Buscar Jesus vencedor da morte

Iniciamos invocando as luzes do Divino Espírito nossa quadragésima quarta Assembléia Geral da CNBB.

Nosso amor para com Nosso Senhor, o Bom Pastor, nossas igrejas particulares nos trazem aqui para estar unidos e reunidos naquele amor que fez Jesus subir à montanha para rezar e passar a noite inteira em oração a Deus, antes de escolher os doze aos quais deu o nome de apóstolos. Eles deveriam continuar a sua missão e pregar e a realizar o evangelho como ele fez.
Pensamos em nós mesmos sucessores dos apóstolos.

Fomos também pensamento de Jesus trocado com o Pai em oração, e nos chamou pelo nome a cada um.
Apóstolo significa enviado, missionários enviados, como testemunhas de Cristo, de sua vida, morte e ressurreição. O próprio Jesus enviou os discípulos em missão, inicialmente às aldeias da Galiléia e depois da ressurreição, ao mundo inteiro.

\”Desceu com eles e parou num lugar plano, onde havia o mesmo grupo de discípulos e imensa multidão de pessoas que tinham vindo para ouvi-Lo e ser curadas de suas doenças\”.

E erguendo os olhos para seus discípulos, Jesus fez o discurso inaugural sobre as bem-aventuranças, que compreende toda a sua doutrina e a prática do seu seguimento.


Aqui vimos para juntos encontrarmos Jesus, caminho, verdade e vida. Para buscarmos Jesus vencedor da morte, para anunciá-Lo sem temor e juntos testemunharmos todo o seu amor por nós.

Queremos rezar muito e escutarmos a voz do Espírito para levar a esperança no único salvador e redentor da humanidade. A juventude estará em nossa preocupação e estudo, como evangeliza-la e torna-la evangelizadora. Tenho certeza de que cada um de nós estará pensando em todo o tempo em nossos padres que incansavelmente nos ajudam na missão de evangelizar e santificar nosso povo.

Penso em nossos fiéis leigos e consagrados que tomam consciência de sua participação pelo batismo do sacerdócio comum de Cristo com tarefas próprias que não pode ser substituídas e omissas.

Penso nos pobres e sofridos sobre os quais deve se empenhar constantemente nosso zelo para ir a seu encontro.

Ouvimos e pensamos no sucessor de Pedro, o Papa Bento XVI que se definiu \”um simples e humilde trabalhador na vinha do Senhor\”. Ele apascenta, instrui e confirma o rebanho dos discípulos de Cristo e nos ajuda a viver nossa própria missão.

Ele nos convoca para nos unir aos bispos latino-americanos na 5ª Conferência em Aparecida no próximo ano e nos convida a sermos discípulos e missionários de Jesus Cristo para que nele nossos povos tenham vida, pois Jesus é o caminho, a verdade e a vida. Deus é amor.
Sob as bênçãos e a proteção da Mãe de Jesus e nossa Mãe, a senhora Aparecida, nos colocamos particularmente em nossa 44ª Assembléia Geral.


Dom Geraldo Majella Agnelo


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo