As muralhas caem pela força da Cruz

Padre Donizete
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN

A quebra de qualquer muralha em nossa vida só acontece através da graça de Deus, o pecado que é a maior muralha da nossa vida, foi quebrado pelo maior Dom do Pai, que é Jesus Cristo, nos não somos mais escravos, por que por Jesus tivemos acesso ao Pai.

“De fato, ele é a nossa paz: de dois povos fez um só povo, em sua carne derrubando o muro da inimizade que os separava e abolindo a Lei com seus mandamentos e exigências. Ele quis, assim, dos dois povos formar em si mesmo um só homem novo, estabelecendo a paze reconciliando os dois com Deus, em um só corpo, mediante a cruz, na qual matou a inimizade.”(Ef 2,14-16)

A sociedade moderna deixou a Cruz de lado, muitos cristãos também tiraram de seus discursos a Cruz de Cristo, hoje nos precisamos entender que depois do evento Jesus Cristo, a concepção de Cruz para nós é outro. A Cruz é sinal para nós de salvação, se você tirar Cristo da Cruz, ela se torna apenas um instrumento de castigo e não mais o sinal da nossa salvação. Não unir seus sofrimentos a Cruz de Cristo, é sofrer sem sentido.

O nosso olhar hoje é para a Cruz, que parece um escândalo, um aparente fracasso, uma derrota, mas não podemos nos esquecer que depois da Cruz houve a ressurreição. Tenho certeza de que muitos que viveram situações dolorosas se perguntaram: porque comigo? porque estou vivendo isso? mas você não pode ficar parado nisto, na situação dolorosa. Se você ficar com o olhar na situação você vai colher muitas coisa ruins.

Tire seus olhos da situação e coloque seu olhar em Jesus Cristo, que é a manifestação do amor do Pai, é mediante a Cruz de Cristo que temos a redenção de todas as realidades da nossa vida, se você veio a Canção Nova atrás de uma formula magica, você não vai encontrar, pois aqui nos anunciamos Jesus Cristo crucificado.

Jesus também experimentou o sofrimento. O Pai entregou o que Ele tinha de melhor, seu filho Jesus, e Cristo entregou também o que tinha de melhor: a sua vida
Jesus no getsemani experimentou os nossos pecados, e experimentou profundamente o abandono, você que esta experimentando a dor do abandono, saiba que Jesus conhece a sua dor, pois ele também foi abandonado. Não abandone Jesus se as pessoas te abandonaram, acolha Jesus hoje.

"O grito de Jesus na Cruz, é o nosso grito quando fazemos do pecado um projeto de vida"
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN

No livro de Jó, vemos que este homem em meio a tribulação, ao sofrimento, mesmo perdendo tudo, proclamou: “ Eu sei que meu redentor está vivo”. Então proclame hoje como Jó, pois Deus sabe o que você está vivendo.

O grito de Jesus na Cruz, é o nosso grito quando fazemos do pecado um projeto de vida. Tem gente que sofre por pouca coisa, mas não sofre pelo próprio pecado, não sofre por ter abandonado Deus, tem gente que o coração não chora diante de Deus por ter pecado. Deus está gravando dentro de nos estas palavras para não O abandonarmos.

Josué, no capitulo 6, falou ao seu povo primeiro para escutar; quando chegar o sofrimento na sua porta, não saia como um louco, gritando e se desesperando, mas vá aos pés do Senhor. Em um segundo momento Deus mandou o povo avançar: você não pode ficar parado, precisa amadurecer, aprender a confiar. E terceiro, Josué, mandou o povo clamar.

Transcrição e adaptação:Carlos Eduardo


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO TELEFONE
(12) 3186-2600


Padre Donizete Heleno


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo