A Palavra é a maior expressão da manifestação de Deus

Eugênio Jorge
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

O mundo nunca teve tanta necessidade de voltar o seu olhar para Deus como hoje. Se não fixarmos nosso olhar em Deus não aguentamos. Sem Deus, sem chance!

Hoje, inicia-se a Semana Maior! Ela é como um grito de Deus a nós. Somos chamados e provocados à intimidade com o Senhor e a tirar os olhos dos milagres e a nos voltar para o Coração de Jesus. Temos muita facilidade de colocar outras coisas no lugar de Deus em nossa vida, mas somos convidados nesta tarde a não amar a ninguém mais que ao Senhor.

“Não fixeis os olhos em ninguém mais que n'Ele. Não fixeis os olhos em ninguém mais. Não fixeis os olhos em ninguém mais que n'Ele. Não busqueis a nada e a ninguém mais que a Ele. Não busqueis a nada e a ninguém mais. Não busqueis a nada e a ninguém mais que a Ele. Não ameis a nada e a ninguém mais que a Ele. Não ameis a nada e a ninguém mais. Não ameis a nada e a ninguém mais que a Ele. Não adoreis a nada e a ninguém mais, só a Ele. Não adoreis a nada e a ninguém mais. Não adoreis a nada e a ninguém mais, só a Ele”.

Esta é uma canção tão simples, mas que diz tanto aos nossos corações e nos faz perceber que estamos num tempo favorável para voltarmos o nosso olhar para Deus, com calma e serenidade.

As realidades deste mundo nos impõem uma vida muito corrida. Fazemos nossas refeições tão rapidamente que não desfrutamos o sabor da comida, não nos sentamos mais à mesa com nossas famílias. Ninguém tem tempo de ler algum texto na internet que tenha mais de 2 linhas. Esta realidade tem sido transportada para nossa fé, vamos vivendo tudo de forma superficial.

A armadilha do inimigo das nossas almas, neste tempo, é não termos mais tempo para Deus. Dessa forma, não conheceremos a Deus tal como Ele é, não conquistaremos intimidade com Ele e quando as dificuldades se abaterem sobre nós não temos mais forças para suportar.

Jesus nos alerta: “não fixeis o nosso olhar em ninguém mais que em Mim”.

"O maior milagre de que precisamos é a salvação"
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Há um convite a mim e a você para fixarmos nossos olhos, corações e mentes em Deus, conquistando assim uma amizade profunda e inabalável com Ele; de forma que a nossa vida não será mais a mesma. Que nos digam São Pedro, São João e até São Paulo, que mesmo não tendo convivido pessoalmente com Jesus conquistou qualidade e fé na sua experiência com o Senhor. Para isso, precisamos tomar uma decisão: o tempo de Deus é de Deus. "Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus" (Mateus 22, 21), não porque o Senhor precisa disso, pois Ele não precisa de nada – do nosso canto, do nosso louvor. Só Deus é e basta, somos nós que precisamos d'Ele.

O maior milagre de que precisamos é a salvação. Que adianta ganharmos todas as riquezas deste mundo, sermos curados de um câncer terminal, sermos curados de uma paralisia cerebral, sermos o homem mais rico do mundo, se ao final de tudo não encontrarmos Jesus no céu? A salvação nos é dada gratuitamente, está à nossa disposição, o resgate já foi pago. Você é livre, tome posse e se deixe conduzir pelo Senhor! Os dias são maus, estamos em guerra, mas estamos ganhando porque Jesus já venceu por nós quando se entregou na cruz. A vitória só esta à nossa disposição, só precisamos tomar posse dela.

Essa realidade de dias maus não é novidade, no tempo de Jesus já acontecia isso. Ele próprio foi levado à morte, e morte de cruz. Neste Domingo de Ramos, a Igreja quer trazer para nós a certeza de que o inimigo de nossas almas quer nos desconstruir, isto é, destruir nossa personalidade, a pessoa boa que nós somos e não deixa nem marcas, porque constrói sobre esta plataforma uma personalidade terrível.

No Evangelho de Lucas, Jesus começa chamando Pedro de "Simão", para fazer alusão à sua parte fraca. Todos temos um "Simão", todos temos uma parte fraca! “Simão, Simão, eis que satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo; mas eu roguei ao Pai por ti, para que a tua confiança não desfaleça; e tu, por tua vez, confirma os teus irmãos.” Pedro disse: “Senhor, estou pronto a ir contigo tanto para prisão como para morte.” Jesus respondeu-lhe: “Digo-te, Pedro, não cantará hoje o galo, até que três vezes hajas negado que me conheces.” Depois ajuntou: “Quando vos mandei sem bolsa, sem mochila e sem calçado, faltou-vos porventura alguma coisa? Mas agora, disse-lhes ele, aquele que tem uma bolsa, tome-a; aquele que tem uma mochila, tome igualmente; e aquele que não tiver uma espada, venda sua capa para comprar uma.” (Lucas 22, 31-38)

Jesus estava falando a respeito de espadas e bolsas que os discípulos tinham que deixar, porque os tempos eram maus e quem não tivesse intimidade com Deus não suportaria as dificuldades que viriam. Pedro não suportaria se Jesus não tivesse intercedido por ele ao Pai. Nesta tarde, Jesus roga ao Pai por nós, porque também nós estamos sendo reclamados por satanás.

"Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus", ensina a Palavra
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Jesus não poupou Pedro da provação. Ele não o tirou das situações difíceis, mas o apóstolo foi sustentado pela fé, por ser amigo de Cristo. Simão foi conhecendo e mergulhando em Cristo o suficiente para, mesmo com todo o remorso de ter negado Jesus, conseguir manter-se fiel até o fim. Se Simão estivesse longe de Jesus, andando de carona na fé dos outros discípulos, sem uma experiência pessoal com o Senhor, nem ouvisse a Palavra de Jesus, não fosse insistente, se fosse um cristão de experiência rápida e corrida, ele não suportaria.

Precisamos buscar Jesus de todo o nosso coração nesta Semana Maior, tempo favorável para darmos um passo a mais no nosso relacionamento com Deus, sem voltarmos atrás, sem criarmos um “quinto evangelho”: o evangelho da conveniência. Deixe a Palavra de Deus invadir seu coração e não será mais a mesma pessoa! A Palavra é a maior expressão da manifestação de Deus. A Bíblia fechada é só um livro, mas aberta é a boca de Deus nos falando. Arma para vencer o inimigo de nossas almas.

Estejamos preparados, porque estamos em guerra! “Finalmente, irmãos, fortalecei-vos no Senhor, pelo seu soberano poder. Revesti-vos da armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio. Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares. Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Ficai alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça, e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz. Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus. Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos.” (Efésios 6, 10-17) Não nos fortalecemos na academia ou comendo angu com feijão, mas nos fortalecemos no Senhor, porque não podemos lutar contra o demônio com nossas próprias forças!

Os dardos virão, mas a intimidade com Jesus conquistada pela Palavra, com o escudo da fé, apagaremos esses dardos. Tome posse da Palavra de Deus, reze mais!

O mundo quer a nossa atenção e ele vai fazer muita 'firula' para nos tirar do foco. Nós somos tão vulneráveis que qualquer coisa rouba nossa atenção. Jesus, porém, não faz propaganda de si mesmo; Ele diz: “Eis que estou à porta e bato”. Cristo não força, entra nas nossas vidas se permitirmos. Ele está na cruz silencioso e de braços abertos a nos esperar, por isso não fixemos nossos olhos em ninguém mais que Nele. Façamos como Simão que soube fixar seu olhar em Jesus, se tornando depois o nosso primeiro Papa, São Pedro. O diabo dizia: “está dominado, como fiz com Judas”; mas ele não havia contado que Pedro estava revestido da força que pode nos sustentar nas maiores dificuldades.

“Senhor Jesus, esta tarde precisa ser diferente para mim. Eu preciso mudar de vida, mudar de rumo. Por isso Jesus, em sua misericórdia, alcança-me, toca-me nesta tarde, transformando-me em Simão, o discípulo que te ama. Dá-me um coração que te ama, porque só quem te ama pode

vencer o inimigo de nossas almas. A vitória que vence o mundo é a nossa fé. Vencerei, permanecerei de pé inabalável na fé em Jesus, porque Ele é minha rocha, fortaleza e salvação. Amém! Viva Jesus, a razão da nossa fé!”



Adquira essa pregação pelo telefone
(12) 3186-2600


Assista:

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade cristã de relacionamento
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

 


Eugênio Jorge


Músico e pregador da Missão Mensagem Brasil

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo