A fé fundamentada em Jesus

Adriano Gonçalves
Foto: Maria Andrea
Será que você tem deixado Deus caminhar ao seu lado? Ou será que você tem falado: “Pode deixar comigo, eu resolvo!”, se você tem feito isso, acredite: este é o primeiro passo para o fracasso, para a derrota. Ninguém sobrevive por esse caminho se não for acompanhado por Deus.

A fé é o fundamento da esperança, é o que nos sustenta e motiva, o que permite que continuemos, mesmo que não saibamos por onde. Fé é uma certeza a respeito do que não se vê.

O Catecismo da Igreja Católica nos mostra que podemos ver Deus de várias formas, seja por meio da Sua criação seja por meio das ações d'Ele em nossa vida. Nosso próprio corpo manifesta Deus, somos imagem e semelhança do nosso Pai.

Temos costume de colocar Deus à prova e impor condições para crermos na presença d'Ele. Muitos de nós precisam ver ações concretas do Senhor para acreditar na Sua existência.

Milagres são as ações mais concretas de fé nas quais podemos acreditar. Quando uma pessoa se dispõe a acreditar, com todas as forças, na ação de um milagre em sua vida é o maior ato de fé que ela pode manifestar.

Passamos nossa vida pedindo graças a Deus para realizações de coisas terrenas, mas nosso estímulo precisa ser a fé em Jesus, pois, fazendo isso, nossa recompensa será a vida eterna.

Não se relacione com Deus por aquilo que Ele pode lhe dar, mas sim por aquilo que Ele é. Muitas vezes, precisamos ofertar a Deus o que nos é de mais valioso, e, por mais que isso nos doa, devemos acreditar que Nosso Senhor proverá a melhor situação para alcançarmos nossas graças.

Como temos projetado nossa vida? Será que estamos indo atrás dos nossos objetivos ou estamos estagnados, no mesmo lugar, sem perspectiva de encontrar o caminho que tanto buscamos?

"A fé é o fundamento da esperança." Adriano Gonçalves
Foto: Maria Andrea

A Palavra de Deus fala que foi na fé que todos morreram, apesar de não atingirem o que lhes havia sido prometido, e mesmo assim, viram-No e O saudaram de longe, pois a hora ainda não havia chegado. Nossa fé não deve ser neste mundo que passa, mas na eternidade, no nosso encontro final e eterno com Cristo.

Não podemos parar nas lamentações, nas dificuldades! Há muito mais para vivenciarmos além do que nossos olhos podem enxergar. Por mais que nosso sofrimento seja duradouro, ele não pode ser comparado com a graça da eternidade, pois a vida que passamos aqui nos prepara para algo muito maior.

É preciso trocar a nossa humanidade pela divindade de Jesus Cristo, que morreu após vencer o pecado, o demônio e todas as dificuldades. É baseado nessa história de vida que devemos nos inspirar.

Devemos saber em quem colocamos nossa confiança, e é Jesus Cristo. Nós não sentimos, não vemos, mas continuamos acreditando nesse Deus, que é fiel.

No entanto, muitas vezes, acreditamos que já estamos completos, que não há espaço para mais nada em nós. Mas Deus quer exatamente o oposto em nossa vida, Ele quer nos transbordar com Sua graça e amor. Sempre há algo a ser feito, a fé nos motiva a sempre acreditar mais e mais.

Transcrição e adaptação: Gustavo Souza

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo