Assumir o novo nascimento

Esta é a grande verdade, o Pai está amando e o Filho derramando seu Espírito sobre todos nós.

E veja: você viu a beleza deste Evangelho; para mim, o ponto mais alto, que é o início do Evangelho de São João, iniciado no capítulo 1, 1-18, mas o ápice é justamente o versículo 9: “Daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano”. Que ilumina você, meu irmão, e precisa iluminar seu pai, sua mãe, seu avô, sua avó, enfim, todos precisam ser iluminados por essa luz, que é Jesus. Eles precisam conhecer e acolher Jesus, não basta que eles sejam velhinhos "bonzinhos", não! Nós estamos falando de vida eterna, é preciso que acertem a vida com Deus, pois há muitos velhinhos "transviados", viveram uma vida longe de Deus e com muitos erros, por isso precisam voltar porque Jesus é a única luz que, vindo ao mundo, ilumina todo homem. Eles precisam se confessar, Deus não é injusto, pelo contrário, é justo, por isso não entra nada impuro no céu. Jesus, ao morrer na cruz, pelo seu Sangue, pagou as dívidas de seu pai, sua mãe, seu avô, sua avó, mas eles precisam acolhê-Lo. Isso é tão simples porque o coração já está amolecido.

Não é pela nossa bondade que nós nos salvamos, mas é somente em Cristo Jesus que nos salvamos, leve a salvação para os da sua casa. Assim eles poderão encontrar a vida eterna.

Seu filho, sua filha precisam da luz de Jesus, não se angustie, talvez eles nem querem ouvi-lo, mas reze, e seja você de Cristo, viva a vida do Evangelho, não seja um cristão que leva a vida na "barriga", mas ponha essa graça dentro da sua casa, reze e seja um bom cristão.

Marido e mulher precisam fazer a mesma coisa, a mulher rezar pelo marido, mas ela não pode ficar "jogando na cara" dele tudo o que ele fez de errado, porque ele vai continuar ainda mais fechado. Eu sei que é muito duro, mas Jesus diz que devemos amar nossos inimigos, então, ame seu marido a ponto de levá-lo para céu. Você recebeu do Senhor o encargo de levar esse homem para o céu enquanto for viva e ele também tem esse mesmo encargo em relação a você, mulher. É uma responsabilidade que Deus deu a vocês desde que se tornaram uma só carne. 

Deus confiou a você, homem, a salvação da sua esposa; você é marido dela para levá-la para o céu, por isso, você precisa mudar de vida. Se você é bom e sua esposa é ranzinza, alcoólatra, viciada no jogo e tantas outras coisas, se ela é desmiolada por influência das novelas, amigas, faculdade, e você vê que ela está se perdendo, agüenta firme, meu filho! Reze porque – pelo "fermento" que você leva ao seu casamento – você irá levá-la para o céu.

E você, filho, mesmo que você tenha mágoa de seu pai, revolta com sua mãe por coisas acontecidas, Deus confiou a salvação dos seus pais a você. Se for preciso de "guindaste" para resgatar seus pais, ponha o "guindaste" dos joelhos no chão e traga seus pais de volta a Deus. Deixe-se transformar para você ser na sua casa "fermento". Deus lhe deu a responsabilidade de arrastar seus pais para a salvação. Assuma essa responsabilidade!

“Palavra estava no mundo – e o mundo foi feito por meio dela – mas o mundo não quis conhecê-la. Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram. Mas, a todos os que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornar filhos de Deus, isto é, aos que acreditam em seu nome, pois estes não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo” (João 1, 10-12).

Não fique pensando que você é filho de Deus porque é criatura; os passarinhos, as borboletas, os cachorrinhos também são criaturas, mas não filhos de Deus. Mas há muitos que estão entre os passarinhos e cachorrinhos porque são simplesmente criaturas e não se tornaram filhos de Deus, não vivem como filhos de Deus, não assumiram seu batismo. Por isso, a importância do "novo nascimento". Pois o Senhor nos ensina: "Na verdade eu te digo: 'quem não nascer do alto , não pode ver o reino de Deus'" (João 3, 3). Aqueles que são simplesmente criaturas, que levam a vida do jeito do mundo, talvez até acreditem em Deus e vão à igreja algumas vezes, confessaram-se ao se casar, mas estão longe de Deus. Assim não dá, é preciso ficar casa vez mais no caminho do Senhor.

Eu conhecia Jesus com a cabeça, mas não tinha tido um encontro pessoal com Deus. Em julho de 1964, Deus me deu a graça de – antes de minha ordenação sacerdotal – ter um encontro pessoal com Ele.

Ouça: Monsenhor Jonas testemunha seu encontro pessoal com Jesus

A mesma coisa o Senhor tem para você, e quem teve esse encontro lá no passado, mas não tem crescido nesse ser discípulo, sendo discípulo e missionário, se você estava vivendo assim, hoje é dia de retomar seu encontro pessoal com Jesus. Ser discípulo é aprender a cada dia viver como Jesus vive. Hoje é dia de você renovar e retomar isso, e se você ainda não teve esse encontro pessoal com Jesus, hoje, Ele não o está acusando, mas está lhe dando esta chance neste último dia de 2007. Abra-se e acolha esta grande graça de nascer do alto.

Ouça: Padre Roger reza pedindo o encontro pessoal com Jesus aos fiéis

Transcrição: Willieny Isaias
Fotos: Robson Siqueira
Áudio: Elcka Torres


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO NOSSO TELEFONE
(12)3186-2600


Veja também:

:: I Congresso Mundial da Misericórdia em Roma
:: Comunidade.CN – Eu acredito na família
:: A tragédia dos filhos órfãos de pais vivos

Vídeos relacionados:
:: Vídeo: Fabiana Azambuja fala sobre a finalidade do casamento
:: Vídeo: Padre Paulo Ricardo fala sobre a festa da Sagrada Família

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo