A vida nova começa dentro de você

Ricardo Sá
Foto: Wesley Almeida
Hoje você precisa optar por uma vida nova, e é por Jesus que essa decisão deve ser tomada a cada dia. Por amor a Ele é que devemos assumir essa condição em nossa vida.

O Senhor nos fala, com a ajuda de parábolas, como é que o Reino de Deus se instaura em nosso coração. E o nosso coração deve estar preparado para recebê-Lo, pois só um coração fértil será capaz de semear o que Ele nos oferece, sem deixar que o inimigo semeie algo ruim dentro dele.

Por isso, eu lhe pergunto: Qual semente está sendo plantada hoje no seu coração? Será que da forma que foi plantada, ela dará frutos ou hoje você tem semeado em terra infértil? Muitas vezes, no meio da boa plantação surge o joio, que quer ocupar nosso coração com coisas ruins, pois assim não restará espaço para as coisas, das quais nossa vida realmente necessita.

Infelizmente, acabamos deixando que o joio tome nosso coração e, diante do desespero, buscamos refúgio em soluções que não são a vontade de Deus.

Mas o Altíssimo tem o tempo para tudo, inclusive para retirar as coisas ruins de nosso coração. Não queira ser como o ceifador da parábola do “joio e o trigo”, pois decisões baseadas na sua vontade podem levá-lo a consequências ainda piores.

Abra-se à vontade de Deus, permita que Ele trabalhe no seu coração e lhe mostre a direção a seguir hoje. Só Ele é capaz de saber o que retirar e a melhor forma de fazer isso, pois, muitas vezes, ao tentar arrancar o joio você pode se arriscar a tirar o trigo.

Essa é a realidade de todo coração no qual a semente de Deus é plantada. Dentro de nós existem tanto o joio como o trigo, e não cabe a nós, tomados pela autossuficiência, arriscar a fecundidade da semente de Deus fazendo a nossa vontade.

Cada um de nós precisa deixar o Reino de Deus crescer dentro de nós, porém, é mais fácil apontar os erros e a miséria do nosso irmão. Apontar para nós mesmos e aceitar nossas fraquezas é uma tarefa muito maior, pois mais do que conhecer o próximo, nosso maior desafio é conhecer a nós mesmos.

"A batalha pela santificação não é fácil", ressalta Ricardo Sá
Foto: Wesley Almeida

A batalha pela santificação não é fácil, pois, ao iniciá-la, vamos nos deparar com a nossa verdadeira cruz. E a maior prova de que você assumiu o seu "eu cristão" não se dá pela aprovação de outras pessoas, mas sim por seus atos. Atos esses que devem ser fundamentais na conversão da sua vida.

Não somos capacitados por Deus para julgar, mas sim para aceitá-Lo em nossa vida e, a partir daí, ser melhores fazendo a diferença na vida do nosso irmão.

Você é responsável pelas suas escolhas, inclusive as suas amizades. Hoje, quantos amigos o convidam para experimentar o amor de Deus? Escolha-O, mesmo nas coisasmais simples da sua vida.

Dê o primeiro passo, escolha o bem, pois essa deve ser a sua luta. O bem pode ser feito de inúmeras formas, mas ainda não estamos prontos para isso, por essa razão devemos pedir todos os dias a ação do Espírito Santo para que sejamos canais da graça na vida do próximo e recebamos as graças de que necessitamos para ser transformados.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo