Combatividade profética

Reinaldo Beserra
Foto: Robson Siqueira/CN

Irmãos e irmãs nós somos um povo vocacionado por Deus nestes tempos da Igreja para cumprir uma tarefa especifica dentro de um grande contexto da evangelização no mundo. A Renovação Carismática Católica não é um acidente na Igreja e nem resultado de um planejamento humano, ela é uma estratégia de Deus para a colaboração da Igreja na importância em buscarmos um relacionamento pessoal com Espírito Santo.

Assim como a Salvação é para todos, e sabemos que nem todos se abrem a Salvação, assim acontece com a Renovação Carismática Católica. O que estamos vendo é o cumprimento da promessa e sabemos que nem todos se abriram a esta graça ainda. Lamentavelmente um grande número de pessoas continuam na caminhada como se não tivessem recebido o Espírito Santo, ou seja, não é automático eu receber o Espírito Santo e agir segundo uma pessoa do Espírito, uma pessoa carismática, preciso buscar agir como pessoa do Espírito.

Não basta dizer: “eu já sou batizado”, “eu já tenho o Espírito Santo”. Se nós O temos e Ele nos tem, se Ele é nosso e nós somos D'Ele, precisamos mudar um pouco a marcha da nossa atividade carismática, nós sabemos da importância do Espírito Santo, a Igreja tem nos recordado desta experiência. O Papa Paulo VI explica que a evangelização se dá pelas pessoas que se abrem e se deixam conduzir pelo Espírito Santo.

Nós precisamos do Espírito para reconhecer Deus como “Abba”, são muitos os propósitos que levaram Deus a nos dar seu Espírito Santo, um dos propósitos é sermos testemunhas de Jesus Cristo. Se Deus retirasse de nosso meio hoje o Espírito Santo, 95% do que nós fazemos continuaria a ser feito, pois ainda não depositamos nossa confiança na ação do Espírito Santo. Vejam se o que fazemos é pelo que o Espírito Santo nos ordena. Quais as motivações que estão por trás das nossas atividades religiosas, carismáticas, eclesiais?

Nós não precisamos da ação do Espírito Santo em uma série de coisas, por exemplo, para edificar uma catedral, para decidir a cor do hábito de uma religiosa, mas nós não conseguimos levar a transformação ao outro, não conseguimos formar o homem novo, sem que seja pelo auxílio do Espírito Santo. Nós até rezamos, cantamos para o Espírito Santo, mas ainda não o escutamos, não nos deixamos mover pelo Espírito Santo, ainda acreditamos mais em nossas capacidades.

É de se esperar que cada um de nós se decida por se deixar conduzir pelo Espírito Santo. Neste tempo todo de Renovação é preciso perguntar, o que fazemos tem feito com que pessoas despertem na fé? As pessoas tem buscado a Palavra de Deus? O diabo zomba dos nossos planejamentos, mas treme quando nós nos ajoelhamos e nos colocamos a escuta do Espírito Santo.

Muitas vezes nos temos a tentação de embarcar numa teologia de prosperidade e estamos dando margem a uma idolatria carismática, onde não amamos a Deus pelo que é, mas pelo que faz por nós, onde nós buscamos mais os dons, os benefícios do que ao próprio Deus que nos dá tudo isso quando quer, estamos ensinando as pessoas a buscarem um Deus utilitarista, estamos dizendo que as pessoas sempre serão curadas, sempre serão libertas e criamos uma geração de decepcionados, pois nem tudo o que esperamos de Deus vai acontecer.

Muitos ainda querem voltar ao passado, falando de tempos atrás, onde acontecia isso e aquilo e achamos que a Renovação perdeu a capacidade de entusiasmar as pessoas e certa vez falávamos de um regime de iniciação, onde Deus nos concede a graça para experimentarmos e após isso é necessário que façamos uma opção por Ele e Ele espera atingirmos uma maturidade que nos faça permanecer com Ele quando tudo isso passar, Deus espera que O louvemos também na diversidade.

"Deus espera que O louvemos também na diversidade", diz Reinaldo Beserra
Foto: Robson Siqueira/CN

Meus irmãos e minhas irmãs o mundo neste momento da história passa por uma séria transformação que comporta o relativismo religioso como nunca se viu na história e a Igreja começa entrar numa fase de real perseguição e martírio. Pessoas dizem que ter ou não ter fé é uma questão de fórum intimo, ter fé como você tem, não pode ser um luxo que nos leve a desenvolver uma religiosidade intimista que me satisfaz e o resto do mundo que se vire, nós precisamos ser fiéis a vocação que Deus nos fez ao nos dar seu Espírito Santo, precisamos corresponder com o nosso apostolado a esta grande graça de nossos tempos, onde fazemos parte desta grande obra da Igreja onde Ele nos concedeu a experiência com o Espírito Santo.

Não são todas as pessoas que experimentam o que você experimenta do Espírito Santo, nós precisamos nos empenhar como soldados, nós precisamos partir para a combatividade profética, nós somos convidados pelo Senhor a colocar a nossa vida a disposição do Espírito Santo e se não temos a disposição é porque temos dado de nós mesmos e não contamos com a graça do Espírito Santo. Nós que tivemos uma experiência do batismo do Espírito Santo temos que tomar consciência de que esta efusão precisa ser permanente.

Paulo dizia aos cristãos, “Enchei-vos do Espírito Santo”, se não temos força como soldados que se dispõe a esta combatividade profética é porque nós ainda não conseguimos nos entregar inteiros nas mãos do Espírito Santo. No livro de Joel, vai nos falar do derramamento do Espírito Santo, aquela passagem que todos nós conhecemos e mais a frente vai nos dizer que precisamos proclamar que somos guerreiros, Deus espera que seus computadores se transformem em espadas, que você se torne um guerreiro em combatividade profética. Toda nossa missão, toda obra de renovação, não poderá realizar-se senão no Espírito Santo, com ajuda das suas luzes e do seu poder.

" Nós precisamos partir para a combatividade profética…", diz Reinaldo Beserra
Foto: Robson Siqueira/CN

Deus espera maturidade na nossa fé, através de nos deixarmos guiar pela luz e pelo poder do Espírito, não é dar um colorido do Espírito Santo nos nossos programas, seminários e outras coisas, mas fazendo de fato as obras contando com o Espírito Santo. Eu preciso me colocar a disposição do poder do Espírito Santo.

O mundo tem necessidade de renovação e o Espírito Santo é que pode fazer isso, por isso a Igreja precisa da efusão do Espírito Santo de Deus. O que você já tem do Espírito Santo já é o suficiente ou tem mais lugar para o Espírito Santo em sua vida? Você acredita que ainda tem espaço para o Espírito Santo em sua vida? Nós precisamos aprender a buscar a plenitude do Espírito e dar aos que tem sede de Deus este mesmo Espírito e a grande chave para isso é a permanente busca do Espírito Santo.

Houve um tempo que o Espírito Santo foi derramado sobre alguns, mas hoje a promessa é para todos nós! Que espaço em sua vida você esta oferecendo ao Espírito Santo hoje?

 

Transcrição e adaptação: Flávio Pinheiro

 


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:

(12) 3186 2600

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo