Combate como cordeiro obedinte

Padre Roger Luis
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

É maravilhoso meus queridos nós tocarmos na divina providência, e percebemos que Deus conduz todas as coisa, providencialmente a liturgia de hoje, nos mostra o caminho que devemos trilhar neste Acampamento; caminho de decisão e de experiência com Deus.

Nesse final de semana, somos convidados a tomar uma decisão pessoal e dizer nosso sim livremente a Deus.

Para que esta experiência aconteça, é preciso que haja uma abertura do nosso coração.

Na primeiro leitura de hoje que está no livro do profeta Ezequiel 18,21-28, gera em nós um interesse para conhecermos a vontade de Deus, e a primeira coisa que iremos nos deparar é com esse Deus que é justo e misericordioso. Que tem o interesse de nos dar o perdão e a Salvação.

A Igreja sabiamente nos ensina que “a salvação da alma esta na decisão do presente” e não do passado, por isso não importa o que você viveu no em seu passado, é importante que você se decida viver hoje com Cristo. Ele vem nos dizer que se nós nos arrependermos iremos experimentar a justiça e a misericórdia de Deus.

O grande desejo do nosso coração é experiementarmos a Salvação que Deus quer nos dar.

A redenção acontece quando, o homem dá liberdade para que ela aconteça em sua vida. Por isso é importantíssimo a abertura do nosso coração para que esta redenção aconteça em nós.

É importante você saber que o mal só pode agir no mundo se o homem da liberdade ao mal. Assim como o injusto pode passar a ser justo, depende da sua abertura de coração e o justo pode fechar o seu coração e começar a praticar toda espécie de injustiça.

Deus tem o desejo de que nós tenhamos a coragem de mudar de vida, de renunciarmos as trevas e a coragem de quebrar todos vínculos com o mal.

Quanto mais se aproxima a vinda de Jesus, mais a batalha irá se intensificar, mais dificuldades iremos enfrentar, para que se cumpra o que Jesus disse no Evangelho: “Eu vos envio como ovelhas no meio de lobos”.

Santo Ambrósio nos diz: “sempre que formos cordeiros venceremos, ainda que estivermos cercados por muitos lobos venceremos, mas se nos tormarmos lobos seremos derrotados, pois não iremos contar com a ajuda do Pastor.”

Nesse final de semana, somos convidados a tomar uma decisão pessoal e dizer nosso sim livremente a Deus.

Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

Veja mais fotos em nossa página no Facebook e/ou no  Flickr

 

O cordeiro se deixa guiar pelo Pastor como diz o Salmo 23: “O SENHOR é o meu pastor, nada me falta. Ele me faz descansar em verdes prados, a águas tranqüilas me conduz. Restaura minhas forças, guia-me pelo caminho certo, por amor do seu nome. Se eu tiver de andar por vale escuro, não temerei mal nenhum, pois comigo estás. O teu bastão e teu cajado me dão segurança. Diante de mim preparas uma mesa aos olhos de meus inimigos; unges com óleo minha cabeça, meu cálice transborda. Felicidade e graça vão me acompanhar todos os dias da minha vida e vou morar na casa do Senhor por muitíssimos anos.

E você vai querer ser lobo ou cordeiro, esta é adecisão radical que irá definir a sua salvação.

Por isso que Jesus afirma no evangelho de hoje que a nossa justiça precisa ser maior que a dos fariseus, pois eles se gabavam de viverem como justos, mas o seu coração só julgava os outro querendo acusar e detruir os mais pobres.

Quando nós nos decidemos a continuarmos sendo cordeiros, frágeis dependentes do Pastor, mesmo em meio aos lobos, não podemos permitir nos influenciar, nos contagiar a sermos lobos.

Deus quer que você continue sendo cordeiro.

Deus te trouxe aqui para desperta a sua consciência, para que você seja um cristão autêntico.

Sua vocação é a Cruz de Cristo, Cristo não venceu com armas, e sim com a força do amor.

. Se preciso for precisamos dar a nossa vida por aquilo que acreditamos: “Jesus Cristo”.

A decisão é uma atitude pessoal e livre.

E diante da resposta que você der, você deve estar preparado para enfrentar as consequências dessa decisão. No livro do Deutreonômio 30,15-20 diz o seguinte: “Vê que eu hoje te proponho a vida e a felicidade, a morte e a desgraça. Se obedeceres aos preceitos do SENHOR teu Deus, que hoje te prescrevo, amando ao SENHOR teu Deus, seguindo seus caminhos e guardando seus mandamentos, suas leis e seus decretos, viverás e te multiplicarás, e o SENHOR teu Deus te abençoará na terra em que vais entrar para possuí-la. Se, porém, o teu coração se desviar e não quiseres escutar, se te deixares arrastar para adorar e prestar culto a outros deuses, eu vos declaro hoje que certamente perecereis. Não vivereis muito tempo sobre a terra onde ides entrar, depois de atravessar o rio Jordão, para ocupá-la.Cito hoje o céu e a terra como testemunhas contra vós, de que vos propus a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e teus descendentes, amando ao SENHOR teu Deus, obedecendo à sua voz e apegando-te a ele — pois ele é tua vida e prolonga os teus dias —, a fim de que habites na terra que o SENHOR jurou dar a teus pais, Abraão, Isaac e Jacó”.

Sua vocação é a Cruz de Cristo, Cristo não venceu com armas, e sim com a força do amor. Roger Luis
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

Veja mais fotos em nossa página no Facebook e/ou no  Flickr

 

Da mesma forma Deus coloca em nossas mãos esta decisão, que a nossa resposta seja sempre sim, que a nossa decisão seja pela vontade de Deus.

Precisamos ter consciência que temos que existe e temos que enfrentar um combate espiritual: “o demônio continua vivo e atuante neste mundo”, como afirma o Papa Bento XVI, para fazer com que os filhos de Deus se tornem lobos, para afastá-los do caminho do bem.

Ele que nos levra ao esfriamento da nossa fé, Ele quer esvaziar o nosso coração, mas não desanime não por que é Jesus mesmo é que nos promete em Marcos 13,13 ”Mas aquele que perseverar até o fim será Salvo”

Por isso sempre precisamos rezar a oração que Jesus mesmo nos ensinou, e que o final dela diz: “…livrai-nos do mal.”

Somente quem ama é capaz de perdoar, reconhecer dar o primeiro passo para perdoar quem o feriu.

A falta de perdão é a grande brecha para que demônio se utiliza para entrar na vida do ser humano. Por isso no evangelho de hoje que está em São Marcos5,23-26 diz o seguinte: “Portanto, quando tu estiveres levando a tua oferta para o altar, e ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa a tua oferta ali diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão. Só então vai apresentar a tua oferta.” Se não conseguimos ter comunhão com que está do nosso lado, imagine se termos com Deus. Por isso se deixe conduzir pelo Bom Partor, não tenha medo de decidir e seguir corajosamente os Seus passos.

Transcrição e Adaptação: Mariana Lazarin Gabriel

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo