Deus quer que sejamos livres do pecado

Padre Adriano Zandoná
Foto: Maria Andrea/cancaonova.com

A Sagrada Escritura nos ensina que é o Espírito Santo que nos inspira a realizar as ações em nosso dia a dia. Que Ele nos convença a decidirmos por Cristo.

Quem não se torna ativo pela força do Espírito Santo, acaba se tornando refém das coisas do pecado, escravos do mundo em que vive. Os escritos paulinos são ricos em significado e na leitura de hoje, Deus nos quer fazer-nos livres.

Precisamos ter a disposição em viver na liberdade. Você está pronto para ser livre? A liberdade é exigente, então seja firme, para que depois você não venha a se revoltar contra Deus, culpando-o de suas escolhas.

Nós somos filhos de Deus, e Ele te ama não por aquilo que você faz, mas por aquilo que você é! Muitas pessoas, vão à igreja de forma ativa, mas não se sentem filhos dele e ainda se revolta contra Deus por não entender daquilo que vivem. Como pode o barro dizer para o oleiro o que ele deve fazer? O Senhor quer nos educar a sermos livres. Perceba que até mesmo na Sagrada Escritura depois que o povo é libertado pelo Senhor, através das mãos de Moisés, culpou a Deus por conta de tudo o que estavam vivendo, pois estavam acostumados em viver na escravidão, sendo escravos do faraó. Eles não estavam acostumados a serem livres!

Trazendo para nós, estamos mal-acostumados a sermos escravos, pois as pessoas que nos dizem não, fazem com que crescemos muito mais do que aquelas que apenas dizem sim. Quantas e quantas vezes, queremos ficar em nossa zona de conforto, ficando apenas com as pessoas que nos dizem sim, pois não nos desafiamos à pessoas que nos contrariam. Deus tem um manjar para nós e nos acostumamos com um pastel amanhecido.

Deus quer nos educar a escolhermos o bem e que assumamos as consequências das suas escolhas.

Deus quis formar o povo do Egito a pensar com a própria cabeça e a não ser escravos do pecado. É difícil sermos responsáveis por nossas escolhas, mas sejamos fiéis.

Quem não aprende a escolher se torna escravo da escolha de um outro. Cristo nos libertou, por isso, vocês precisam assumir a liberdade de filho dada pelo Filho de Deus.

Escravos são aqueles que obedecem aos outros sem saber o porquê. A verdade é objetiva, nós não podemos torná-la subjetiva. A verdade não precisa de subterfúgio para existir, não podemos ser marionetes nas mãos das escolhas das outras pessoas.

"Deus quer nos educar a assumirmos as consequências de nossas escolhas"
Foto: Maria Andrea/cancaonova.com

Veja + fotos no Flickr

As pessoas livres são aquelas que não se deixam levar pelas más escolhas dos outros, precisamos entender o porquê de nossas ações, rompamos com aquilo que não constrói, o mal só sairá de nossas vidas quando dizermos não a ele.

Em nossos relacionamentos, muitos de nós deixam -se levar pelo outro: o relacionamento só dá certo quando ambos seguem na mesma verdade. Você só será livre quando você mesmo, em Deus, construir sua liberdade.

Cristo lhe fez livre, você precisar ser autônomo. Não nos enganemos só quem é livre pode se doar. Muitas vezes, você vai olhar para traz e voltar para a sua zona de conforto, mas Deus lhe pede para ir para águas mais profundas. Você precisa tomar a decisão de romper com as más companhias.

Ser livre é ser responsável e não é status, mas é uma decisão diária. Lembre-se não existe Terra Prometida sem deserto. Sabemos que não é fácil atravessar o deserto, mas saiba que Deus enviou o maná quando o seu povo estava faminto.

Quem é livre não perde a capacidade de escolher, tem metas, sonhos e ideais. Quem é livre caminha na fé: mesmo tendo uma mar na frente, mas pela fé em Deus acredita que ele abrirá!

Muitas vezes, a pessoa é tão dependente que torna o outro também dependente. Tem pessoas que é tão dependente que só se realiza quando torna o outro inseguro em relação ao que faz.

Precisamos lembrar que é pelo Espírito Santo, no sacramento do Batismo que nos tornamos livres e não podemos nos deixar levar pelo consumismo, pela gula, pela ganância e pelo pecado.

Aprendamos com Nossa Senhora, que mesmo sem entender nada, permaneceu fiel até ver seu Filho sendo morto na cruz.

Transcrição e Adaptação: Luana Oliveira

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo