Abra-se a misericórdia de Deus

Padre Wagner
Foto: Wesley Almeida/Fotos CN

O evangelista São Lucas, nos apresenta a face misericordiosa de Deus. Lucas nos mostra Jesus que acolhe os publicanos e os pecadores, porque estas pessoas estavam profundamente sedentas do Seu ensinamento. E Jesus, sendo ele o filho de Deus, veio para revelar a face misericordiosa de Deus, porque Deus é misericórdia.

São Lucas portanto nos apresenta Jesus, que conta as três parábolas da misericórdia: da ovelha perdida, da moeda e do filho pródigo. Três parábolas que colocam em evidência o coração misericordioso de Deus. Jesus veio para revelar que Deus é misericórdia, que Deus que nos criou, nos criou para si, para Seu amor. Que a pessoa humana só encontra sentido para sua existência no encontro de amor com Deus.

Movida pela tentação, a pessoa humana quis ter a sua vida pela razão, sem o amor de Deus. Adão e Eva, quis dizer não a comunhão com Deus. Mas Deus por ser misericórdia, diz constantemente sim a misericórdia. Para cancelar de uma vez por todas aquele não que Adão e Eva disseram ao convite de amor feito pelo próprio Deus, Deus revela sua misericórdia, Ele que não quis nos abandonar à desgraça.

Abra seu coração a uma experiência da misericordiosa de Deus, desse Deus que corre atrás, que movido por esse coração misericordioso, não se cansa de ir ao encontro do pecador. Você que experimenta um sentimento forte de condenação, de vida de pecado, é para você que Deus quer manifestar a eternidade do Seu amor.

Jesus deixou bem claro diante da críticas dos fariseus, que Ele não veio chamar os justos. As vezes achamos que a misericórdia de Deus, age assim: “não fique martirizando seu coração, porque não consegue deixar sua vida de pecado, viva tranquilo, o que importa é que confie na minha misericórdia” Isso é engano. A misericórdia de Deus não pode ficar entendida como se Ele fosse indiferente ao pecado. Ele quer sim nos dar a experiência da misericórdia, mas também que no pecado não existe a liberdade.

É claro que Deus entende e com paciência Ele suporta muitas vez na misericórdia nossas limitações, que muitas vezes somos levados por nossa cabeça dura que não consegue viver plenamente a conversão, pois ela é um processo, não é da noite para o dia, é um trabalho continuo. Mas no momento que nós fazemos a experiência da misericórdia de Deus, o coração não consegue ficar em paz quando ela peca. Abra-se a misericórdia de Deus. A uma experiência nova da misericórdia de Deus.

"Jesus acolhia os pecadores, Ele dava a oportunidade da convivência"
Foto: Wesley Almeida/Fotos CN

Quando nós fazemos a experiência da misericórdia de Deus, fazemos esse apelo a verdade, como disse Deus que é misericórdia é também verdade, e quando Ele dá a experiência da misericórdia, Ele também dá a da verdade, e que só há sentido em viver com Deus. E por isso a pessoa sente quando ela comete o pecado.

Mas porque experimentamos a verdade e a misericordiosa sentimos um apelo a sermos profetas da misericórdia e da verdade de Deus. O profeta da misericórdia entende que a cura do coração da pessoa que está no pecado, acontece pela verdade.

Precisamos da sabedoria, para nós percebemos como realizar o profetismo da misericórdia para com as outras pessoas. Jesus acolhia os pecadores, Ele dava a oportunidade da convivência, para que nesta convivência fizessem a experiência da misericórdia de Deus e se convertessem.

Peçamos ao Senhor, que Jesus eucaristia nos dê a graça de uma nova experiência da misericórdia divina, mas a coragem de assumirmos o profetismo da verdade. Que no dia-a-dia sejamos profetas da misericórdia e da verdade.

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto


Padre Wagner Ferreira


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo