Abracemos a cruz de Cristo

Irmã Maria Eunice
Foto: Natalino Ueda / Fotos CN

Existe, em nosso meio, pessoas acomodadas; outras, que estão à espera do Senhor que vem. No entanto, todos nós precisamos do Senhor, pois somos filhos de Deus e estamos, por isso, mergulhados no Sangue de Cristo, tendo Maria como Mãe.

Amados, se Deus é por nós, quem será contra nós? Se o Senhor é a nossa luz, de quem teremos medo? Ele é o baluarte da minha vida! Se Deus é o Senhor, onde encontraremos a vitória? Elas são colhidas da cruz de Cristo, por isso nós não podemos dispensá-la da nossa vida diária. Por vezes, temos medo de sofrer, mas é na cruz que encontramos a salvação.

Esta é uma notícia maravilhosa, pois desprezar o madeiro de Cristo é desprezar o remédio de todos os males. Todos nós queremos cura e libertação. Cada ser humana faz, neste mundo, a sua caminhada pascal e também a experiência de morte e ressurreição. É ilusão imaginar a vida sem a cruz diária. Se você não acredita nisso, saiba que essa é uma verdade, queira você ou não, a diferença é que o homem de fé encontro Cristo na cruz.

Sofrer com fé é sofrer menos e por menos tempo. Se nós não associarmos o nosso sofrimento ao de Cristo, correremos o risco de perder o Céu. É muito melhor sofrer com fé do que sem ela. Para muitos, a cruz se torna pedra de tropeço; outros a veem como amuleto, não como salvação.

Sabe, irmãos, é importante isso que estou falando, pois estamos em tempo de vigília. “O Senhor assumiu nossa enfermidade” (Mt 8,17). A cruz de Jesus é a fonte de toda a cura e libertação para todos nós, pois nela o Senhor nos salva. Sejamos participantes da vitória da cruz, para isso precisamos aceitar o que comporta tudo isso.

O seguimento de Cristo requer que cada um de nós negue a si mesmo, tome a sua cruz e O siga. Se nós seguirmos o Senhor, teremos a vitória. Todos nós queremos ir para o Céu, mas ninguém quer morrer agora! Isso é agir com incoerência. Nós não estamos prontos para morrer, mas é preciso que nos preparemos.

Jesus é o único que devemos seguir, mas Ele respeita a nossa liberdade quando diz: “Se alguém quiser…”. Ele não nos obriga a largar tudo e segui-Lo, mas requer de nós um ato de coragem; então, pare de reclamar. Para muitos, reclamar é um vício, pois há pessoas que não sabem viver sem murmurar. Tome a decisão e assuma a sua cruz.

"Olhemos para a cruz", irmã Maria Eunice
Foto: Natalino Ueda / Fotos CN

:: Veja + fotos também no Facebook

Só há um modo de seguir o Senhor: deixando que Ele assuma o lugar d'Ele em nossa vida. Bem sabemos que, todos os dias da nossa vida, nós temos cruzes; a cruz de ontem não é a mesma de hoje, assim como a conversão de ontem não é a de hoje, pois somos como diaristas diante do Senhor, e para caminhar com Ele precisamos, diariamente, assumir a fé.

A consciência do amor e do senhorio de Deus faz com que os discípulos não adormeçam, mas vivam no dinamismo da vida, carregando a cruz que cada um tem e que é capaz de suportar.

Ao olharmos para a cruz devemos notar a oblação que foi gerada a partir da entrega de Cristo. No mundo atual, não é apenas o diabo quem está fugindo da cruz, mas os homens também estão fugindo dela.


Irmã Maria Eunice


Missionária da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo