Armados para o combate

Padre Roger Luís
Foto: Nara Bessa

"Obrigado, Senhor, porque és maior que tudo que me acontece" – eu quero assumir essa verdade.

Juízes 6,11-16:

Depois veio o anjo do Senhor e sentou-se debaixo do terebinto de Efra, que pertencia a Joás, da família de Abieser. Gedeão, seu filho, estava limpando o trigo no lagar, para escondê-lo dos madianitas. O anjo do Senhor apareceu-lhe e disse-lhe: O Senhor está contigo, valente guerreiro! Gedeão respondeu: Ah, meu senhor, se o Senhor está conosco, por que nos vieram todos esses males? Onde estão aqueles prodígios que nos contaram nossos pais, dizendo: o Senhor fez-nos verdadeiramente sair do Egito? Agora o Senhor abandonou-nos e entregou-nos nas mãos dos madianitas. Então o Senhor, voltando-se para ele: Vai, disse, com essa força que tens e livra Israel dos madianitas. Porventura não sou eu que te envio? Ó Senhor, respondeu Gedeão, com que livrarei eu Israel? Minha família é a última de Manassés, e eu sou o menor na casa de meu pai. O Senhor replicou: Eu estarei contigo e tu derrotarás os madianitas como se fossem um só homem.

Gedeão estava oprimido, com medo porque estava dominado pelos inimigos e muito temeroso, mas o anjo do Senhor aparece a ele e diz: “O Senhor está contigo, valente guerreiro”. Gedeão estava se escondendo e o Senhor lhe proclama essa palavra.

Talvez como Gedeão você também esteja se sentindo fraco diante das realidades que você enfrenta na sua casa, na sua cidade, no seu trabalho; temeroso de enfrentar as realidades, mas o Senhor está lhe dizendo: “Eu estou contigo, valente guerreiro”.

Deus acredita em você, na força que está em você quando você busca por Ele, é uma força espiritual. Nós recebemos sete dons no nosso batismo e três virtudes teologais; nós recebemos uma herança, e esse batismo precisa ser alimentado na Eucaristia.

Talvez estejamos como Gedeão, falando com o Senhor que estamos nas mãos do inimigo. Mas por que esse povo voltou para as mãos do inimigo? Porque era um povo que murmurava contra Deus. O que o diabo mais quer é que você reclame o dia inteiro, mas quando fazemos essa força contrária diante de uma notícia, de uma doença, louvando ao Senhor, satanás fica derrotado.

Coloque sua fé no Senhor. Ele está contigo também nos dias maus"
Foto: Lucilene Silva
+ FOTOS
no flickr

Valente guerreiro, você quer uma arma poderosa para vencer o inimigo? Seja um homem, uma mulher de louvor. É muito fácil louvar quando Deus me dá uma cura, mas quando é algo que não queremos é difícil. Valente guerreiro, você precisa ser um guerreiro do louvor!

O Senhor via a potencialidade da fé de Gedeão, ele assumiu a posição de valente guerreiro e nós precisamos também tomar posse dessa graça. É Deus quem vence nossas batalhas.
Nós que estamos em combate espiritual, precisamos ficar atentos ao combate. Você não pode "baixar a guarda" espiritual, se você "baixar a guarda" você vai perder uma batalha. Deus não o fez para perder a guerra contra o inimigo, Ele o fez para experimentar a vitória, a graça d’Ele. Se eu não oro, eu morro, eu perco a batalha. Se não nos deixarmos levar pelo Espírito Santo cairemos de novo em pecado. É impossível que caia em pecado o homem que reza, diz a Santa Igreja.

Nós somos os valentes guerreiros de Deus, mas se não tivermos intimidade com nosso “General” nós iremos perder a batalha, mas Deus não te fez para perder, mas é Ele vencedor em você.

Você precisa entender que Jesus já venceu o maligno, mesmo que você esteja vivendo uma batalha, é preciso assumir que somos salvos e que nosso Deus é vitorioso.

Levante a sua espada – a Palavra de Deus – é com ela que você vencerá. Se um guerreiro sai sem sua espada ele corre risco de perder a batalha, por isso tenha a Palavra de Deus em suas mãos todos os dias.

Transcrição e adaptação: Willieny Isaias

 


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO TELEFONE
(12) 3186-2600

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo