Deus vai às últimas consequências para nos salvar

Padre João Rosa
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com
"Nenhuma criatura poderá nos separar do amor de Deus". Será que hoje somos capazes de dizer isso? Que nada pode nos separar do amor que Jesus sempre testemunhou por nós?

Assim como Abraão devemos ser obedientes à vontade do Senhor, mesmo que isso vá contra a nossa própria vontade, pois ninguém conhece melhor os caminhos para nós a não ser Ele.

Deus vai às últimas consequências para nos salvar e, se quisermos, nada pode nos separar do Seu amor.

O Filho de Deus não polpou a própria vida em sacrifício por nós, jamais se arrependeu de ter sido obediente a Seu Pai. E agora eu vos pergunto: um Deus capaz de dar a vida do Seu Filho por nós é capaz de nos condenar?

Os cuidados de Deus são mostrados no Evangelho de hoje através da preocupação de Jesus com seu povo. Ele deseja acolher todos debaixo de Suas asas para protegê-los e restaurá-los.

Se formos ao Antigo Testamento, veremos várias imagens dadas pelos profetas, nas quias o amor de Deus é apresentado como um amor fraterno, capaz de trocar tudo por seus filhos amados.

Debaixo da figueira, Natanael se encontrou com os cuidados de Cristo e, em virtude disso, foi capaz de reconhecer o Messias, pois ninguém além d'Ele seria capaz de ter tamanho zelo por Natanael.

Na nossa oração, deveríamos lembrar dos inúmeros momentos que Deus esteve ao nosso lado, pois ainda que todos nos abandonem, Ele jamais irá nos deixar.

"Deus vai às últimas consequências para nos salvar"
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com

Um aspecto muito importante dentro da Comunidade Jesus Menino é o vocacional, pois o carisma se baseia no cuidado de Deus com o irmão, que estende os braços para apresentar o amor do Pai àqueles que necessitam.

Hoje, muitas pessoas podem se questionar sobre a presença de Deus e os cuidados d'Ele em suas vidas. Existe um povo carente, necessitado do encontro pessoal com o Pai.

A novidade do mandamento de Jesus não está em amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, pois isso pertence ao Antigo Testamento.

Esse é o amor comunitário, no qual existe, verdadeiramente, laços familiares. Quando Paulo fala que nada pode nos separar do amor de Deus, ele está falando desse amor que experimenta a morte, mas ressuscita.

É o amor que experimentamos diariamente na Comunidade Jesus Menino. Ele impulsiona a Comunidade a buscar algo muito maior, pois esse sentimento não pode ficar guardado, mas deve sim ser levado para todos os que dele necessitam.

Deus reúne seus filhos e brada para que sejamos como o bom samaritano, ou seja, acolhamos nossos irmãos sem distinção, pois somos todos iguais aos olhos do Senhor. Os cuidados de Deus se traduzem em obras concretas e isso é sinal da obra de amor do Pai entre nós.


Padre João Rosa


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo