A glória de Deus que existe no Vaticano

Dos muitos temas que eu poderia falar para vocês nesta tarde, e depois de pensar e em tudo cheguei a conclusão que pensei em falar sobre o que significa Roma, Papa e o Vaticano. Eu poderia falar para você sobre temas mais espirituais, mas acredito que este seja o tema mais proveitoso.

Faz mais de três anos meu bispo me enviou para fazer meu doutorado em Roma, mas eu não tinha interesse de ir lá naquele tempo. Já havia visitado a cidade algumas vezes, é um lugar bonito, mas eu não gostaria de ficar por ali. Ao entrar na Basílica de São Pedro achava bonita e grande, mas não me impressionava.

Pe. Antonio Fortea
Foto: Mariana Lazarin/Cancaonova.com

Recebi uma inspiração de Deus em meu coração, e meu perguntava o que teria em baixo da cúpula de São Pedro. Cheguei a conclusão de que ali estava a base da Igreja.

Nesta Igreja está certamente o coração da Igreja. Por isso quando fui a Roma uns poucos meses, assim ingressei nela de outra maneira. Porque antes admirava a beleza da Igreja, mas sempre o que vinha em minha mente era a parte estética e naquele momento eu descobri a maravilhosa espiritualidade que existe naquele lugar.

Por de trás de todo aquela beleza esta algo espiritual. Enquanto observava o papa nas cerimônias e a fé da minha mente foi baixando para o meu coração. Desta forma não só apenas acreditava no Primado de Pedro, mas o amava cada vez mais. Assim, nasceu um amor espiritual por São Pedro.

Desta forma quando olho para as congregações romanas ao redor de São Pedro fico realmente admirado, pois ali existe algo bem maior. A partir de agora vejo a dimensão do mistério, pois ali o que é decidido pode afetar toda a Igreja Católica em diversas partes do mundo.

'Deus fala através do seus apóstolos e dos seus sucessores', disse pe. Antonio
Foto: Mariana Lazarin/Cancaonova.com

:: Veja mais fotos no Facebook

:: Mais fotos no Flickr

 

Eu me descobri amando aquelas diversas congregações romanas, e antes eu via apenas as estruturas. Mas o Senhor me deu uma força para ver o que tinha atrás daquele dimensão.

Nós devemos fazer um esforço para entender o que seria o Vaticano, porque existe muitas pessoas que acreditam e amam o Papa. Muitos dizem: o Papa sim e o Vaticano não. Mas são com as Congregações e Monsenhores que o Santo Padre governa a Igreja. Eles são uma prolongação do Papa, mas o Vaticano é uma obra de Deus.

Nos sabemos que também são obras do Senhor, mas é algo dos sucessores de Pedro para governar a nossa Igreja. Nós pensamos que o Vaticano são milhares e milhares de pessoas que estão trabalhando ao redor daquele lugar, mas na realidade são pouquíssimas pessoas que fazem parte destes movimentos.

As pessoas acreditam que é uma grande estrutura de funcionários, mas são alguns poucos colaboradores que entregaram a sua vida para propagar a fé. As congregações são necessárias dentro do Vaticano para ajudar a nossa Igreja.

Cada departamento do Vaticano tem a missão de cuidar de uma área da Igreja que precisa de uma atenção especial. Acima de todas estas repartições existe o colégio cardinalício que é o conselho com 120 Cardeais que representa todo o episcopado do mundo. Eles vem de diversos países com sua espiritualidade, suas formas de pensar, de países ricos e pobres, grande teólogos, outro missionários e alguns deles chegam ali pela sua fama de santidade.

Quando vejo o Papa reunido com os Cardeais e como se fosse Jesus reunidos com os apóstolos. Nenhum Cardeal representa um apóstolo específico, mas todos juntos correspondem aos discípulos. Portanto o único que remete a São Pedro é o Papa.

Nós não podemos comparar nenhuma cerimônia com aquelas realizadas dentro da Basílica de São Pedro. Por isso eu vejo que aqueles sacerdotes que vivem com simplicidade, mas penso que quando Cardeias precisam vestir as melhores vestes para fazer o culto, mas que dentro da sua casa e sua comunidade precisam viver humildemente.

Quando eu vejo toda a grandiosidade da Basílica de São Pedro, nada pode ser tão grande suficiente para falar de Deus. Quando termino de celebrar a Santa Missa eu vejo todos os turistas que chegam a praça de São Pedro ficarem admirados e vejo os comentários quando entram pela basílica. Fico observando, pois ali chegam pessoas de todos os lugares e muitos que não são católicos.

Todos os dias chegam ali milhares de pessoas, mas muitos pessoas vão chegando ao monte (Vaticano) e de diferentes línguas. Este monte que é a Igreja, tem seu símbolo e seu ícone naquele templo. Nesta Igreja se reúnem todos aqueles que crê.

Deus fala através do seus apóstolos e dos seus sucessores. Aqueles que criticam a cúria romana não se dão conta do significado disso para nossa Igreja.

Nós devemos nos manter firmes na Palavra de Deus. Antes de tudo precisamos manter a nossa fé. Devemos seguir fiéis aos ensinamentos e na leis de Deus, mas devemos ser compreensíveis em alguns casos.

Transcriação e adaptação: Alessandra Borges


Padre José Antonio Fortea


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo