Conheça a alegria verdadeira

Emanuel Stênio
Foto: Wesley Almeida/ Fotos CN
"Em seguida, Jesus foi a uma cidade chamada Naim. Os seus discípulos e uma grande multidão iam com ele. Quando chegou à porta da cidade, coincidiu que levavam um morto para enterrar, um filho único, cuja mãe era viúva. Uma grande multidão da cidade a acompanhava. Ao vê-la, o Senhor encheu-se de compaixão por ela e disse: “Não chores!” Aproximando-se, tocou no caixão, e os que o carregavam pararam. Ele ordenou: “Jovem, eu te digo, levanta-te!” O que estava morto sentou-se e começou a falar. E Jesus o entregou à sua mãe. Todos ficaram tomados de temor e glorificavam a Deus dizendo: “Um grande profeta surgiu entre nós”, e: “Deus veio visitar o seu povo”. Esta notícia se espalhou por toda a Judeia e pela redondeza inteira" (São Lucas 7, 11-17).

Jesus estava na cidade de Cafarnaum com Seus discípulos e com a multidão. O Senhor foi surpreendido por um homem que Lhe pede um milagre: a cura de seu servo. Jesus nos convida para viver a experiência da fé.

O Senhor foi para a cidade de Naim, assim como Ele quer ir à sua casa, a seu bairro, à sua cidade. Ninguém sabia por que Jesus estava indo para aquela cidade. Você sente que o Senhor está longe de você? Creia que Ele o visitará, assim como Ele foi para aquela cidade. Deus tem pressa de visitar as nossas casas.

A multidão ficava maravilhada com as palavras de Cristo e com os milagres d'Ele. Ele curou o servo de um pagão que tinha a fé n'Ele. Você faz parte da multidão que segue Jesus, por isso não volte atrás. Há uma grande multidão que vive na tristeza, na solidão e na depressão. É uma multidão que não conhece a Jesus e que vive em busca dos prazeres.

Nós queremos fazer parte da multidão alegre. Saia do sofrimento! Somos convidados para pular para outro lado da multidão, para a verdadeira alegria. Jesus fez um milagre na vida daquele jovem e, dessa forma, levou uma multidão. O jovem estava morto, assim como se encontra a nossa sociedade. Morta pelo consumismo das drogas, pela violência e por dinheiro. Há mais de 16 milhões de jovens dependentes químicos no mundo.

Aos 12 anos descobri que a violência tem dois caminhos: A polícia e o cemitério. Se os casamentos morrem é porque fazem parte da multidão que o mundo oferece. Os piores venenos não estão nos frascos com o sinal de uma caveira; eles estão mascarados nas coisas boas, pois o demônio quer matar a nossa alma. O maligno não pode atingir a Deus, por isso ele faz de tudo para nos destruir.

"Nós queremos fazer parte da multidão alegre. Saia do sofrimento!"
Foto: Wesley Almeida/ Fotos CN

Imagine a dor desta mulher viúva que perdeu o seu filho. Quantas mães estão viúvas de maridos vivos ou falecidos? Mães que perderam os filhos para o tráfico, para uma sexualidade desregrada. Deus diz a você: "Não chore, não se desespere, mas confie". O Senhor se compadeceu daquela mãe que se sentia só na dor de ver o filho perdido. Nenhuma oração fica sem ser ouvida pelo Senhor. Confie que para Deus há solução para tudo. Jesus Cristo tem compaixão de nós; Ele está com você, na sua dor.

Muitos jovens estão inseridos no caixote da morte pelo culto à moda, a qual não valoriza a pessoa, mas deixa nela a sensação da inferioridade, caso ela não siga as tendências. Já não nos escandalizamos com os meios de comunicação que confundem a liberdade com a libertinagem. O salário do pecado é a morte espiritual e física.

Há músicas que desrespeitam o homem e a mulher. A nossa geração tem sido alimentada com músicas profanas, depravadas. Somos encaixotados pelo inimigo de Deus por meio de músicas, das drogas e do desrespeito à figura humana. Mas, graças a Deus, o Senhor vem em nosso auxílio, tocando no “caixote”, pois o inimigo de Deus tem calado a juventude no caixote.

Está na hora de se sentar no problema que o prende. Brinque com o seu problema, reflita sobre ele, ganhe força e ultrapasse-o. Precisamos ser imagem e semelhança de Deus. Alimentados, somos chamados por Deus a levantarmos uma geração PHN, que busca o Senhor. É possível viver a castidade, ter uma vida sóbria e sem ter amigos que o levem para o pecado.

Deixe que o Espírito Santo conduza o seu dia e pergunte a Ele: "O que vamos fazer hoje?" A cada dia basta o seu mal, vença as tentações. Para alcançar a cura, busque auxílio no sacramento da confissão, na Eucaristia, no clamor da nossa Mãe e na oração e no jejum.

"Saia do vício, espalhe a Boa Notícia que Jesus ressuscitou e que Ele nos curou"
Foto: Wesley Almeida/ Fotos CN

Se você for curado, seja também aquele que busca a salvação. Diga: "Senhor, eu quero seguir o seu caminho". Os dez leprosos receberam a cura, mas somente um se salvou. Seja um bom filho, volte para a casa de Deus e ame a sua família. Seja o canal da graça na sua casa.

Saia do vício, espalhe a Boa Notícia que Jesus ressuscitou e que Ele nos curou. O milagre de Deus se dá, justamente, quando não conseguimos com as nossas forças. Deus não interfere em nossas vidas, mas intervém nelas. Conquistar é mais valioso que receber, por isso clame ao Senhor.

Transcrição e adaptação: Thaís Capucho


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO TELEFONE
(12) 3186-2600

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade cristã de relacionamento
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Para o seu celular:

:: Canção Nova Mobile
:: CN Chama, a Palavra de Deus no seu celular
:: Iphone

Mais canais na web:

:: meadiciona.com/cancaonova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo