Como mártires no coração de Deus

Padre Ivan Paixão
Foto: Natalino Ueda

No dia em que a Igreja comemora o martírio de São Brás, o tema desse acampamento vem ao encontro daquilo que foi o desejo do coração de todos os mártires: “procuro-O de coração”. Os mártires buscaram a Deus até o fim de sua vida.

A resposta daqueles que procuraram por Deus e fizeram a experiência de cultivar o Seu amor continuamente, transformou a vida deles para viverem os anseios e os sonhos do Senhor em suas vidas.

O Pitter, missionário da Canção Nova, compôs uma música que se chama "Sou de Deus" que está no CD do Ministério Amor e Adoração que diz assim:

Desde sempre Deus pensou
E no ventre consagrou
Esse simples pecador.
Pelo nome me chamou
Para o mundo então eu vim
Demorei, mas descobri
Que aqui é meu lugar.
Eu nasci para me doar
Nada, nada, me fará voltar atrás
Nada, nada, pode desfazer o que Deus faz
Sou de Deus e já não me pertenço mais

Hoje, eu e você somos convidados a cantar: “Sou de Deus e já não me pertenço mais”. Talvez, o Senhor tenha entrado em sua vida, em sua história e mudado o curso dos seus sonhos. Assuma a fé dos mártires e da Igreja; assuma a sua pertença inteiramente a Deus.

No Evangelho de hoje, Herodes ouve falar de João Batista e de Jesus, mas, ao contrário dos mártires, ele não sabe quem é Jesus. Somente é capaz de dar a vida por Jesus, conhece-O verdadeiramente e faz uma experiência pessoal com Ele.

Sabemos que vivenciar o martírio é nascer para a eternidade. Você está nascendo para a eternidade ao decidir-se por Jesus Cristo.

Nós precisamos olhar para esse Deus que nos chama ao compromisso, porque São Brás, a caminho do seu martírio, viu uma mãe com seu filhinho engasgado com uma espinha de peixe na garganta. O santo parou, fez uma oração e e sanou o problema daquela criança. Depois, seguiu para seu martírio.

Veja a consciência que nós precisamos ter. Mesmo passando pelas dificuldades, precisamos olhar para as pessoas que estão ao nosso redor. Em suas dificuldades, qual é a resposta que você tem dado a esse Deus de amor?

"Sabemos que vivenciar o martírio é nascer para eternidade", exorta Padre Ivan Paixão
Foto: Natalino Ueda

 

Veja mais fotos no Flickr

Veja mais fotos no FaceBook

 

Onde está o seu sentido de amor e de comprometimento com Deus? O tema "… de coração te procuro” (Sl 119,10), nos remete aos mártires que buscava escutar a voz de Deus de todo coração e, assim nós também precisamos fazer essa mesma experiência.

A primeira leitura nos diz que Davi soube vivenciar a misericórdia de Deus. Ele a cultivou em sua vida e fez dela uma oração: "Em todas as suas obras dava graças ao Santo Altíssimo, com palavras de louvor; de todo coração louvava o Senhor, mostrando que amava seu Criador. Diante do altar, colocou cantores que deviam acompanhar suavemente as melodias. Deu grande esplendor às festas e ordenou com perfeição as solenidades até o fim do ano. Fez com que louvassem o santo nome do Senhor, enchendo o santuário de harmonia desde a aurora. O Senhor lhe perdoou os pecados e exaltou para sempre o seu poder; concedeu-lhe a aliança real e um trono glorioso em Israel" (Eclesiástico 47,9-13).

Davi entendeu que tudo o que fizesse precisava ser elevado em louvar a Deus e se sobressaia entre os israelitas.

Você precisa sobressair-se diante dos seus juntos com seus irmãos. Quantos, no mundo, precisam ver o seu testemunho para poderem se aproximar da Igreja! Por isso precisamos nos comprometer com Deus como disse esta música: “Nada, nada me fará voltar atrás. Nada, nada pode desfazer o que Deus faz. Sou de Deus e já não me pertenço mais".

Os mártires na Igreja descobriram que, na vivência dos sacramentos, a oração é a maior potência do céu e na terra.

Jovens Sarados, vocês precisam vivenciar os sacramentos da Igreja, pois eles são um antídoto contra o desânimo que bate em nosso interior. É na Eucaristia que vocês recebem o corpo de Cristo; e quando O recebem, as trevas se dissipam.

Você precisa sobressair-se neste mundo; as sua atitudes precisam proclamar Jesus Cristo assim como os mártires o fizeram, porque estes descobriram que, por meio da intimidade com Deus, aprendemos a disciplinar e dominar a nossa vida.
Somente quem toma consciência de quem é Jesus aprende a reconciliar-se com o irmão e a mergulhar sua vida num compromisso com Deus e com o próximo.

 

Transcrição e Adaptação: Mariana Lazarin Gabriel

Confira um trecho da homilia:


Adquira esta pregação pelo telefone (12) 3186-2600



Veja mais:


:: "No labirinto, jovens refletem sobre as escolhas feitas na vida'
:: "Sempre tive vontade de ter uma foto de família"
:: Trilha no Acampamento Revolução Jesus

:: Meu pai não é quadrado – pregação da Magda
:: Quero um amor maior- pregação padre Paulo Ricardo

:: Quero pegar, mas Cristo me pegou- pregação Emanuel
:: Modulo "Anazopiren"

 

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade de relacionamento cristã
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Para o seu celular:

:: Canção Nova Mobile
:: CN Chama, a Palavra de Deus no seu celular
:: Iphone

Mais canais na web:

:: meadiciona.com/cancaonova

 


Padre Ivan Paixão


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo