisasse para salvar a humanidade. cf. Hb 10,5

Por isso o Verbo se fez carne e habitou entre nós.

Olhem para o mundo hoje. Quanto pecado! O Cristo é crucificado de novo, muitas vezes.

Quem persegue a Igreja de Deus, quem calunia a Igreja e a Jesus hoje, crucifica de novo o filho de Deus. cf. Hb 6,6

O Cristo continua sendo crucificado muitas vezes. É preciso que diante do Santíssimo Sacramento se repare as muitas ofensas que se faz a Deus.

A cruz para nós continua sendo sinal de vitória.

Transcrição e adaptação: Nara Bessa


Adquira essa pregação pelo telefone
(12) 3186-2600

Prof. Felipe Aquino


Doutor em engenharia mecânica, pregador e escritor

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo