As promessas de um coração aberto

Padre Joãozinho
Foto: Robson Siqueira/CN

Neste acampamento do Sagrado Coração de Jesus, somos convidados a meditar as 12 promessas do Coração de Jesus reveladas a Santa Margarida Maria Alacoque que enxergava o Coração de Jesus como o apóstolo João aos pés da cruz, ele via um coração aberto. Este é o acampamento do Coração aberto de Jesus, e para Santa Margarida, deste Coração vinha uma centena de promessas, mas elas se resumem em apenas uma promessa “eu estarei contigo até o fim!”

Neste Corpus Christi, tivemos um evento dos nossos irmãos evangélicos chamado “marcha para Jesus”, enquanto isso, nós católicos marchávamos com Jesus. A grande promessa de Deus é esta, que Ele estaria conosco, e Deus deixou marcada em nós a Sua imagem e semelhança, a imagem do Coração de Jesus que está marcada em nosso coração. Este Coração está aberto e continua se manifestando na medida em que abrimos o nosso coração. Você veio para este acampamento para aprender a abrir o coração. É preciso conhecer a dinâmica do Coração de Jesus para poder abrir o nosso coração. O Coração aberto de Jesus nos ensina a viver de braços abertos, de coração aberto, de mãos abertas, de mente aberta.

Esta dinâmica do Sagrado Coração de Jesus está evidente no Evangelho de João 19, 31ss:

“Os judeus temeram que os corpos ficassem na cruz durante o sábado, porque já era a Preparação e esse sábado era particularmente solene. Rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas e fossem retirados. Vieram os soldados e quebraram as pernas do primeiro e do outro, que com ele foram crucificados. Chegando, porém, a Jesus, como o vissem já morto, não lhe quebraram as pernas, mas um dos soldados abriu-lhe o lado com uma lança e, imediatamente, saiu sangue e água. O que foi testemunha desse fato o atesta (e o seu testemunho é digno de fé, e ele sabe que diz a verdade), a fim de que vós creiais. Assim se cumpriu a Escritura: Nenhum dos seus ossos será quebrado (Ex 12,46). E diz em outra parte a Escritura: Olharão para aquele que transpassaram (Zc 12,10).”

Você que quer conhecer o Coração de Jesus, esta é a porta de entrada. Naquela tarde triste João contemplou o lado aberto do Sagrado Coração de Jesus, e naquele momento, passou em sua cabeça toda a bíblia, séculos de história. Ele olhava para o lado aberto e dizia “meu Deus, tudo se cumpriu”. Ele lembrou do livro do Gênesis, recordou que do lado aberto de Adão Deus tirou Eva, a mulher.

"Nós fomos tirados deste lado que saiu o sangue e água"
Foto: Robson Siqueira / Fotos CN

Os Santos Padres diziam que, assim como de Adão dormindo foi tirado a mulher, do Cristo “dormindo” na Cruz, do seu lado, foi tirado a Igreja, a nova Eva. Nós fomos tirados deste lado que saiu o sangue e água. É como se Jesus dissesse: “não restou nada para mim, dei tudo para e por você” Não bastou Jesus morrer, Ele se esvaziou de tudo, de todo o suor, de todo o sangue. Não é apenas uma cena macabra, como poderia parecer para os olhos fechados de quem não tem fé, mas para aquele que tem fé, deste lado aberto acontece o “gênesis” (nascimento) da Igreja.

Para João, havia a recordação do dia que Moisés bateu na rocha e saiu água. Deus disse “toca neste rochedo com o bastão que vai sair água” e agora, esta água que sai do lado aberto de Cristo, que é o rochedo, jorra Aguá Viva que é o Espírito Santo. O Senhor cumpre a sua promessa, que é o Seu próprio Espírito, e nós, que estamos aqui nos aproximando desta fonte que jorra para avida eterna, também bebemos desta Graça.

"É preciso conhecer a dinâmica do Coração de Jesus para poder abrir o coração"
Foto: Robson Siqueira / Fotos CN

A Graça é o próprio Deus. Quando Ele nos dá a Sua Graça Ele nos dá o Seu Espírito. Precisamos deste Espírito Santo para cumprir o nosso dever de pais, mãe, filho; esta é a primeira promessa do Sagrado Coração de Jesus a Santa Margarida Maria Alacoque: “Darei aos meus devotos as graças necessárias para cumprirem os deveres de seu estado.”

Eu assistia a pregação do padre Paulinho e achava muita graça, eu não conseguiria pregar como ele, eu então achei ele um padre agraciado. A graça que nos confirma no nosso estado de vida é uma corrente de graça. O padre não é uma pedra, ele é gente e a cada dia vai crescendo em nós a graça de Deus. A primeira promessa é “Darei aos meus devotos… (e devoto não é só os que levam a faixa do SCJ no peito ou que escrevem livros e compõem musicas para Ele, devoto significa dedicado) as graças necessárias para cumprirem os deveres de seu estado.”, então, a graça de Deus que vem do SCJ, vem em nós para transformar o nosso coração. Depende do nosso esforço, da nossa dedicação.

Às vezes não ajudamos Deus a nos ajudar. Como nas bodas de Caná que faltou vinho, Maria apontou para Cristo, os servos foram a Ele e Jesus disse “enchei as talhas de água”. Naquele tempo a água de que se refere Jesus era a água da purificação, ou seja, era a água usada para lavar os pés e as mãos antes da refeição. Veja que Jesus dá uma ordem absurda, ou seja, encher as talhas de água quando o problema era a falta de vinho. Às vezes, na nossa vida, as ordens de Deus são absurdas, mas eles cumpriram a ordem de Jesus e contemplaram o milagre. Há uma proporção entre o meu esforço e a graça de Deus, pois sem o meu esforço Deus não realiza o milagre, e sem a Graça de Deus eu sou água. Tem muito padre aguado, tem muito cristão aguado, muito pai e mãe de família aguados. Se você deixou a sua casa hoje e veio aqui rezar, é porque você quer encher as talhas de água e Deus quer te dar uma resposta.

Ma também tem o sangue que representa a eucaristia. Aguá = batismo, sangue = eucaristia. João olha e vê o preludio daquilo que temos na Igreja, pois o batismo me crustifica e a eucaristia me transforma no Seu próprio Corpo.

Transcrição e adaptação: Daniel Machado

::Conheça o blog de Padre Joãozinho


Adquira essa pregação pelo telefone
(12) 3186-2600

 


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo