Como entrar no Reino dos céus

Professor Felipe Aquino
Foto: Clarissa Amaral

O que fazer para aguardar a vinda de Jesus? Não sabemos quando isso acontecerá, mas acontecerá um dia, pois é dogma da fé.

Jesus veio inaugurar o Reino de Deus na terra, quando Ele começa a pregar o Evangelho diz: “Chegou o reino de Deus, convertei e fazei penitência”. E “Chegou a hora, entrai no Reino de Deus”, e é esse Reino que o Senhor veio inaugurar. Cristo revela que o Reino de Deus está presente com muitos milagres, Ele dizia que é pelo dedo de Deus que expulsava os demônios, o que significa que chegou o Reino de Deus, pois neste o Senhor age.

E Jesus instaura o Reino de Deus no meio de nós, reino de amor, de paz. Primeiramente, Ele institui a Igreja por intermédio dos apóstolos, que levam a Boa Nova ao mundo inteiro. A Igreja é a semente do Reino de Deus.

Esse Reino começa com a Igreja. Não pode existir Reino de Deus sem a Igreja, pois não pode existir uma árvore sem sua semente. A Igreja não é algo mais ou menos importante, ela é fundamental. Sem Igreja não existe Reino de Deus!

"Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus" (Jo 3,5). Pelo batismo morremos para o pecado e entramos no Reino de Deus, a partir da entrada na Igreja. O batismo nos insere na Igreja. Sem o batismo ninguém pode confessar, comungar, pois ainda não é membro da Igreja. É sacramento universal da salvação. Sem Igreja não há sacramento. O próprio Jesus a [Igreja] institui.

Jesus confiou o Reino de Deus aos apóstolos para a Boa Nova ser levada ao mundo inteiro; estes [apóstolos] hoje são os nossos bispos. Jesus disse para Pedro, quando o escolheu para ser a cabeça da Igreja: "Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus" (Mt 16,19). Por isso o Papa não erra, pois Deus não erra. Quando o Papa fala de costumes, doutrinas, ele não pode errar. A Igreja não é uma democracia. Porque a Igreja não nasceu do povo, ela veio do céu, as nações nasceram do povo, por isso podem ser uma democracia. Cristo trouxe a Igreja do céu, e disse a Pedro: "Sobre ti eu edificarei a minha Igreja". O Pai enviou o Filho, o Filho enviou a Igreja.

Quando Jesus ressuscitou (Jo 20,22), quando Ele instituiu o sacramento da confissão, Ele estava ansioso para distribuir Seu perdão, que tinha alcançado pela Sua Morte na cruz. Por isso “Soprou sobre eles o Espírito Santo”, pois todo sacramento é ministrado pelo poder do Espírito Santo. “Assim como o Pai me enviou eu envio a vós”.

Peregrinos participam atentamente da pregação do professor Felipe Aquino
Foto: Clarissa Amaral

O Reino de Deus acontece pela Igreja, “Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou”.(Lc 10,16). Quem não obedece a Igreja, não obedece o Cristo, não obedece o Pai. Pois a Igreja é o corpo de Cristo, a Igreja e cristo não são realidades distintas.

Quando Jesus começou a pregar Ele falou muito do Reino de Deus. “não vos preocupeis com a vossa vida, com o que havereis de comer ou beber; nem com o vosso corpo, com o que havereis de vestir.”(Mt 6,25) “Pelo contrário, buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo.” (Mt 6,33) Muitas vezes pensamos será que vale a pena trabalhar por esse reino de Deus, ser chamado de beato, carola? Jesus diz: vale, eu vou te dar 100 vezes mais nesta vida e no futuro a vida eterna.(Mc10). Eu mesmo sou um exemplo, eu nunca imaginei que eu viajaria tanto, e hoje conheço os 5 continentes, claro que não viajo para me deleitar, vou a serviço de Deus, mas nunca paguei um hotel, um almoço. Quando você entrega o seu coração Deus faz. Viva conforme a vontade de Deus. Buscar o Reino de Deus não é você deixar sua casa e sair pregando o evangelho, viver o reino de Deus é viver como Jesus ensinou.

Jesus deixou uma constituição do Reino de Deus em Mateus 5,6 e 7. Esses capítulos são como uma síntese do Evangelho, ali está o que precisamos viver para viver no Reino de Deus. O primeiro versículo, Jesus começa dizendo “Bem aventurado (Feliz), os pobres de Espírito pois é dele o Reino dos Céus”, aquele que não é orgulhoso, não é prepotente, sabe que não é nada e Deus é tudo. Esse é o pobre de Espírito. Aquele que se curva diante de Deus.

Nós não existíamos, não éramos e Deus nos fez existir e apenas um toque, Deus pode nos fazer deixar de existir. São Paulo viu Cristo face a face, fazia milagres, e dizia que ele trazia tesouro em vaso de barro. E se indagava, por que Deus não colocava em aço inox? Mas para que não tenhamos dúvidas que é Ele que faz o milagres.

Se você recebeu tudo de Deus, por que você é arrogante, prepotente? Existe 7 pecados capitais, e a Igreja diz para ter cuidado com esses 7, pois dele geram muitos outros. Soberba, ganância, luxúria, preguiça, gula, ira e inveja.

Jesus coloca como porta para o Reino de Deus, a humildade. E Ele explica isso nos dizendo que temos que ser como crianças, pois é delas o Reino dos Céus, pois elas são humildes, não se acham melhor que os outros. A criança chega num ambiente, ela não conhece ninguém, não importa se é pobre ou rico, preto ou branco, ela começa a brincar com todo mundo.

A criança não se preocupa se amanhã vai ter almoço, ela preocupa com o hoje. Não é como nós que preocupamos com o amanhã. As crianças nos ensinam muito, a sua pureza, elas não tem o fogo sexual, ela é pura, casta. A criança tem seus defeitos pelo pecado original, ela morde a outra, quando pega seu brinquedo, mas ela tem muito a nos ensinar.

'Jesus coloca como porta para o Reino de Deus, a humildade'
Foto: Clarissa Amaral


Nós somos orgulhosos e precisamos pedir muito a Jesus, com a intercessão da Virgem Maria e de São José, a graça da humildade
. Lúcifer se perdeu por causa do seu orgulho, ele viu como era belo e quis ser como Deus. Então ele voltou ao seu nada, pois ele rompeu com a fonte que lhe dava toda a beleza. O demônio não tentou Eva pela sexualidade, ele a tentou pela soberba, dizendo-lhe que, quando comesse da fruta, ela se tornaria como Deus, e Eva comeu e contou a Adão e este, bobo, também comeu. E o pecado entrou na humanidade por meio da soberba, por isso Jesus e Maria venceram o pecado pela humildade.

A Santíssima Virgem Maria disse em seu Magnificat: “Ele olhou para a humildade de sua serva”, Deus a escolheu, pois ela era a mais humilde das mulheres. Por que Jesus chegou à cruz? Ele, sendo Deus, não se orgulhou de ser Deus, mas se rebaixou, se fazendo homem. Deus se fazer homem é uma coisa humilhante, pois Ele se limita. Assim como não aceitaríamos se nos propusessem que nos tornássemos uma formiga. Jesus aceitou a se sujeitar ao tempo, à fome. Aceitou ser escravo e a morte, morte de cruz por obediência. Cristo sofreu tudo isso porque Ele precisava quebrar a soberba de Adão.

A porta da entrada no céu é a humildade. Não podemos ser soberbos, pois a nossa vitória não está nela; está na nossa fraqueza, pois é a na nossa fraqueza que podemos sentir o poder de Deus. Jesus nasceu numa gruta fria, pois não teve berço para nascer, Ele não tinha onde reclinar a cabeça, não teve nada d'Ele, tudo o que usou foi emprestado, quando entrou em Jerusalém pediu até mesmo um jumento emprestado. A única coisa que não foi emprestada e que, de fato, era d'Ele, era a cruz. Pois Ele sabia que era na cruz que nos libertaria do pecado e nos tiraria de toda soberba.

E no versículo 24, no capítulo 7, de Mateus está escrito: “Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática é como um homem sensato, que construiu sua casa sobre a rocha”. Aquele que ouviu ao sermão da montanha é semelhante ao homem que construiu a sua casa na rocha. E Jesus termina com uma frase muito triste: “Vai ser grande sua ruína”, pois existe muita gente com a vida arruinada, pois não acreditou em Deus, não construiu sua casa na rocha e pôs sua confiança em falsas doutrinas.

"Buscai primeiro o Reino de Deus e sua justiça" (Mateus, 6, 33). Viva de acordo com o Evangelho, não tenha medo de pautar sua vida em cima do sermão da montanha (Mateus 5,6 e 7). Aqui há um homem que fez isto: monsenhor Jonas Abib, um homem que, quando conheci há 40 anos, não tinha nenhuma máquina de escrever e, um dia, eu entrei na sua sala e ele estava com uma máquina de escrever e eu disse: "Padre, você comprou um máquina de escrever?!" E ele disse: "Sim, porque eu preciso dela para dar aula. Eu não tenho dinheiro, mas Deus vai pagá-la". E Deus pagou a máquina e esse Centro de Evangelização, que é o maior espaço aberto da América Latina!

Transcrição: Regiane Calixto

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo