Deus está convocando intercessores

Padre Roger Luís
Foto: Wesley Alemida

Gostaria de compartilhar com vocês um toque, um chamado usado para convocar o povo de Deus para a guerra, cujo som vem de um instrumento chamado "shofar".

“Quando na vossa terra sairdes à guerra contra inimigos que vos atacarem, tocareis com força as trombetas, e o Senhor vosso Deus se lembrará de vós, e sereis livres de vossos inimigos.” (Números 10,9)

Temos visto que, no mundo atual, há um combate, uma luta entre o bem e o mal. Há o crescimento do egoísmo, da presunção e da ingratidão. Sacrilégios, inimizades, pessoas mais amigas dos prazeres do que de Deus e o esfriamento espiritual. Temos percebido um crescimento alarmante dessas dificuldades. Deus continua o mesmo, mas o comportamento do homem tem mudado. Há um questionamento que ronda os corações em nome de uma modernidade, da não aceitação dos preceitos divinos.

O alvo direto do ataque de satanás são os cristãos, por isso devemos estar atentos e vigilantes. O alvo somos nós: a Igreja, o Cristianismo. Somos chamados a estar como sentinelas não só no acampamento de oração, mas todos os dias, pois somos alvos dessa guerra. No entanto, sabemos que já existe um vencedor chamado Jesus Cristo. Sabemos que, no fim dos tempos, Ele destruirá todas as obras do mal e lançará satanás no abismo do fogo.

Se você prestar atenção no que está acontecendo com os cristãos em muitos países, perceberá a existência da perseguição contra eles. Existem cristãos sendo queimados vivos, sendo crucificados. O combate está ficando explícito diante dos nossos olhos. Só não vê quem não quer. O maligno se levanta contra nós que praticamos o Cristianismo.

Onde estão os Direitos Humanos para defender os cristãos crucificados? Há uma cristofobia em crescimento no mundo, existe uma oposição a Cristo.

Somos nós os combatentes que o Senhor está recrutando para esta guerra. Deus está convocando intercessores para a batalha, e Ele conta com cada um de nós. A guerra é intensa, por isso precisamos do maior número de pessoas. O combate que estamos enfrentando precisa de homens e mulheres dispostos a pagar o preço da intercessão. Você está disposto a pagar esse preço? Se estiver, diga a Deus que Ele pode contar com você para a guerra, para a luta.

O que quer dizer intercessão? Nem toda oração é de intercessão. A oração, de maneira geral, é uma forma de falar com Deus, e interceder é falar com Ele em favor do outro, sobre alguma situação ou realidade. Toda intercessão é oração, mas nem toda oração é intercessão.

Interceder quer dizer "estar entre", "permanecer na brecha". “Tenho procurado entre eles alguém que construísse o muro e se detivesse sobre a brecha diante de mim, em favor da terra, a fim de prevenir a sua destruição, mas não encontrei ninguém” (Ezequiel 22,30).

"Somos chamados a estar como sentinelas todos os dias", exorta padre Roger.
Foto: Wesley Alemida

Precisamos entender a realidade em que estamos vivendo. Existem irmãos do Cristianismo sendo mortos, derramando sangue pelo nome de Jesus. Quando o Papa Bento XVI foi ao Líbano, ele disse: “Devemos estar bem conscientes de que o mal não é uma força anônima que atua no mundo; ele passa por nossa liberdade, procura um aliado, procura o homem para a ele se aliar. O homem não age no mundo sem a ajuda do homem”. Quem descobriu a bomba atômica? Quem desvia dinheiro público? É o homem que, influenciado por satanás, tem atitudes más. O demônio só atua na Terra pela liberdade que o homem dá a ele. Se o mal age na liberdade do homem, muito mais Deus age na liberdade e na abertura de coração que nós damos a Ele.

A manifestação do Senhor também acontece pela liberdade do homem. Se não fosse necessário o homem para a ação divina, este não precisaria de evangelização, não precisaria de ministério de música, porque os anjos fariam tudo. Mas não! Deus quer contar com nossa ajuda. Precisamos ter a coragem de dobrar os joelhos, porque Ele se utiliza de homens fracos como nós para o avivamento do Espírito Santo acontecer.

O Brasil está sendo humilhado no superfaturamento das obras, na corrupção e nós não temos orado por isso. Não temos votado guiados pela Palavra de Deus, mas pelo sentimentalismo; com o estômago e não com a cabeça. Nós, como homens de Deus, precisamos nos colocar na "brecha" pelo povo brasileiro. Todos os cristãos são chamados à intercessão, porém, há alguns que são ministeriados a viver isso como um dom específico. Há pessoas que se deleitam na intercessão, que intercedem constantemente e ouvem claramente a voz de Deus. Elas trazem em si o dom da profecia e da revelação. Essas pessoas vivem de joelhos dobrados em favor dos outros, são intercessoras.

"Precisamos ser sustentados pelos intercessores", afirma padre Roger.
Foto: Wesley Alemida

Assim, uma vez que aspirais aos dons espirituais, procurai tê-los em abundância para edificação da Igreja” (I Coríntios 14,12).

Deus quer mudar a realidade brasileira pela intercessão. Ele está procurando intercessores para orar na Terra como Ele está orando no céu. O Espírito Santo quer proclamar pela sua boca aquilo que, no céu, Jesus ora ao Pai para que a vontade d'Ele se realize na Terra. Todas as realidades podem ser transformadas pelo poder da oração. Precisamos ser sustentados pelos intercessores.

“Rogo vos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo e em nome da caridade que é dada pelo Espírito, fazei uma ofensiva dirigindo vossas orações a Deus por mim” (Romanos 15,29).

Temos visto a guerra entre Israel e a Palestina, em Gaza, e ouvimos essa palavra “ofensiva”, em que Israel ataca Gaza com bombas e com mísseis. É essa imagem que fica em nossa cabeça; porém, hoje, precisamos levantar uma ofensiva de oração, para que a paz se restabeleça no meio de nós. O Papa Francisco está recolhendo intercessores, porque ele sabe que é o momento derradeiro, é o momento da intercessão. Ore pelos seminários das dioceses, pelos sacerdotes, pelos pregadores, pelos ministros de Deus e pelos líderes da Igreja e da sociedade. Ore pelos missionários, pregadores e cantores católicos. Saia da via humana e caminhe pela via espiritual! 

Na Igreja não precisamos de fã-clubes, mas de intercessores que orem pelo nosso ministério. Se você gosta de mim, ore pelo meu ministério. A tentação da imoralidade sexual é enorme. A tentação do espírito de importância, de comercialização da Palavra de Deus e de fazer do ministério de oração um lugar para usufruir é muito grande. Precisamos sair do mundanismo e voltar para a vontade do Senhor.

Certa vez, o padre da minha antiga paróquia caiu em pecado. As pessoas não ficaram falando mal dele, mas se colocaram de joelhos e intercederam por ele. O que produz em nós bons frutos não são os fã-clubes, mas a intercessão.

 

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo