Criados para amar

Fernanda Soares
Foto: Fotos CN/ Wesley Almeida

Enquanto alguns jovens já estão no Aprofundamento “Revolução Jesus”, outros estão no Rincão do meu Senhor para se alimentarem da Palavra de Deus.

Eu o convido a repetir comigo: “Deus, eu quero um Amor Maior! Estou cansado de falsos amores. Eu fui criado para amar!”

Quem deseja, do mais profundo do coração, este encontro com o Amor Maior? Saiba que Deus leva muito a sério suas escolhas. Todo ser humano é criado para amar.

Para começar, faço-lhes a seguinte pergunta: "Se fomos criados para amar, então quem nos criou?" A nossa resposta é rápida: Deus.

A pergunta agora é: “Quem é Deus?”. Na Palavra, em 1 João 4,8 está escrito que “Deus é amor”. E esse Deus nos criou por um amor desinteressado. Ele criou a mim e a você para amar de uma forma verdadeira, sem falsidade.

E este amor precisa começar por cada um de nós. Você ama os outros como ama a si mesmo? Você somente irá se amar se fizer uma autêntica experiência com o amor do Pai. Só o amor d'Ele pode preencher o vazio em nossos corações.

Deus quer que você faça a experiência deste amor que leva à plena felicidade. Mas, em nossa sociedade, existe a seguinte afirmação: “Nenhum amor dura para sempre”.

Não sou eu quem quer convencê-lo de que existe um amor que dura para sempre. Mas é o próprio Deus.

Mulher, saiba que você é uma pérola preciosa, um tesouro escondido. Você é preciosa demais para ter sido criada para ser ofendida pelo próprio namorado ou agredida por ele com um soco no olho, como uma jovem contou para mim, certa vez, num atendimento.

Homem, que é homem de verdade, trata a sua namorada com cordialidade e respeito. Mas como eu disse àquela jovem: “Se o seu namorado a agrediu com um soco, a culpa também é sua, porque você permitiu que ele fizesse com você o que bem entendesse!” E eu digo a você: "Mulher, dê-se o respeito!" Ame-se! Não permita que façam com você qualquer coisa, como se você fosse uma “praça pública” onde todo mundo pisa.

"Jovem, não aceite mais falsos amores!", exorta Fernanda Soares em sua pregação.
Foto: Fotos CN/ Wesley Almeida

 :: Veja fotos no Flickr
:: Veja + fotos também no Facebook

Saiba que você precisa das pessoas ao seu redor. Todos nós precisamos. Quanto mais amamos, mais curados e restaurados vamos ficando, porque fomos criados para amar. Nesta dinâmica de amar, é necessário respeitar o outro naquilo que ele é.

Quantas vezes, dentro dos relacionamentos, queremos que os outros sejam diferentes daquilo que são! Principalmente dentro do namoro. Não é verdade? Queremos “moldar” as pessoas conforme nossas próprias vontades e opiniões.

O mundo tem feito isso conosco: vai nos impondo uma mentalidade na qual temos medo de sermos nós mesmos. Seja você mesmo! Deus o ama assim, desse jeitinho como você é! Mas o mundo quer que você siga a moda, seja igualzinho a todo mundo. Você é único, meu irmão! Você tem capacidades, dons e talentos que fazem de você alguém muito especial.

Eu vivi, durante um bom tempo, com meus pais nos Estados Unidos da América. Lá, eu conheci uma jovem adepta da bruxaria. Eu sempre fui uma pessoa alegre e comunicativa, mas, certa vez, essa jovem me perguntou: “Por que eu a vejo sempre sorrindo? O que a faz tão feliz?” Nessa época, eu já estava engajada na Igreja, servindo num grupo de oração. Eu olhei para aquela jovem e disse: “Você também quer experimentar aquilo que me faz feliz? Então, venha comigo!” E a levei ao nosso grupo. Ali, ela teve uma experiência tão forte do amor de Deus que largou a vida velha e está casada, feliz e servindo a Deus na Igreja.

A sua vida, o seu testemunho, é capaz de fazer as pessoas se questionarem: “Por que você é feliz?” São Francisco de Assis, certa vez, disse o seguinte: “Evangelize. E, se preciso for, use palavras”. Entendeu? A sua vida precisa ser um testemunho concreto de que este amor maior existe e nos convida à felicidade.

Jovem, pelo amor de Deus, não aceite mais falsos amores! Acolha o amor de Deus, este amor verdadeiro que só Deus pode lhe oferecer. E a promessa é a de que você nunca mais será a mesma pessoa. Se você largar as drogas, a prostituição, esta vida errada cheia de misérias, você será plenamente feliz. A sua verdadeira identidade é essa: você é filho de Deus.

Decida-se a amar verdadeiramente. E talvez você tenha de ser purificado pelo sofrimento e pela espera. Mas saiba: vale a pena esperar pela pessoa amada. O Papa Bento XVI afirma que este Amor Maior tem um nome: Jesus Cristo. É Ele que pode e quer fazer da sua vida, jovem, uma vida de plena felicidade.

 

Transcrição e adaptação: Alexandre Oliveira (@alexandrecn)

Confira um trecho desta pregação:


Fernanda Zapparoli


Missionária da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo