Deus tem o melhor para você

Padre Roger Luís
Foto: Elcka Torres

Deus não faz nada pela metade, Ele faz tudo completo, corpo, alma e espírito.

Hoje no Evangelho (Lc 15,3-32), Jesus apresenta para aqueles fariseus que estavam criticando-o uma parábola, que fala muito de nossa vida, nossa história. O  filho chega para seu pai e pede sua herança. O pai imediatamente dá aquilo que ele pede. Ele não questionou, simplesmente deu o que o filho pediu.

O pai o deixou ir, deu a ele a liberdade, assim como Deus deu a Adão e a Eva. Só pediu para que não comessem o fruto da árvore da vida, mas no paraíso existia a liberdade. Eles eram livres em Deus, que passeava com eles no paraíso. Eram amigos. Adão e Eva tinham intimidade com Deus. Já o jovem do evangelho, quis viver a liberdade longe do pai.

Talvez achasse que o pai era autoritário, apesar da Palavra não dar nenhuma margem para imaginarmos isso. Muitos de nós não queremos estar diante de Deus, querendo viver aquilo que é pecaminoso, aquilo que só nos traz a morte. Quantos jovens, adultos e anciãos querem essa liberdade longe de Deus, querem viver uma vida desenfreada, sem Deus? E com isso vem a doença, a partir do pecado que gera a morte espiritual, mas que também pode trazer a morte física. Quantos pensam viver essa liberdade numa vida sexual errada; e quantos estão contraindo enfermidades por causa do pecado? Quantos estão com doenças sexualmente transmissíveis? Pois o mundo ensina a viver uma vida sexual desenfreada, e se sentir livre, longe do que a Igreja ensina. Querem viver na falsa liberdade. Mas se formos ver, essa falsa liberdade que queremos viver e atraímos para nós, nos traz a enfermidade.

Não é isso que Deus quer para você. Deus quer que esteja próximo, te dá a liberdade de estar longe, apesar d’Ele não querer te ver longe. Esse congresso é uma oportunidade de você se aproximar de Deus. Deus te quer “coladinho” com Ele, mas Ele te deu o livre arbítrio.

O Evangelho é concreto. Passado algum tempo, esse jovem começa a passar necessidades de fome, de vida digna que um homem precisa ter. O pecado nos leva a ter uma vida animalesca. O jovem tinha perdido o sentido de tudo. Está escrito que nem a comida de porcos ele tinha.
Jesus queria criar um grande impacto na vida dos fariseus, pois os porcos eram animais impuros. Jesus queria mexer com o interior deles, mostrando do que os homens são capazes de fazer pra viver no pecado. Cristo queria mostrar muito mais: o que Deus pode fazer na vida daqueles que querem voltar para Ele.

Deus quer fazer um grande impacto em você, assim como Ele estava impactando o coração daqueles fariseus. Um impacto de cura, de salvação.

O que o jovem pensou quando percebeu que tinha errado? Que voltaria ao seu pai e confessaria seu pecado. Quantos de nós estamos perdendo a graça de Deus, porque não temos coragem de confessar? A Igreja nos diz que o sacramento da penitência e confissão é um sacramento de cura por excelência.

Padre Roger Luís
Foto: Elcka Torres

O pai se alegrou com a volta do filho. O Pai está há muito tempo a nossa espera, para que retomemos nossa fé com fervor. Quando o pai viu seu filho voltando, se compadeceu. O Pai tem se compadecido de nós. Deus tem sofrido conosco, com cada jovem que está nas drogas. Jesus tem morrido com cada jovem que morre de overdose.

Deus quer te dar a vida em abundância: “Deus amou tanto o mundo que enviou seu filho único, para que todo que n’Ele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” cf. Jo3,16.
Deus tem a cura para você, você precisa ter fé. “Se creres, verás a glória de Deus” cf. Jo11,40. Verás o milagre, a cura, a libertação das drogas e dos vícios.

Aquele jovem teve medo de como o pai o acolheria, mas o Pai tem sempre o melhor, o abraçou – porque o Pai sempre tem o melhor para nós – mas precisamos crer que Deus tem o melhor para nós. E imediatamente o pai disse aos empregados para que trouxessem a melhor túnica. Isto nos mostra que o pai sempre esperou pelo filho, pois quando o filho foi embora ele levou tudo. O pai mandou fazer túnicas para filho e pediu ao empregado para pegar a melhor, o pai tinha feito mais de uma, e pediu a melhor.

Deus não desistiu de você. Ele estava te esperando há muito tempo, para crescer na fé, e que pudesse realizar muitas coisas em sua vida. Hoje, você compreende que o melhor é estar perto de Deus, viver e estar com Ele. O pai não esqueceu o número que o filho calçava, pois tinha uma sandália. Deus te conhece dos pés a cabeça. O pai pede para que peguem um novilho gordo, pois o filho que estava perdido tinha voltado e agora ele queria dar o melhor a ele.

Deus quer te dar o melhor! Acredite nisso. Você pode imaginar a alegria daquele jovem com acolhimento do pai, dando o melhor para ele?
É isto que Deus quer fazer com você, mas depende de sua entrega. Dê a Deus esta oportunidade. Diga: “Deus tem o melhor para mim”.

Talvez você não foi como esse jovem que viveu na vida mundana, talvez sempre caminhou na igreja e nunca precisou voltar como este jovem e mas sempre viveu uma fé morta e questionava a Deus como o outro irmão do jovem do evangelho.
Deus hoje te diz: 'tudo o que é meu é teu'.
Existem milagres aqui, e você precisa ter coragem, ter fé, para pega-lo.
Chega de viver uma fé fraca! É hora de você se levantar como um profeta cheio de fé. Se tiver fé, verá os prodígios que Deus está realizando agora na sua vida.

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto

 



ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE
(12) 3186 2600
ou pelo Shopping Virtual


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo