A unidade perfeita

Padre Anderson Marçal
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Estamos vivendo às vésperas de Pentecostes, ouvindo o capítulo 17 de São João, no qual lemos a oração que o Senhor fez ao Pai antes de ser entregue aos soldados. A característica dessa oração de Jesus ao Pai é de intercessão, sendo Ele o grande intercessor da humanidade.

Nesta semana, temos a oportunidade de rezar pela unidade dos cristãos; e é desejo do Senhor que nós estejamos assim, em unidade, como Ele esteve e está em unidade perfeita com o Pai. Que nós também possamos viver como um único rebanho, com Jesus sendo o Bom Pastor.

“Pai Santo, não rogo somente por eles, mas por aqueles que virão para ouvir a Tua Palavra.” Somos chamados a viver essa unidade até mesmo dentro de nossa casa. A primeira coisa que somos convidados a viver é a unidade para gerar o testemunho: aquilo que falo deve ser seguido por aquilo que faço e vice-versa.

Jesus é o Senhor, não porque nós assim O fizemos, mas porque Ele o é. Jesus já intercedia por nós, pois acreditava no nosso testemunho. Mas será que, realmente, estamos vivendo essa união? Amados, quantas guerras temos feito entre nós mesmos! Estar unido não é acertar tudo, mas ter o mesmo objetivo, partindo da crença em Jesus Cristo.

Há outras denominações cristãs que acreditam em Jesus, por isso precisamos estreitar o caminho do diálogo com elas. Mas como vamos viver essa realidade com os outros se, dentro de nossa casa, isso não existe? Como vamos querer que nossos filhos acreditem em Jesus se não somos os primeiros a caminhar com Ele, a ir além na nossa fé, abraçando o modo de viver de Cristo. O seu modo de viver é o de Jesus Cristo? Se as religiões estão divididas, é porque nós, participantes delas, já estamos vivendo a desunião entre nós. A unidade perfeita é para que nós possamos ser unidos no que cremos e no que vivemos. A nossa religião não é feita de conveniência, ou seja, não vivemos aquilo que queremos crer. Não! Nós devemos assumir o compromisso de viver ao modo de Cristo.

A unidade perfeita vai acontecer a partir do momento em que nós pararmos para viver aquilo em que cremos. Se creio em Jesus, serei impulsionado por Ele, que rezou e ainda reza por nós.

"Permita que, no seu modo de viver, Jesus seja conhecido," afirmou padre Anderson
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Você conhece a sua fé? Se você a conhecer, de fato, não viverá contra aquilo que a Igreja está dizendo. Muita coisa mudou, mas os valores não mudam.

Se, na época dos apóstolos, eles deixassem de pregar e anunciar aquilo que o Espírito Santo os impulsionava a fazer, nós não viveríamos a religião nos dias atuais. E nós estamos preocupados com as gerações futuras? Jesus rezou por nós para que acreditássemos e vivêssemos a unidade perfeita e a testemunhássemos às gerações futuras.

A nossa unidade deve revelar Jesus Cristo, mas que não aconteça apenas no fato de irmos à igreja, mas que seja anunciada entre aqueles a quem somos enviados. Esta será a unidade perfeita. Viver como Jesus, nos unirmos a Ele e revelar ao mundo a pessoa de Cristo.

Há pessoas, meus amados, que ainda não conhecem Jesus. Permita, portanto, que, no seu modo de viver, Ele seja conhecido.


Padre Anderson Marçal


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo