A terra prometida é lugar de homens livres

Padre Ademir
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com
Hoje, temos como linha mestra, para essa reflexão, a vocação. Sempre precisamos perceber por que é tão difícil viver a vocação, esse dom da santidade em nossa vida.

O povo de Deus vivia no Egito numa condição deplorável, pois era escravo. Mas o Senhor, quando dirigiu a Palavra a Moisés, diz-lhe: “Eu vi a condição do meu povo que vive no Egito. Eu ouvi o seu grito” (Êxodo 3,7).

O povo do Egito fazia da sua vida uma situação de profundo sofrimento. Não era fácil a vida desse povo, preso nesse país. Eles já não tinham nenhuma possibilidade. Mas o Senhor diz: “Desci para libertá-los das mãos dos egípcios e fazê-los sair desse país para uma terra boa e espaçosa, terra onde corre leite e mel: para a região dos cananeus e dos heteus, dos amorreus e dos fereseus, dos heveus e dos jebuseus” (Êxodo 3,8).

O povo está numa situação de tal escravidão, mas Deus lhe dá uma escolha: sair da condição de escravos e caminhar numa terra boa. Então, o tirou da escravidão e o colocou no deserto. Havia para aquele povo a promessa da terra boa, mas, antes de chegar lá, eles tiveram de fazer uma caminhada pela terra da liberdade, da abundância. Mas esse local de liberdade é também lugar de provação.

Quando começam as primeiras provações desse povo, este começa a murmurar. O povo, que havia sido escolhido para a terra de onde escorre leite e mel, começa a reclamar das situações. Mas por quê? Por qual motivo reclamamos, questionamos nossa vocação? Qual é a razão pela qual nós reclamamos quando estamos no caminho que o Senhor escolheu para nós? Por causa de nossa situação de conforto.

O povo de Israel estava sofrendo na escravidão, mas junto dela havia um certo conforto para aquele povo. Eles próprios nos dizem isso no livro do Êxodos: “Moisés, por que nos tirou da terra do Egito? Para morrermos de fome no deserto?” Muitas vezes, aquilo que é fruto da escravidão traz um conforto para o homem. Por isso quando Deus convida uma pessoa a sair de uma escravidão e seguir pelo caminho da libertação, ela reclama porque perdeu o conforto.

"Toda vocação exige que saiamos do nosso conforto para dar uma resposta diferente."
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com

Uma pessoa, por exemplo, que é chamada a sair do adultério, Deus lhe faz um chamado, mas ao sair da terra do pecado, percebe que lá existia um conforto, um prazer. Toda vocação vai exigir que saiamos do nosso conforto para dar uma resposta diferente à nossa vida. A terra da promessa é terra de homens livres, por isso precisam passar pela provação do deserto para nos livrarmos de toda mancha de pecado.

Diante de toda murmuração e sofrimento, Moisés se coloca diante de Deus. Aqui está a postura dos verdadeiros sacerdotes.

Você não está sozinho por esta terra para viver sua vocação. Deus coloca, nesta terra de provação, mesmo sem você acreditar ou ter esperança, alguém que se coloca diante d'Ele para rezar por você. Essa pessoa é o sacerdote. Não tenha dúvida de que hoje vivemos numa terra de deserto.

O Senhor deu a cada um de nós alguém para caminhar conosco pelo deserto, por isso, hoje, queremos bendizer a Deus, porque não há ninguém que não tenha sido chamado pelo Senhor.

Nesta vocação, vamos encontrar muitas dificuldades, porque ser cristão não é fácil; vai exigir que saiamos do comodismo. Por isso, não se separe da Igreja, não se separe do seu sacerdote. Precisamos dele para viver bem nossa vocação e caminhar rumo à nossa vida no céu.

Transcrição e adaptação: Michelle Mimoso


 

Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600


Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade cristã de relacionamento
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova


Padre Ademir Pereira


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo