Dizer 'não' ao ressentimento

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. O Espírito Santo quer usar de nós para que o milagre d’Ele aconteça. Você foi marcado e plasmado pelo amor. Antes de mais nada, o Senhor quer revelar o amor d’Ele. Deus o ama muito, olhou você com carinho, o criou e formou por amor. Você tem dificuldade para amar alguém? Você já foi traído por alguém? A traição, a dor, o ressentimento são situações que, muitas vezes, nos visitam.

Acompanhe a Palavra “Renovai sem cessar o sentimento da vossa alma, e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade. Por isso, renunciai à mentira. Fale cada um a seu próximo a verdade, pois somos membros uns dos outros. Mesmo em cólera, não pequeis. Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento” (Ef 4,23-26).

Você é imagem de Deus e quando Ele o fez foi com perfeição. Ele não “errou a receita”. Porém, ao longo da vida, vamos nos distanciando do Senhor. Muitas vezes, mentimos achando que é uma mentira pequena, no entanto, a mentira gera escravos e o nosso coração não pode ser escravo de nenhuma mentira. A verdade de Deus tem de entrar em nossa vida para que sejamos imagem e semelhança d’Ele.

Eu recordo: “Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento.” Ressentimento é sentir de novo, é o sentimento que se repete e traz uma série de conseqüências, sendo que a primeira é o pecado. É quando alguém faz algo com você e isso fica ressoando em seu interior.

Há um tempo fui visitar uma pessoa, e me disseram que ela estava mal porque estava brigando com o vizinho. Mas ela desmentiu isso, dizendo que não tinha raiva do vizinho e que, na verdade, ele nem existia para ela. Olha só até que ponto vai chegando o nosso ressentimento. Quando se enterra um corpo embaixo da terra, ele vai apodrecendo e virando carniça. Da mesma forma, não podemos enterrar esse tipo de sentimento e deixar que se criem “carniças” dentro de nossos corações. Muitas pessoas estão doentes por causa dos ressentimentos. Certa vez, fui celebrar a Eucaristia e vieram até mim uma mãe e uma filha após a Santa Missa. A mãe me pediu que eu orasse pela filha, porque não tinha a saúde boa e vivia tendo crises. O Espírito Santo me revelou que tinha algo errado entre ela e seu pai. Então, ela me disse que havia 15 anos que não conversava com “aquele homem”, como ela o chamava. Foi abandonada quando criança e tinha muita raiva dele por essa razão. De forma que tive de lhe dizer algo que ninguém queria dizer: “É preciso perdoar o seu pai. É preciso dar um passo na fé”.

O verdadeiro perdão brota de Deus. Até mesmo para perdoar dependemos d’Ele. Para vencer o ressentimento, também dependemos do Senhor, senão sempre temos recaídas. Nenhum sentimento nobre pode ter grande duração se não vier do coração de Deus. Algum tempo depois, eu a encontrei e ela estava sorridente. Ela veio me falar que o pai havia morrido, mas que antes ela o havia procurado e que vira no rosto dele a vergonha de tê-la abandonado, e que justamente por causa da vergonha ele não a tinha procurado. Naquele dia houve o perdão e ela o abraçou antes que ele morresse. Eles se reconciliaram e depois disso ela não teve mais doenças.

Quero lhe fazer uma pergunta: Se você soubesse que teria somente oito horas de vida, o que você faria? Aonde você iria? Não deixe para amanhã o que você precisa fazer agora! “Que o sol não se ponha sobre o vosso ressentimento”. Se você precisa pedir perdão, peça-o! Se você precisa perdoar, perdoe! Existe muita gente que perde a chance de ser feliz porque fica adiando o que precisa viver.

O convite que o Senhor quer fazer a você hoje é: Dê um passo. Achamos sempre que são os outros que têm de pedir perdão e, no final, nos tornamos solitários. Você precisa dar o passo: se o outro não quiser, espere o tempo dele, mas você precisa dar o passo. Se você experimentou a dor da traição, de alguma decepção ou se você é frustrado por causa de tanta coisa que vive – saiba que a força da oração é capaz de lhe trazer a cura. A oração pode curar a dor do seu coração.

Padre Delton

Uma vez uma mulher veio me contar que conseguiu fazer com que o marido rezasse com ela. Ela parou de brigar com ele, pois resolveu agir de forma diferente. Ele brigava, resmungava e quando ele dormia, ela rezava por ele. Era uma oração simples, mas ela rezava todos os dias. Até que ele sentiu a necessidade de rezar junto com ela. Mas foi preciso que ela desse o passo.

No fundo, todos nós sentimos saudade de Deus, e se guardamos ressentimentos, ficamos distantes d’Ele. Às vezes, é preciso reiniciar a vida a partir de um abraço. Talvez você conheça a saudade por outros nomes, mas, no fundo, o que seu coração quer é encontrar o Senhor. Deixe-O entrar nos seus relacionamentos.

Há muitas pessoas com problema com o pai. Dê o primeiro passo, mande uma mensagem para ele falando que o ama. É só escrever: “Pai, eu te amo!”. Nós precisamos treinar o amor, precisamos começar agora, não deixe para amanhã! Eduque o seu pai a externar amor e carinho. Seu pai precisa do seu amor e você precisa do amor dele. Se ele ainda não aprendeu a ser amado, se as reações dele ainda não são receptivas, vá o educando até que ele aprenda a amar e a ser amado.

Dois jovens se casaram, mas, pela situação financeira complicada, eles foram morar na casa dos pais dele. Tudo ia bem até então, até que no segundo dia a mãe do rapaz começou a pegar no pé dos dois, e depois disso, tudo o que acontecia virava briga. E foi ficando tão complicado que a jovem pediu que um moço, que vendia ervas, lhe desse uma raiz que a [sogra] matasse. O ressentimento chegou a tal ponto que ela queria matá-la. Então o vendedor falou para dar em pequenas doses o chá das raízes para que ninguém desconfiasse dela. E disse-lhe que ela o colocasse dentro de algo que a sogra gostasse. Então ela preparou a comida preferida da sogra e a ofereceu para ela. Ofereceu, a sogra aceitou, comeu e gostou. No outro dia, fez café da manhã com a “raiz” e o levou e a sogra ficou satisfeita. Na hora do almoço, novamente, fez a comida preferida dela, e a sogra ficou emocionada por aquilo. Dessa forma, a sogra foi passear na cidade e comprou uma roupa para a nora. E assim foi: a nora fazendo comida, a sogra dando presentes. Elas começaram a se dar bem, como se fossem mãe e filha. Então a jovem foi atrás do homem da tal “raiz” e ele lhe disse que ficasse calma porque, na verdade, vendera vitamina para ela [e não raiz venenosa].

As coisas começaram a mudar, porque – mesmo sem saber – ela deu passos. Só o amor pode superar essas coisas. Só o amor pode fazê-lo superar as dificuldades. Você precisa dar passos, amar. Aos poucos o amor vai tomando conta e finalmente existirá amor entre vocês.

Apresente para Deus a pessoa que o magoou, fale o nome dela [seu pai, sua mãe, irmão, e você, que está separado, o da sua esposa, do seu esposo, entre outros], coloque-a diante de Jesus. Peça que Deus o ensine a ter os sentimentos do coração de Deus. Que o amor vença na sua vida!


Padre Delton Filho


Sacerdote da Comunidade Coração Fiel

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo