A virtude da religião

Pe. Duarte Lara
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com

Ser feliz é ser santo. Podemos perder o maior dos dons, que é a vida eterna, se não vigiarmos e não perseverarmos em Deus. Precisamos amar o Senhor de todo o coração.

Todos somos chamados a amar Deus de todo o coração. Mesmo em nossa rotina, podemos amá-Lo cuidando da nossa família e dos nossos amigos com carinho. Percebi Deus na minha vida por meio da Sua delicadeza, do Seu amor e cuidado para comigo. Eu queria ser santo no mundo, mas o Senhor, com cuidado, mostrou que me queria em outro lugar.

Sabemos, no nosso coração, quando Deus está falando conosco e nos chamando. Quando não somos fiéis e honestos com Jesus, não temos paz. Quando Ele nos chama, mas nós não O seguimos, parece que vivemos um "martírio". É necessário dizer "sim" ao Senhor para que possamos ter paz e sempre perseverar n'Ele.

Quando abrimos nosso coração para Deus, o amor transborda sem cessar em nós. Peçamos, com vontade, para Ele ficar e viver conosco. A Eucaristia é nossa grande graça para isso.

O mundo está virando as costas para o Senhor. Quando deixamos Jesus de lado, acabamos buscando outras ajudas, e o inimigo acaba entrando na nossa vida. Satanás quer ser adorado no lugar de Deus. Não podemos prestar culto a outros deuses; somente a Nosso Senhor Jesus Cristo.

A partir da maravilha da criação, percebemos o sol, a natureza, pois quem fez tudo isso foi o Senhor. Essas coisas maravilhosas que vemos vêm de Deus.

"Ser feliz é ser santo", afirma padre Duarte Lara.
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com

O motor da religião é a razão, por meio dela contemplamos o Criador. No mundo, quando vemos um quadro, logo nos lembramos do artista; assim também acontece com Deus. Isso é uma virtude!

Se não adorarmos o Senhor, acabaremos idolatrando outra coisa. Não podemos servir a dois senhores.

“A justiça é a virtude moral que consiste na vontade constante e firme de dar a Deus e ao próximo o que lhes é devido” (Catecismo da Igreja Católica, n. 1807). Precisamos ser justos e respeitar a vida dos nossos irmãos. O Catecismo explica que a religião é dar a Deus o que é d'Ele.

Antes de qualquer coisa, precisamos amar e retribuir tudo com amor. É claro que o maior amor e o ato de adoração mais perfeito é receber a Eucaristia. Uma das virtudes da religião é a adoração, quando reconhecemos o Senhor como Dono de tudo o que existe.

Transcrição e Adaptação: Thaís Rufino de Azevedo

Assista:


Padre Duarte Lara


Sacerdote da Diocese de Lamego, Lisboa, Portugal

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo