Deus nos ama incondicionalmente

Padre Reginaldo Manzotti
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com

Jesus é a maior expressão do amor de Deus para conosco, e este amor por nós se apresenta de forma incondicional.

Nós nos prendemos às condições que nós mesmos nos impomos. Para receber algo, acreditamos que, antes, é preciso dar e por isso ficamos tão confusos quando falamos no amor de Deus, porque parece que para sermos amados, antes precisamos dar algo em troca a Ele.

Esta não é a realidade, porque o Senhor já pagou o preço por cada um de nós. Ele já disse que somos preciosos e dignos de estima, exatamente por isso nada pode nos separar deste amor, nem mesmo a nossa própria vontade.

Só tomamos a decisão de nos afastar de Deus, por alguma decepção ou tristeza, quando ainda não fomos capazes de viver uma experiência concreta com o Seu amor. Nossas culpas e erros são capazes de falar mais alto quando ainda não entendemos que o amor do Pai por nós não nos é creditado por nossos feitos, mas sim porque fomos escolhidos por Ele.

Podemos ver essa demonstração de amor incondicional na parábola do filho pródigo, na qual o pai não se conforma em ver o filho comendo com os porcos e o acolhe sem sequer perguntar onde ele esteve ou o que fez.

Deus pode fazer algo bom na sua vida hoje. O mais impressionante é que você não precisa fazer nada, somente aceitar os desígnios d'Ele em sua vida.

A nossa criação é o primeiro ato do amor sem fim de Deus por nós. Ele nos deu tudo e nos reservou o céu para que, ao fim desta passagem na Terra, tenhamos um lugar para repousar e viver a eternidade em Sua presença.

Se o nosso amor por Deus for imperfeito, também será imperfeita a forma que amamos os homens. Quando condicionamos o nosso amor a Ele, em milagres e grandes obras, fazemos o mesmo com nossos irmãos. Nos tornamos pessoas que só são capazes de amar quando recebem algo em troca desse relacionamento.

"O amor de Deus se manifesta na cruz", ensina padre Reginaldo Manzotti
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com

O mundo é carente de amor, tanto que o maior problema que nós padre ouvimos nos confessionários são relacionados às carências sexuais e afetivas.

Quando sentimos o amor de Deus, somos tocados de forma única e, mais uma vez, Ele nos apresenta Sua divindade, pois é capaz de amar a todos com a mesma intensidade, porém, a cada um de forma única.

O amor de Deus se manifesta na cruz, por isso, não há como fugirmos dela. É impossível nos sentirmos amados se temos medo da cruz de Cristo, pois só conseguiremos vislumbrar esse cuidado d'Ele para conosco quando nos aproximamos dela.

Quando o amor de Deus entra em nossa vida, somos surpreendidos e, assim, a loucura da cruz toma conta da nossa vida. Quanto mais nos aproximamos do Seu amor, mais distante ficamos das coisas deste mundo.

Não se esqueça que você é de Jesus. Não importa o quanto o mundo queira fazer você acreditar que está sozinho nesta luta, pois Jesus sempre estará pronto para ampará-lo.

Transcrição e adaptação: Gustavo Souza


Padre Reginaldo Manzotti


Reitor do Santuário Nossa Senhora de Guadalupe – Curitiba (PR)

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo