A liberdade da escolha

Padre Paulo Ricardo
Foto: Wesley Almeida

Como você pode achar que Jesus é um homem qualquer? Jesus é o filho de Deus que se fez homem. Na passagem que está em Gálatas 4, 4 “Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos coraçöes o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo”.

Os cristãos crêem plenamente que Jesus é filho de Deus. A dificuldade dos primeiros cristãos era crer que Jesus era homem. Temos que professar a fé que ele se fez homem como nós. É isso que precisamos crer. Deus se fez um de nós e não estamos mais sozinhos. Ele veio e está conosco. Solidão já não existe mais.

 Para São Paulo é claro que Jesus é o filho de Deus que se fez homem. Plenamente Deus e plenamente homem. Já que a maior parte dos homens começaram a crer que Jesus era homem depois da morte d’Ele. Não é uma invenção da Igreja, mas a Igreja teve que se esforçar para que acreditassem que Jesus fosse homem.

 Porque Jesus precisa ser homem para sermos salvos? É para participarmos da salvação como verdadeiros filhos de Deus, assim como está na Palavra acima.

 No tempo de São Paulo havia os escravos, que é uma pessoa que serve como 'coisa' que pode se vender, mas nós para Deus não somos servos, 'somos filhos', que clama Aba Pai. Cristo nos coloca o espírito de 'ser filhos de Deus'. Em outras religiões as pessoas precisam fazer algo para ser amado pleo deus deles. Como por exemplo, os pagãos precisam agradar a Divindade, fazer oferendas e sacrifícios para Deus fazer um favor a eles. É uma atitude de conquista e isso é crença, que é diferente de 'fé.' Eles têm crença e nós temos fé. Eles tentam convencer Deus para Ele o amar, precisam fazer alguma coisa para Deus ser bondoso com eles. A Atitude cristã é a confiança de sermos amados.

 Ter o espírito de filhos de saber que somos amados. 'Aba Pai'. Somos amados mesmo no meio de nossos pecados. Deus ama você, odeia o seu pecado que o destrói, mas ama você. Nós não precisamos ficar o tempo todo pensando que um pecado nosso irá fazer Deus lá no céu nos castigar. O nosso medo é simplesmente de nos destruirmos, não é Deus que nos destruirá. Ele nos quer bem.

 Deus olha para nós porque nos ama e odeia o nosso pecado. A ira de Deus é uma forma de nos querer bem. Deus não nos puni. O Senhor ama infinitamente a cada um de nós. Esse é o mistério. O amor é tão grande que por isso odeia o pecado.

 Temos que entender que pecado é pecado. Deus criou os mandamentos par ao nosso bem. Está escritos em nosso ser e esta advertência é uma instrução, pois quando Ele nos diz para adorar somente Deus verdadeiro é porque se eu adorar a outros deuses irei me destruir. Ele nos ama e odeia a nossa idolatria que nos destrói.

 Tudo o que fazemos fora dos mandamentos sabemos que nos mata. Freud no final de sua vida começou a observar que as pessoas que tinham o sexo liberado, que aquela pulsão sexual que era exercida livremente dava uma pulsão de morte. Então quanto mais sexo e menos regra tem para sua vida sexual, mais uma pulsão de morte vai criando em você. Isso nós vemos as pessoas se destruindo no sexo. Verdadeira pulsão de destruição. Pessoas que brincam com a vida, fazendo sexo grupal contaminado com o vírus HIV, que brincam com a vida.

Deus odeia o pecado porque nos ama. Todo pecado é um droga que nos destrói e é uma promessa falsa. Quando a Igreja nos diz e adverte agradeça porque ela está exercendo como mãe zelosa. Esta é a liberdade que e as pessoas não entendem. Essa liberdade que sabem que são amados que seguindo os mandamentos da lei de Deus os fazem livre. Se faz liberdade dentro de nós. Você é livre!

Esta é a beleza de ser cristão, de estar no caminho da obediência de amar a Deus
Foto: Wesley Almeida

Se você peca o pecado não produz o mesmo efeito. As pessoas não sabem distinguir a liberdade do livre arbítrio, pois nem todas as escolhas vão gerar liberdade. Você é livre para não tomar drogas, e se você diz não a liberdade das drogas diz não, daí você gera a liberdade mas se diz sim, a escolha gera escravidão. Quando escolho o pecado, a minha escolha livres gera escravidão. Agora em minha escolha livre pode gerar liberdade. Quando escolho o mandamento da lei de Deus gera a liberdade. É a grande a liberdade! Somente quem anda na lei de Deus está livre agora quem anda no pecado está escravizado.

Se você escolhe o vicio da masturbação e do sexo desregrado uma vez que entrou no vício agora é um homem escravo do sexo. Então vejam só a importância disso. Que o sexo desregrado produz escravidão e Deus odeia o sexo desregrado porque destrói você. O pecado está escrito em nosso ser que ele nos destrói.

O filho que obedece o pai não obedece porque é escravo mas porque é filho. Uma coisa é obedecer pelo castigo outra coisa é obedecer quando se ama como filho.

Há uma diferença entre o escravo, filho e o mercenário. Este faz as cosas por causa do dinheiro, pela recompensa. O escravo o faz por medo do castigo. Agora o filho não pode obedecer a Deus por que tem medo de ir para o inferno, mas porque somos livres e queremos ser livres em Jesus Cristo.

Esta é a beleza de ser cristão, de estar no caminho da obediência de amar a Deus e do amor d'Ele por nós e caminhar feliz e livre. Que beleza olhar para um cigarro e dizer que não quer fumar porque é livre! Que beleza olhar para um copo de bebida e dizer que não quer ber porque é livre! Que beleza olhar para as drogas e dizer que não quer se drogar porque é livre!

Agora se caímos na senda do pecado ele vai nos escravizando. Nós podemos usar nossa livre escolha, mas nem sempre essa escolha gera a liberdade. Só quando escolhemos a vontade do bem que ela gera a liberdade. Agora se escolhe o caminho longe de Deus, então gera a escravidão e isso está escrito em nosso ser. Por exemplo se usar droga, esta droga vai nos matando aos poucos. Deus nos proíbe a droga porque nos ama e não quer que nos matamos. A obediência a Deus nos faz livres.

“E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos coraçöes o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo”.( Gálatas 4,4)

Sinta o amor do Pai!

Transcrição: Eliziane Alves


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO TELEFONE
(12) 3186- 2600

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo