Dom de fé e milagres

Padre Roger Luís
Foto: Wesley Almeida

E disse-lhes: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas, manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados" (Marcos 16,15).

Precisamos perceber qual é a maneira que Jesus usa para ensinar os apóstolos a evangelizar. Quais são os sinais que acompanhariam aqueles que acreditassem n'Ele? Primeiro: expulsariam demônios em nome de Jesus, com autoridade e por meio da fé. Existe uma autoridade conferida a nós por Jesus Cristo. Segundo: falariam novas línguas. Terceiro sinal: Jesus os ensina que, ao colocarem as mãos sobre os doentes, estes ficariam curados.

Nós dizemos que somos a Igreja Apostólica. Então, na nossa evangelização precisa acontecer aquilo que Jesus falou. Mas isso é só para os carismáticos? Não! Para toda a Igreja Católica, porque faz parte da Doutrina, da Palavra de Deus. O Senhor quer uma Igreja que viva Seus milagres e prodígios. Mas se não nos comprometermos, se não acharmos necessário seguir o que Jesus nos disse, nada disso acontecerá.

Muitas pessoas têm medo dos dons carismáticos, dos sinais, porque não querem ser perseguidas, humilhadas. As pessoas podem não querer os dons, mas não têm o direito de negá-los, porque eles são de Deus.

"Peça que o Senhor aumente a sua fé!", disse padre Roger Luís.
Foto: Wesley Almeida

O primeiro milagre que Jesus fez foi nas Bodas de Caná. Foi o milagre em que Ele transformou a água em vinho. Jesus disse: “Vai lá e enche as talhas de água”. Esse é um dos milagres que aconteceram na época de Jesus. E ainda hoje milagres acontecem.

Em João 1,4, Jesus tinha três amigos: Marta, Maria e Lázaro. Marta disse ao Senhor: “Lázaro está para morrer”. Quando o Senhor chegou diante do túmulo, já havia quatro dias que Seu amigo estava morto. Então, Ele disse: “Se creres verás a glória de Deus”. A graça aconteceu e Lázaro foi ressuscitado. Não podemos negar os milagres de Jesus. Eles podem acontecer em qualquer lugar.

Reze: "Eu quero, Senhor, experimentar os Seus milagres na minha vida".

Atos 4,23-31: “Postos em liberdade, voltaram aos seus irmãos e referiram tudo quanto lhes tinham dito os sumos sacerdotes e os anciãos. Ao ouvirem isso, levantaram unânimes a voz a Deus e disseram: Senhor, vós que fizestes o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há. Vós que, pelo Espírito Santo, pela boca de nosso pai Davi, vosso servo, dissestes: Por que se agitam as nações, e imaginam os povos coisas vãs? Levantam-se os reis da terra, e os príncipes se reúnem em conselho contra o Senhor e contra o seu Cristo. Pois na verdade se uniram nesta cidade contra o vosso santo servo Jesus, que ungistes, Herodes e Pôncio Pilatos com as nações e com o povo de Israel, para executarem o que a vossa mão e o vosso conselho predeterminaram que se fizesse. Agora, pois, Senhor, olhai para as suas ameaças e concedei aos vossos servos que com todo o desassombro anunciem a vossa palavra. Estendei a vossa mão para que se realizem curas, milagres e prodígios pelo nome de Jesus, vosso santo servo! Mal acabavam de rezar, tremeu o lugar onde estavam reunidos. E todos ficaram cheios do Espírito Santo e anunciaram com intrepidez a palavra de Deus.”

Essa missão apostólica tem acompanhado a Igreja durante todos esses anos. Em 1970, quando houve o batismo no Espírito Santo na Igreja e, assim, o início da Renovação Carismática Católica, esses dons ficaram mais evidentes.

Padre Roger fala sobre o dom de fé e milagres na Canção Nova.
Foto: Wesley Almeida

Os apóstolos nos mostram o segredo: aquele que acredita experimenta os sinais. Peça que o Senhor aumente a sua fé!

Vamos entender o que é o carisma da fé, dos milagres. São Paulo diz aos corintos que "um dom, um carisma é dado pelo bem de todos. A um é dada uma palavra de sabedoria, a outro o poder de milagres e curas. Porém, tudo no mesmo Espírito'.

O dom da fé e o dom de milagres são dons de serviço que o Senhor concedeu à Igreja para que ela pudesse servir. São Cirilo de Jerusalém diz: “A fé é uma só. Mas existe uma fé que é racional, a qual recebemos no dia do batismo: o dom da caridade, que nos faz entender os dogmas de fé da Igreja”.

Não dizem que toda Missa é de cura? Mas a Santa Missa não tem "poder mágico". Precisamos ter a consciência de que, na Celebração Eucarística, Deus pode nos curar e se manisfestar. Qualquer Missa é de cura, mas precisamos ter fé, e fé é um carisma, por isso precisamos pedi-la a Deus.

Eu recebi o carisma do dom de milagre. Minha primeira pastoral foi uma visita aos doentes. Quantas curas aconteceram naquele dia! Mas temos de nos lembrar que Deus cura quem Ele quer e no tempo d'Ele. Eu estava pregando nos Estados Unidos sobre o dom de milagres. Uma mulher aproximou-se e me disse que estava acompanhando a Missa de quarta-feira do Clube da Evangelização: “Meu filho não fala, mas, de repente, ele começou a falar”. E, de fato, eu havia proclamado, na Missa, que uma criança iria começar a falar.

Deus age quando acreditamos n'Ele! Os milagres acontecem, mas precisamos acreditar nisso. Muitas vezes, não tenho não coragem de proclamar as curas, mas Deus me pede e eu as proclamo. As curas e os milagres acontecem.
 
Um homem, em São José do Rio Preto (SP), procurou por mim e me falou que tinha desidratação na coluna. Então, colocou-se de joelhos diante do Santíssimo, na frente da televisão, e pediu a Deus um sinal, pois queria saber se precisava ou não passar por uma cirurgia. Neste dia, durante a Missa, eu havia proclamado o milagre: "Há um homem com problema na coluna, mas o Senhor o está operando agora".

Deus realiza, Ele faz milagre! Creia nisso.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D'Onofrio.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo