Curados para perdoar

Padre Delton
Foto: Thellonn

A gente não pode deixar de amar. Quando não amamos, traímos o nosso chamado. Nascemos para amar!

A raiz da depressão é quando a pessoa deixa de amar. Amar é próprio do homem e é também o caminho para felicidade.

A tristeza é a característica e a marca principal de quem deixou de amar. Há algumas coisas na vida que nós não podemos perder, uma delas é a pureza. Pela pureza podemos aceitar e amar a nós mesmos e aos outros ao nosso redor.

A cura e o caminho para o perdão começam com a aceitação de si. Deus quer que tenhamos um bom relacionamento conosco mesmo, para poder ter um bom relacionamento com os outros. Precisamos buscar a cura do nosso coração para que o amor esteja em nós. Só o amor pode nos fazer superar a dor e o sofrimento. Não podemos parar na dor, nos problemas da vida, é preciso transcender, superar no amor e por amor.

O caminho da cura do nosso coração é o perdão. O perdão começa quando eu uso de misericórdia, quando eu me coloco no lugar da pessoa e me vejo tão capaz de cometer os mesmos pecados que ela.

O perdão é a maior ofensa contra o ressentimento. Por isso, quando uma pessoa está ressentida com alguém fica mais ofendida ainda se esta pessoa que o ofendeu se aproxima para lhe dar o perdão; o efeito, muitas vezes, é de repulsa, pois o coração ainda está ferido, machucado e ressentido. É preciso antes a cura dos ressentimentos para que o perdão alcance seu destino. Portanto são os nossos gestos que vai mudar os nossos ressentimentos em amor. Perdoar não é esquecer. Perdoar é quando a dor pára. Fica a cicatriz, a lembrança daquele fato, mas já não dói mais, isso é perdão.

O silêncio é essencial para o caminho da cura dos ressentimentos. Ressentimento é a repetição daquele fato doloroso, ficar repetindo, revivendo aquela dor ou aquele fato. É preciso calar a voz do ressentimento e deixar a voz do amor silencioso agir em nós.

O Senhor nos ensina a perdoar. Eu posso dizer que: “eu vou perdoar, eu quero perdoar, eu posso perdoar, porque Deus me ensina a perdoar”. A pedagogia para amar é perdoar e eu devo aplicar esta pedagogia em primeiro lugar comigo mesmo. Senhor ensina-me a perdoar, ensina-me alcançar a maturidade do perdão através da cura do meu coração.

Um segundo passo para a cura dos nossos ressentimentos é “abençoar”.

O perdão é a maior ofensa contra o ressentimento
Foto: Thellonn

Abençoar aqueles que nos ofenderam, que nos machucaram ao longo da nossa vida. Quando eu me lembrar daquela pessoa, ou quando vier em meu coração aqueles sentimentos ruins, de raiva, ódio, ira e tristeza eu devo imediatamente proclamar a benção sobre aquela pessoa; abençoar o nome daquela pessoa.

Mesmo no calvário silencioso do nosso coração devemos proclamar a benção de Deus sobre a pessoa e repetir isso sempre que vier a lembrança dos sentimentos ruins em nosso coração. Fazendo isso, não só aquela pessoa será abençoada, como também nós seremos abençoados, estaremos atraindo a benção de Deus sobre nós e a porta do perdão se abre para o amor concluir a cura completa do nosso coração.

Transcrição: Marcelo Pereira

saopaulo.cancaonova.com


Padre Delton Filho


Sacerdote da Comunidade Coração Fiel

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo