A imagem da Divina Misericórdia

Padre Antônio
Foto: Elcka Torres / Fotos CN

Quando Jesus Misericordioso, apareceu a Santa Faustina Kowalska, no dia 22 de fevereiro de 1931, e pediu a ela; “Pinta uma imagem de acordo com o modelo que estás vendo e com a seguinte inscrição: “Jesus eu confio em vós” O que Jesus na verdade estava pedindo a ela, era que colocasse numa tela a tradução desta passagem da escritura ( João 20,) Porque na verdade a imagem da Divina Misericórdia como nós vemos e veneramos é a pessoa de Jesus ressuscitado, desse mesmo que nos fala o Evangelho.

Os discípulos que estavam no cenáculo de portas trancadas por medo dos Judeus, e Jesus vai ao encontro deles, para levar-lhes animo, para ressuscitar neles a alegria, e que pudessem experimentar uma nova força e encher-se de coragem e partir para anuncio do Evangelho.

Temos aqui uma devoção que tem origem bíblica, e a imagem que o Senhor nos convida a venerar é esta imagem de Jesus Misericordioso e precisamos entender que quando Jesus pediu a ela, não foi fácil realizar os desejos do Senhor. Nós sabemos que a Igreja é muito cautelosa com as chamadas experiências místicas e revelações particulares. Sabemos então, que ela precisou passar por exames psiquiatras, mas eles constataram que ela era uma pessoa perfeitamente sadia, e aí começou um processo de discernimento com seus diretores espirituais, de que de fato aquele pedido que ela sentia no coração e que o Senhor lhe tinha feito, era vontade de Deus, e ela passou por muitas provações até conseguir realizar o desejo do Senhor.

Para nós como apóstolos da misericórdia de Deus, precisamos entender esta imagem: Em primeiro lugar São João Crisóstomo nos fala que do lado aberto de Cristo nasceu a Igreja. Quando o soldado abriu o coração de Jesus ali vemos o nascimentos da Igreja, ali nasceu os sacramentos. Quando Santa Fautisna insiste com Jesus para lhe explicar o significado dos raios que saem do seu coração Ele explica, que os raios vermelhos significa a vinda das almas e os raios brancos que significa a água que justifica as almas.

“Seja feito conforme a tua fé”.
Foto: Elcka Torres / Fotos CN

Portanto o Sacramento da Eucaristia, do Batismo e todo os demais sacramentos, de modo que ao nos encontrarmos diante da imagem de Jesus, somos convidado a conhecer ainda mais o mistério do corpo místico da Igreja na qual eu e você pertencemos e somos convidados por Ele a nos aproximarmos da fonte da misericórdia que Ele abriu para nós, fonte do perdão, da misericórdia que é o sacramento da confissão e nos alimentarmos do seu corpo e sangue que nos é dado na Eucaristia.

Por isso, nós podemos perceber que a Divina misericórdia nos introduz no coração da Igreja, e podemos fazer a experiencia de uma fé comprometida e precisamos perceber que além de mandar pintar a imagem, Ele deseja que todos nós possamos venerar a sua imagem. Ele disse a Santa Faustina: “Essa imagem será primeiramente venerada na capela das vossas irmãs e depois será venerada pelo mundo inteiro”.

O Senhor deseja que o veneremos, que nos coloquemos diante d'Ele com profunda confiança. Esta frase que está escrita aos pés da imagem: “ Jesus eu confio em vós” é para nós um programa de vida, é para mim e você um convite a depositarmos inteiramente a nossa confiança na misericórdia de Deus.

Sabemos que muitas vezes precisamos buscar soluções para diferentes realidades e problemas e não podemos ficar parados esperando que as soluções cheguem até nós, mas precisamos dar passos. Algumas vezes tentamos de todas as formas conseguir soluções, e nos agitamos, nos desgastamos, e só depois de ter esgotado tudo aquilo que humanamente poderíamos fazer, somente nesse momento é que nos lembramos da misericórdia de Deus, só então nos voltamos para Ele, porque já não temos em nós a força que pensávamos que tínhamos.

Em muitas passagens da Palavra de Deus o Senhor vai colocando de maneira muita clara, de que a fé é necessária para que a cura aconteça, e Jesus muitas vezes pergunta às pessoas que se aproximam d'Ele: Tu crês que eu posso fazer isso? E a resposta da pessoa é: Sim Senhor eu creio. E Ele responde: “Seja feito conforme a tua fé”.

É isso que Jesus deseja que você compreenda, quando você se encontrar diante da imagem da Divina Misericórdia, entenda, que Ele espera também que você manifeste esta fé na pessoa d'Ele, que você demonstre esta confiança total e profunda, a certeza no seu coração e que de fato você acredite que Ele pode realizar na sua vida aquilo que você deseja e então será feito conforme a sua fé.

No diário existem algumas passagens por meio das quais o Senhor vai nos dizendo que Ele deseja nos conceder graças, benção e milagres em nossas vidas por meio desta imagem, e uma delas está no número 327 do diário que diz: “Ofereço aos homens um vaso com o qual devem vir buscar graças na fonte da misericórdia, o vaso é a imagem com a inscrição: “Jesus eu confio em vós”.

Então se você precisa de graças se aproxime com confiança da imagem da Divina Misericórdia, coloque-se com fé diante d'Ele e o Senhor lhe concederá muitas graças.


Padre Antônio Aguiar


Sacerdote divulgador da devoção à Divina Misericórdia

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo