Apóstolos da vinda do Senhor

Monsenhor Jonas
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com

Nesta última Santa Missa do ano, a Igreja nos dá de presente o início do Evangelho de São João. Este Evangelho começa nos falando primeiro de Jesus, antes mesmo de Cristo ter o nome de ''Jesus'', quando Ele estava no Pai. João O chama de a ''Palavra'' do Pai, que estava com o Pai, que estava com o Espírito Santo e tudo foi feito por Ele e nada daquilo que foi feito, o foi sem Ele. N'Ele estava a vida e a vida era a luz dos homens, e a luz brilha nas trevas e as trevas não conseguiram dominá-Lo.

Então o primeiro Jesus majestoso, Autor e Criador de todas as coisas, deste mesmo Jesus, que é o Senhor, que é majestade, que tem a plenitude, que vivia com o Pai e o Espírito Santo, o Pai não precisava enviá-Lo, mas o Pai quis fazer isso. Porque Deus Pai olhou para a situação da humanidade, a situação de pecado que os homens viviam, e resolveu enviar o Seu Filho.

Que bonito é imaginarmos o diálogo de Deus Pai com Jesus: "Meu Filho, é preciso que você vá para salvar essa humanidade! Ela precisa ser salva, é preciso que você e se faça um deles, se faça homem para poder salvar o homem e a humanidade". E o Filho dizendo ao Pai: ''Pai, se é a Tua vontade, faça-se em mim''.

Aquilo que a Mãe do Senhor diz ao anjo, Ele diz ao Pai: ''Faça-se em mim!'' Foi por isso que Jesus veio. E logo em seguida, no Evangelho, João nos apresenta o outro João: João Batista, a quem Deus enviou para preparar os caminhos de Jesus. João Batista não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz d'Aquele que era a luz da verdade, que, ao vir ao mundo, ilumina todo ser humano.

Nós conhecemos aquilo que aconteceu com João Batista: seu pai, Zacarias, era sacerdote, já estava em idade avançada e sua mãe, Isabel, tinha de idade avançada também. No dia em que Zacarias, como sacerdote, servia no Templo, o Anjo Gabriel aparece para ele e lhe diz que ele vai ser pai, pois sua esposa, Isabel, vai conceber e dar à luz. Veja é algo semelhante àquilo que acontece com Sara e Abraão, o Pai da fé, já idoso e sua esposa era estéril como Isabel. Aqueles três Anjos vêm à casa de Abraão e dizem a ele que, no ano seguinte, Sara estaria com uma criança nos braços, que ela iria conceber, que ela daria à luz. Sara ri daquilo, porque, ela tinha idade avançada e era estéril, e seu esposo, Abraão, também estava com idade avançada.

Zacarias, infelizmente, não acreditou nas palavras do anjo, por isso este disse a ele: ''Você vai ficar mudo!'' E ao sair daquele lugar santo, o povo percebe que ele não está conseguindo falar e que ele se comunica com sinais. E o bonito é que, passado pouco tempo, Isabel, estéril e com a idade muito avançada, fica grávida e dá à luz, e como o anjo disse a Zacarias, ele se chama 'João' e o seu nascimento foi uma grande festa.

Movido pelo Espírito Santo, João vai entendendo a sua missão e vai aos lugares desertos para poder se preparar para vivê-la. Quando, na Bíblia, se fala de deserto, não é aquele deserto só de areia, mas se referre àqueles lugares solitários, onde ele [João] fica sozinho e se alimenta com o mínimo necessário, onde ele se veste de maneira muito rudimentar, com uma pele de camelo. E quando chega o momento, movido pelo Espírito Santo, ele começa a pregar, multidões o viam pregar, até mesmo cobradores de impostos que eram vistos como homens desonestos, pecadores… Dentre estes havia aqueles que se deixavam tocar pela Palavra de Deus ministrada por ele, e João os batizava nas águas do Rio Jordão. Mas tudo isso para preparar a vinda de Jesus Cristo, que já havia nascido, mas não havia iniciado a vida pública.

''É necessário é nascer de novo!'' afirma monsenhor Jonas
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com

João prepara aquele povo, ele entendeu bem a sua missão: preparar os caminhos para Aquele que viria. Até o dia em que Jesus, que era seu primo, aparece para ser batizado por ele. João se admira com isso, porque conhecia muito bem Jesus, então ele se nega a batizá-Lo. João O batiza, e quando Jesus sai das águas e se põe às margens do Rio Jordão, o céu se manifesta e o Pai fala com voz audível e João O ouve perfeitamente. O Espírito Santo se põe sobre Jesus na forma de pomba. Ali se encontravam os dois, e Jesus quis ser batizado em sinal de penitência e, naquele momento, no Espírito Santo, fica cheio do Espírito para iniciar a Sua missão.

Meus irmãos, João Batista preparou a primeira vinda de Jesus, até mesmo deu a vida pelo Senhor Jesus, porque, pouco depois, Herodes manda que ele seja decapitado, quando Herodíades, influenciada pela mãe, pede a cabeça dele [João].

João deu a vida para preparar a vinda de Jesus, a missão de Jesus. E nós somos chamados a preparar a segunda e definitiva vinda de Jesus, quando Ele virá com glória e poder. A própria Palavra de Deus narra o que vai acontecer, porque não precisamos ter medo de Deus, aqueles que estiverem vivendo no tempo da vinda de Jesus, estes, sim, padecerão! O Salmo de hoje: 'O céu se rejubile e exulte toda a terra'. Ele vem para julgar a terra inteira, julgar é dar em primeiro lugar o prêmio aos bons, e o castigo aos maus. Governará este mundo com a verdadeira justiça, dando aos bons o prêmio, embora seja obrigado a dar aos maus o seu prêmio também!

Por isso, devemos andar no caminho do Senhor, devemos ser firmes, constantemente lutando para conseguir essa graça. Ele virá sem que nós esperemos, nós precisamos estar preparados, viver cada dia como se o Senhor viesse hoje! Não é apenas uma hipótese, porque Ele pode vir hoje!

Vivamos longe do pecado, afastados de toda maldade, de toda corrupção, pois a vinda de Jesus é imprevisível! O Senhor quis que a Sua vida fosse imprevisível! Porque eles esperavam a vinda iminente de Jesus, a humanidade e os cristãos amoleceram e vivem em um perpétuo "mais ou menos". Ele quer que sejamos quentes em nossa fé e fervorosos! Não podemos deixar os nossos se perderem, a morte esta aí para todos nós, os idosos, os jovens… Temos que nos liderar, temos que, principalmente, orar por nossos filhos que precisam voltar para Deus. Hoje o Senhor está mais perto do que ontem! Nós precisamos preparar a vinda do Senhor, anunciar sem medo a Sua vinda.

O importante é morrer em Cristo! Uma força nos puxará para o alto e, assim, estaremos para sempre com o Senhor. É a glória daqueles que pertencem ao Senhor! Cada vez mais anunciando a vinda do Senhor, a santidade apressará a vinda do Senhor e Ele virá logo. Esse salmo fala da vinda de Jesus com os povos e com toda a santidade. Essa é a nossa vocação! Falemos, sem medo e sem cessar, da segunda e definitiva vinda de Cristo no meio de nós. Vivamos, a cada dia, a gloriosa vinda de Cristo. Por isso é preciso que nós vivamos essa realidade, que você também anuncie a segunda vinda de Jesus. Porque João preparou a primeira e nós temos que preparar a segunda.  É justo que nós façamos essa graça! Isso não é uma coisa só de São João, é uma coisa especialmente do mundo de hoje.

Irmãos, para o ano de 2014, é preciso nascer de novo, nascer da água e do Espírito Santo para uma vida nova, renovada, cheia de Deus! Uma vida cheia de oração, cheia de entusiasmo, uma vida cheia de entrega, uma vida realmente evangélica. É necessário é nascer de novo!


Monsenhor Jonas Abib


Fundador da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo